Sábado, 25 de Maio de 2019 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< Ministério da Saúde deposita R$ 2,2 mi para tratamento de Sofia

Publicada em 21/06/2014 às 00:31
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

EXPECTATIVA 

O Ministério da Saúde afirmou no início da noite de ontem que fizera o depósito de R$ 2,2 milhões em conta judicial destinada ao custeio do tratamento e transporte da bebê Sofia Lacerda na terça-feira (17). Em cumprimento à decisão do Tribunal Federal da 3ª Região, o Ministério da Saúde providenciou a cotação do voo de UTI aérea e a emissão de passaportes da criança e acompanhante em 72 horas.

O Ministério da Saúde recebeu laudo atestando que a criança tem condições clínicas de viajar e a remoção, neste momento, depende da transferência dos recursos pagos ao hospital em que será realizado o tratamento. A transação bancária fica a cargo da família beneficiada.

Após o pagamento e agendamento da data pela instituição, o Ministério da Saúde ficará responsável por repassar as informações dos passageiros à companhia que fará o transporte e marcará a data do voo.

Apesar de o Ministério da Saúde ter informado à mãe do bebê Sofia Gonçalves de Lacerda, por telefone, que a transferência ao Hospital Jackson Memorial, em Miami, nos Estados Unidos, ocorreria até esta sexta-feira (20), a família não tinha sido mais procurada. Patrícia Lacerda conta que recebeu a ligação na quarta-feira (18), um dia após o Hospital Samaritano, onde Sofia está internada, ter enviado ao Governo Federal o laudo médico com o estado clínico da paciente, documento que era necessário para decidirem como seria feito o transporte. “Não soubemos de mais nada, acredito que até pelo feriado isso tenha acontecido”, diz a mãe. O Hospital Samaritano afirma que também não recebeu nenhuma notificação quanto à transferência. Sofia nasceu com a Síndrome de Berdon, que compromete o funcionamento do estômago, bexiga e intestino, por isso, precisa de um transplante multivisceral. A família entrou na justiça para que a União pague pelo procedimento nos EUA. 

CASO – Na próxima terça-feira (24), Sofia completa seis meses e o tempo é crucial em sua vida. Ela chegou a ficar sem urinar e com distensão abdominal nos últimos dias, mas já apresenta melhora. Por determinação de uma liminar, a transferência do bebê deveria ser feita até o último dia 13, o que não aconteceu. A União recorreu da decisão e o advogado da família chegou a pedir a prisão do ministro da Saúde, Arthur Chioro. O Tribunal Regional Federal (TRF), da 3ª região em São Paulo, negou o recurso e o Ministério da Saúde afirmou que fará a transferência. 

CAMPANHA – A campanha ‘Ajude a Sofia’ mobiliza milhares de pessoas nas redes sociais. A página oficial no Facebook, criada em fevereiro, tem mais de 530 mil curtidas. A família precisa arrecadar, no mínimo, R$ 2,4 milhões para a cirurgia nos EUA. Até quinta-feira (19), R$ 1.923.359,00 milhão já havia sido arrecadado. Apesar de o Ministério da Saúde ter garantido que fará a transferência de Sofia para os EUA, a família continua com a campanha, já que poucas informações são passadas sobre a viagem. 

Na quinta-feira (19), a cantora Rihanna postou uma mensagem em seu twitter pedindo ajuda à campanha. Na postagem, ela incluiu o endereço de um site onde é possível fazer doações. Entre os famosos que aderiram à causa, estão os jogadores Fred, Robinho e Hulk, a atriz Grazi Massafera e a cantora Cláudia Leitte. Neste domingo (22), quem participar das atividades do ‘Pintura Solidária’ estará ajudando a pequena Sofia. A oficina de pintura vai das 9 às 16 horas, na pista de caminhada do Parque Campolim, junto à praça Carlos Alberto de Souza. A tela custa R$ 15 e pode ser levada para casa; R$ 10 serão destinados à causa da pequena. Na ocasião, representantes da campanha estarão no local e outras doações poderão ser feitas.    
 
 
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar