Sexta-Feira, 29 de Maio de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Sinsaúde convoca Hospital Evangélico para mesa-redonda

Publicada em 03/12/2013 às 20:29
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O Sinsaúde (Sindicato Único dos Trabalhadores da Saúde de Sorocaba e região) convocou o Hospital Evangélico de Sorocaba para uma mesa-redonda, no Ministério do Trabalho, nesta quarta-feira (4), às 10 horas. De acordo com a diretoria do Sinsaúde, o Hospital Evangélico não vem atendendo às reivindicações de seus funcionários e não compareceu em reunião para negociação com o sindicato.

No mês passado, cerca de 50 funcionários foram mandados embora e deu-se início à terceirização de alguns setores da instituição. Além disso, um dos diretores do sindicato, Elielson Farias, ressalta que o valor da alimentação do funcionário passou de R$ 1 para a cobrança de R$ 5 (café) e R$ 6 (almoço) por dia. “A maioria dos trabalhadores não aceitou essa nova configuração e tem levado marmita. O problema é que eles não podem utilizar o espaço do refeitório e são obrigados a compartilhar um espaço pequeno, insuficiente para se fazer a refeição.”  

Ainda no mês de outubro, a diretoria do sindicato agendou reunião com o hospital para o dia 22, mas solicitaram remarcação para o dia 12 de novembro, mudança acolhida pelo sindicato. “Acontece que no dia marcado por eles, não compareceram. Diante disso, fizemos reunião, no dia 26, com os funcionários e promovemos a manifestação em frente à instituição, conforme convocação feita à categoria em edital divulgado na sede do sindicato”, explica Elielson. 

Nesse mesmo dia da manifestação, houve uma tentativa por parte dos diretores do sindicato em conversar com a direção do hospital, mas uma vez mais não foram atendidos. Conforme Elielson, as cobranças e atuações por parte do sindicato continuam para lutar contra a precarização do trabalho. Entre os itens da pauta de reivindicação, estão também a solicitação por um vestiário para os funcionários, criação de uma agenda anual da Cipa e pagamento de hora-extra em caso de dobra de plantão.

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar