Quarta-Feira, 26 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< Sócio da Boate Kiss sai do hospital e é preso

Publicada em 05/02/2013 às 21:41
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O sócio da boate Kiss, Elissandro Spohr, conhecido como Kiko, saiu do hospital no começo da noite desta terça-feira (5) onde esteve internado desde o incêndio que matou mais de 230 pessoas em Santa Maria (RS). O empresário foi levado para a delegacia de Cruz Alta, onde ficou por poucos minutos e, posteriormente, foi encaminhado para o presídio de Ijuí (RS). Ele saiu em um carro à paisana da polícia pelos fundos do hospital.

A delegada de Cruz Alta, Lilian Carús, já havia dito que Kiko deveria prestar depoimento na cidade onde esteve internado antes de ir para algum presídio.

Kiko está com a prisão temporária decretada por 30 dias desde a última sexta-feira (1º), porém estava sob custódia policial no Hospital Santa Lúcia desde o dia 28 de janeiro.

Estão presos temporariamente em Santa Maria (RS) o empresário Mauro Hoffmann, um dos sócios da boate, o músico Marcelo dos Santos e o produtor Luciano Leão, ambos da banda Gurizada Fandangueira, que tocava na boate Kiss no dia da tragédia.

Para a Polícia Civil, a origem do incêndio foi um sinalizador usado pela banda durante o show e a espuma que servia como isolante acústico do local, e que ao queimar originou uma fumaça tóxica que teria asfixiado a maioria das pessoas que morreram. De acordo com a polícia, 100 pessoas já foram ouvidas no inquérito que apura as causas da tragédia.

 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar