Domingo, 16 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< Alunos que ficaram nus durante trote da USP podem ser expulsos

Publicada em 07/03/2013 às 19:32
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

A unidade de São Carlos da Universidade de São Paulo (US) confirmou que os estudantes que ficaram nus durante um trote no final de fevereiro podem ser expulsos da instituição. Além de tirar a roupa e mostrar os órgãos sexuais, os alunos teriam feito gestos obscenos contra um grupo de feministas que protestava contra o "Miss Bixete", uma espécie de concurso de beleza a que as novatas são submetidas.

De acordo com a universidade, fotos que mostram os alunos pelados foram encaminhadas para as cinco unidades de ensino, que "estão empenhadas em identificar os envolvidos".  "Feita a identificação dos envolvidos, será constituída uma comissão que, com base em um processo de investigação, assegurada a ampla defesa e o contraditório, emitirá um relatório para subsidiar a decisão do dirigente da unidade a que o aluno pertence". As punições poderão ir desde advertência até a expulsão, de acordo com a participação de cada um.

Uma denúncia contra os estudantes foi encaminhada à Polícia Civil pelo Ministério Público. De acordo com o delegado Aldo Donisete Del Santo, titular da 3ª DP de São Carlos, o primeiro passo da investigação é identificar os autores do trote. "Recebemos as fotos e estamos procurando testemunhas que possam auxiliar a encontrar os alunos", disse nesta quinta-feira. Segundo ele, são pelo menos dois suspeitos de cometer os atos obscenos. Se condenados, eles podem pegar um ano de prisão.

Em nota, o Coletivo de Mulheres disse que o Miss Bixete é um concurso pensado para reproduzir "o padrão das mulheres como mero objeto ao fetiche masculino" e que o grupo decidiu protestar, de forma pacífica, a um ato questionável feito dentro do espaço público da universidade. "Desde o princípio, no entanto, sofremos todos os tipos de agressão verbal e simbólica".


Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar