Segunda-Feira, 17 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< Após protesto na Câmara, motoristas voltam ao trabalho

Publicada em 16/12/2011 às 14:54
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Os vereadores de Sorocaba rejeitaram, por unanimidade, o projeto de lei que autorizava a Prefeitura a repassar R$ 1 milhão à Urbes (Empresa de Desenvolvimento Urbano e Social, que organiza e fiscaliza o serviço público de transporte coletivo no município), que precisaria depositar o dinheiro em juízo para recorrer de ações trabalhistas movidas por ex-funcionários da TCS.

A votação foi acompanhada por centenas de motoristas, que paralisaram o transporte coletivo por volta das 8 horas, pegando os usuários de surpresa. Cerca de 350 ônibus ficaram estacionados nas imediações da Câmara Municipal para pressionar os parlamentares durante a sessão desta sexta-feira. 

Os ônibus voltaram a circular por volta das 13h30, após uma reunião no estacionamento da Prefeitura, entre motoristas, agentes de bordo e fiscalização das atuais concessionárias do serviço e o sindicato da categoria. 

Segundo a Urbes, a paralisação foi total. 350 ônibus deixaram de circular, provocando prejuízo para 70 mil passageiros. Informou também que por motivos de segurança os terminais urbanos centrais foram fechados, mas foram reabertos logo que os motoristas retornaram as atividades.

 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar