Sábado, 6 de Junho de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Deputado eleito com menos votos estava preso até a véspera da eleição

Publicada em 04/10/2010 às 20:24
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Francisco Vieira Sampaio (PRP), o “Chico das Verduras”, já foi cassado sob acusação de distribuir sopa a pessoas carentes em troca de votos. Às vésperas das eleições deste domingo (3), deixava a Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, em Boa Vista, onde estava preso acusado de compra de votos. Ele é o deputado federal eleito com a menor votação do país, beneficiado pela situação pendente da Lei da Ficha Limpa.

O candidato foi preso em flagrante no dia 20 de setembro em sua casa com o vereador George Melo (PSDC). Eles são acusados de prometer carteiras de habilitação (CNH) e sorteio de carros em troca de votos. Foram detidos por um policial federal infiltrado. O vereador foi libertado no dia seguinte, enquanto Chico das Verduras permaneceu no cárcere até o sábado (2). O parlamentar nega irregularidades.

O TRE manteve a prisão. Já às vésperas da eleição, o agora deputado federal obteve habeas corpus no TSE, com uma ressalva: “mediante termo de compromisso de não mudar de residência, nem ausentar-se do distrito da culpa, sem prévia comunicação ao juízo, sob pena de revogação da medida”. Foi libertado no sábado (2).

Atual presidente do Diretório Regional do PRP em Roraima, Chico foi cassado por abuso de poder econômico na campanha de 2006 e declarado inelegível por três anos pelo TSE, com recurso negado no STF (Supremo Tribunal Federal). Com a Lei da Ficha Limpa, a inelegibilidade passou a ser de oito anos, o que o enquadraria no grupo de barrados ficha-suja.

O candidato, porém, teve a candidatura liberada no TRE, um dos tribunais que resolveu não respeitar a norma até que o Supremo se manifeste sobre a nova legislação. Naquele Estado, todos os impugnados pela Lei da Ficha Limpa foram liberados. Até que o TSE se manifeste sobre seu registro, ele está eleito.



Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar