Domingo, 20 de Outubro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Morre o ator e diretor Marcos Paulo

Publicada em 11/11/2012 às 22:56
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Após uma luta de mais de um ano contra um tumor no esôfago, o ator e diretor Marcos Paulo morreu na noite deste domingo (11) vítima de embolia pulmonar. Ele estava em sua casa, no Rio. 
 
Marcos tinha 61 anos e durante mais de 30 trabalhou na Globo, como ator e diretor - sendo um dos principais da emissora. Ele emplacou mais de 20 novelas e seriados como ator. A sua primeira trama foi "O Morro dos Ventos Uivantes", de Lauro César Muniz, a qual trabalhou com Maria Estela, Iris Bruzzi e Altair Lima (já falecido) pela TV Excelsior. 
 
Também atuou em outras novelas clássicas, como "Sangue do meu Sangue" (1969), "Minha Doce Namorada" (1971), "Uma Rosa com Amor" (1972) , "Gabriela" (1975) e "Sinhá Moça" (1986) - tendo todas elas remakes posteriores. 
 
Na década de 2000, atuou em apenas três novelas. Ele foi o protagonista de "Começar de Novo" (2004), onde interpretou o empresário Miguel e fez par romântico com Nathália do Valle. O folhetim não teve grande aceitação por parte do público.
 
Já em 2006, ele esteve em "Páginas da Vida", de Manoel Carlos, como o Diogo. Na história, o ator era um médico que no passado havia namorado Helena (Regina Duarte). Após muitos anos, eles se reencontram e terminaram a novela juntos com a menina Clara (Joana Mocarzel).
 
Sua última trama foi "Desejo Proibido" (2008), de Walther Negrão, onde interpretou o Dr. Tadeu em uma rápida participação. Já como diretor, ele esteve à frente de produções como "Força de um Desejo" (1999), "Porto dos Milagres" (2001), "O Beijo do Vampiro" (2002), "Começar de Novo" (2004), "Desejo Proibido" (2007) e "Malhação" (2009), além do programa  "Estação Globo" (especiais de 2004 a 2008). Seu último trabalho como diretor na Globo foi no humorístico "Os Caras de Pau".

Além das funções ligadas à televisão, ele ingressou como diretor no cinema há dois anos em "Assalto ao Banco Central", de Renê Belmonte. Como ator de filmes, Marcos teve participações menos frequentes. Um dos trabalhos recentes de maior impacto foi em "Se Eu Fosse Você 2", de Daniel Filho.
 
Marcos Paulo foi casado com Renata Sorrah, Flávia Alessandra e sua última esposa foi Antonia Fontenelle, atualmente no ar em "Balacobaco", na Record.
 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar