Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Obras do Itaquerão já têm R$ 160 milhões liberados pela prefeitura de SP

Publicada em 10/11/2012 às 15:26
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Um ano e meio após o início das obras, foi aprovada a primeira cota de dinheiro público para a construção do estádio do Corinthians, em Itaquera - a arena receberá a abertura da Copa-2014.

A Prefeitura de São Paulo vai liberar aproximadamente R$ 160 milhões em incentivos fiscais ao fundo imobiliário constituído pelo clube e pela Odebrecht para a construção do estádio, na zona leste da capital paulista. Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Marcos Cintra, o fundo havia pedido R$ 220 milhões em CIDs (Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento), títulos que podem ser usados para pagar impostos municipais, como IPTU, ISS e ITBI, ou negociados com outras empresas.

Laudo da Secretaria de Infraestrutura Urbana e Obras atestou que, até julho, as etapas executadas da obra equivaliam a R$ 260 milhões - a estimativa de custo do estádio é de R$ 820 milhões.

"Como a lei determina que nós só podemos emitir os certificados de até 60% das despesas por fase concluída, o laudo estabeleceu que agora só serão R$ 160 milhões", afirmou Cintra. De acordo com o secretário, é necessário ainda resolver problemas com a documentação sobre a parceria entre Corinthians e Odebrecht para a liberação dos CIDs.

A quantia autorizada pela prefeitura representa 38% dos R$ 420 milhões que a Câmara Municipal de São Paulo aprovou em 2011 como teto do benefício fiscal ao construtor do estádio, sob o pretexto de que a abertura da Copa-14 irá trazer retorno de R$ 1 bilhão à cidade. Além do incentivo da prefeitura, estão programados R$ 400 milhões de empréstimo do BNDES.

O dinheiro federal ainda está travado devido à falta de garantias suficientes exigidas pelo Banco do Brasil, repassador da quantia. O banco exige garantias que a Odebrecht ainda não alcançou.

Em nota, a construtora Odebrecht informou que, além de auditar o avanço físico da obra, o Comitê de Construção do Estádio criado pela prefeitura pediu um parecer sobre o avanço financeiro. "A solicitação foi prontamente atendida e está sendo executada".

 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar