Quinta-Feira, 27 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< Onze cidades terão Samu Regional em fevereiro

Publicada em 15/12/2011 às 20:47
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Gestores de saúde e representantes de municípios da região reuniram-se ontem na Escola de Gestão Pública “Dr. José Caetano Graziosi” e garantiram a implantação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-192) Regional em Sorocaba a partir de fevereiro de 2012. O serviço deve beneficiar as cidades de Alumínio, Araçariguama, Araçoiaba da Serra, Capela do Alto, Ibiúna, Iperó, Mairinque, Piedade, Pilar do Sul, Votorantim e Sorocaba. Porto Feliz ainda não se posicionou, mas também poderá fazer parte. 

De manhã, o secretário da Saúde de Sorocaba, Ademir Watanabe, esteve com representantes do Ministério da Saúde, Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS), Santa Casa de Misericórdia e do Departamento Regional de Saúde (DRS-16) para pactuar as referências de implantação do serviço no município, no que se refere à retaguarda hospitalar. Durante a tarde, o encontro reuniu as cidades da região interessadas em participar do projeto. Ao final, 11 municípios sinalizaram positivamente para integrar o Samu Regional. 

A Central de Regulação ficará na sede do Corpo de Bombeiros, no Cerrado. Cada município terá sua base de operações e será responsável por suas ambulâncias e funcionários. A central receberá todas as chamadas de ocorrências pelo telefone 192. Sorocaba ficará com a coordenação geral do serviço, depois que ele estiver funcionando, porém cada município será responsável por sua atuação local.

ESTRUTURA NECESSÁRIA – Durante as reuniões, o CHS se comprometeu em aumentar o número de leitos adultos da UTI de 10 para 30 até março de 2012, por meio de um convênio com uma organização social. Hoje, 48 municípios da região têm como referência para alta complexidade o Conjunto Hospitalar. “Aumentar a demanda com o Samu Regional sem aumentar o número de leitos seria irresponsabilidade. Isso tinha de ser feito com calma e esta reunião foi para resolver essa questão. Triplicando o número de leitos, ficamos mais tranquilos em oferecer um atendimento de qualidade para a população e garantir que um paciente em estado grave tenha assistência em Sorocaba”, explicou Watanabe.

“Neste ano, alguns fatores, como a reestruturação do convênio do nosso pronto-socorro municipal com a Santa Casa, nos impediram de dar sequência na implantação do Samu Regional. A partir do momento em que todas essas barreiras foram vencidas e o compromisso do CHS em dar essa retaguarda hospitalar, temos condição de implantar o Samu Regional”, completou.

De acordo com o secretário, futuramente será feita a modernização e ampliação do Pronto-Socorro Municipal da Santa Casa. Além disso, durante a reunião o representante do Ministério da Saúde apresentou possibilidades de a Santa Casa obter recursos do governo federal, por meio de novas portarias, para financiar o atendimento de pacientes vindos de outras cidades.
 
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar