Sábado, 17 de Agosto de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Recurso é negado, e Ministério da Saúde afirma que vai transferir Sofia aos EUA

Publicada em 17/06/2014 às 23:53
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O Ministério da Saúde comunicou nesta terça-feira (17) que o Tribunal Regional Federal, da 3ª Região, em São Paulo (SP), não aceitou o recurso contra a decisão do desembargador Márcio Moraes, que determinava a transferência do bebê Sofia Gonçalves de Lacerda para os Estados Unidos. "O Ministério da Saúde informa que irá cumprir a decisão do TRF, providenciando o envio da paciente Sophia Gonçalves de Lacerda aos Estados Unidos para a realização de um transplante multivisceral", afirma nota divulgada à imprensa.

Ainda segundo a nota, já foi encaminhado um ofício à Polícia Federal para que sejam tomadas as providências, como a emissão de passaportes, para o transporte da criança. "A realização da transferência depende, neste momento, de laudo médico atestando que a paciente tem condições clínicas para o transporte até o país onde será realizada a cirurgia."

Já a assessoria do Hospital Samaritano, onde a pequena Sofia permanece internada, informou que já foi notificado e que está providenciando os documentos necessários para ser enviados ao Ministério da Saúde. 

No final de semana, a mãe de Sofia postou uma nota no Facebook na qual dizia que a menina não estava bem. Na segunda-feira (16), um boletim médico apontou que ela está com infecção urinária, distensão abdominal e continência urinária. O hospital classifica a cirurgia como urgente. A bebê sofre com a Síndrome de Berdon, uma doença rara que compromete seu sistema digestivo. 

Desde que descobriu a doença, a família iniciou uma campanha para arrecadar dinheiro e garantir a viagem aos Estados Unidos, único país com condições para fazer a cirurgia, que custa mais de R$ 2 milhões. A campanha, intitulada "Ajude a Sofia", ganhou força nas redes sociais.
 
 
 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar