Terça-Feira, 10 de Dezembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Atlético-MG empata com o Palmeiras

Publicada em 28/10/2010 às 00:17
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Atlético-MG e Palmeiras realizaram uma partida com clima de decisão nesta quarta-feira à noite. Mas no fim, deixaram a disputa das quartas de final da Copa Sul-Americana completamente indefinida. As equipes tiveram que se contentar com o empate por 1 a 1, em Sete Lagoas (MG), em um duelo marcado pela arbitragem confusa de Marcelo de Lima Henrique.

Agora, quem vencer o duelo de volta estará garantido na próxima fase da competição. Um empate sem gols dá a vaga ao Palmeiras e uma igualdade por 2 a 2 ou mais favorece o Atlético-MG.

Se os times repetirem o placar desta quarta-feira, o confronto será decidido nos pênaltis. O segundo jogo está marcado para o dia 10 de novembro, no Pacaembu. Quem avançar enfrentará o vencedor de Goiás e Avaí na semi.

Antes da partida desta noite, o Atlético-MG já havia deixado claro que a prioridade na reta final da temporada seria toda do Brasileirão. Por isso, o técnico Dorival Júnior deu folga à maioria dos atletas e escalou apenas três titulares: Renan Ribeiro, Werley e Zé Luís. Na etapa final, ele promoveu as entradas de Obina e Diego Souza, que melhoraram o desempenho dos anfitriões.

O Palmeiras, por outro lado, mandou a campo o que tinha de melhor. Com dores na coxa esquerda, o meia Valdivia tentou jogar no sacrifício e conseguiu ficar em campo por pouco tempo. Logo aos 19min, o chileno voltou a reclamar do incômodo muscular e foi substituído por Lincoln.

No início do confronto, os comandados de Luiz Felipe Scolari não se abalaram com a pressão da torcida rival e partiram para cima. Mas depois de acertar a marcação, o Atlético-MG encerrou a pressão alviverde e tomou controle da partida.

Sem contar com Valdivia, o Palmeiras encontrou problemas para manter a posse de bola no setor ofensivo. Ao mesmo tempo, o time alvinegro mostrou afobação na hora de finalizar. Desta maneira, não aproveitou as chances que criou e foi para o intervalo sem alterar o marcador.

Dorival Júnior apostou suas fichas na entrada de Obina no começo da etapa complementar para acabar com o desperdício de gols alvinegros. Mas foi o Palmeiras que mostrou mais oportunismo ao abrir o placar em bela jogada de Kleber aos 10min.

O Palmeiras ainda perdeu a chance de ampliar aos 21min com uma confusão da arbitragem. O juiz anotou pênalti em cima de Lincoln, mas depois voltou atrás e marcou impedimento do meia. O problema é que em nenhum momento o auxiliar anotou a infração do palmeirense.

Logo depois, o árbitro Marcelo de Lima Henrique anotou pênalti duvidoso de Márcio Araújo em Obina e revoltou a equipe alviverde. Melhor para o centroavante atleticano, que empatou o jogo com a cobrança. Depois disso, ambos os times voltaram a criar chances para marcar, mas não passaram pelos goleiros.

Agora, as duas equipes voltam a atenção para a disputa da 32ª rodada Campeonato Brasileiro no sábado. O Palmeiras recebe o Goiás no retorno à Arena Barueri, enquanto o Atlético-MG encara o Botafogo novamente em Sete Lagoas.

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar