Terça-Feira, 2 de Junho de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< China adia encontro de mulher de Nobel da Paz

Publicada em 09/10/2010 às 14:55
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

As autoridades chinesas adiaram o encontro de Liu Xia com seu marido, o dissidente chinês ganhador do Prêmio Nobel da Paz, Liu Xiaobo, para este domingo. Liu ainda não sabe que venceu a honraria e só deve descobrir quando se encontrar com a mulher, que viajou neste sábado até a prisão onde ele cumpre pena de 11 anos por subversão do poder do Estado.

A polícia manteve os repórteres longe da prisão de Jinzhou, 480 km de Pequim, onde Liu cumpre pena por sua participação na Carta 08, manifesto de intelectuais pela democracia na China. O celular de Xia foi bloqueado.

A poetisa Xia foi obrigada a deixar sua casa nesta sexta-feira de forma secreta e sob forte vigilância policial para não conceder entrevista aos inúmeros jornalistas que esperavam que ela saísse de seu apartamento para comentar à imprensa sobre a decisão do Instituto Nobel da Noruega.

O governo chinês repudiou a concessão do prêmio a um "criminoso" e qualificou a decisão de "blasfêmia", porque, segundo o regime autoritário comunista que governa a China desde 1949, a decisão descumpre o espírito do Prêmio Nobel.

Além disso, a Chancelaria chinesa chamou para consultas o embaixador norueguês em Pequim e censurou a notícia na imprensa de todo o país. As capas dos jornais estampam hoje as notícias referentes ao câmbio do iuane e à sucessão na Coreia do Norte. Só os editoriais mencionam o Nobel da Paz, e para condená-lo.
 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar