Domingo, 16 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< Governo do Rio promete resolver problemas de poluição da praia de Ipanema

Publicada em 31/01/2013 às 18:47
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O governo do Rio iniciou na manhã desta quinta-feira (31) a terceira obra que promete resolver em seis meses o problema de poluição nas águas de Ipanema. Ela faz parte do programa Sena Limpa, um pacote de intervenções que pretende limpar seis praias da capital.

A obra vai ligar o sistema de águas pluviais à rede de esgoto para lançamento pelo emissário de Ipanema. Atualmente, elas deságuam no canal do Jardim de Alah e vão para o mar. A poluição é gerada pelas ligações clandestinas de prédios e restaurantes.

"Vamos eliminar três saídas de água pluvial. Elas não estariam contaminadas, mas há muita ligação clandestina. Em tempo seco, quando não chove, vamos levar para o emissário", disse o presidente da Cedae, Wagner Victer.

O principal impacto será sentido, segundo o governo, na praia de Ipanema. Mas também serão beneficiadas pela obra a praia do Leblon e as águas da lagoa Rodrigo de Freitas.

Outras duas obras do programa feitas no bairro já melhoraram, segundo a secretaria do Ambiente, a balneabilidade da praia de Ipanema. Foram resolvidas, diz a pasta, a saída de esgoto do conjunto da Cruzada São Sebastião e das favelas do Cantagalo e Pavão-Pavãozinho.

O boletim semanal de balneabilidade da praia de Ipanema mostra que no primeiro semestre de 2012, em 18 das 56 medições apontaram as águas como impróprias para banho. No segundo semestre, caiu para sete --a partir de setembro ela permaneceu sempre própria.

Este ano, porém, em seis das oito medições feitas a água estava imprópria. Mas o motivo são as chuvas constantes no Rio, que carregam sujeira para o mar. "Não dizemos que está tudo resolvido. Mas há uma forte correlação entre as duas obras feitas e a melhoria", disse o secretário do Ambiente, Carlos Minc.

Ele afirmou que será feito também um monitoramento da rede pluvial - através de um robô com câmera que andará pelas tubulações - para detectar as ligações clandestinas.

O Programa Sena Limpa, a ser implementado por Estado e município, prevê o investimento de R$ 150 milhões na ampliação de redes de esgoto, novas bombas conectadas ao emissário de Ipanema, melhora na coleta de lixo e no monitoramento da balneabilidade do mar. O alvo são as praias do Leme, Urca, Bica, São Conrado e Leblon.

"Praia limpa é lazer, saúde, esporte e turismo. Praia limpa é tudo de bom, para um surfista não pegar um coliforme no meio da testa", disse Minc.

 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar