Sexta-Feira, 15 de Novembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Funcionários do CHS fazem assembléia na segunda-feira

Publicada em 31/05/2014 às 00:23
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

GREVE

Os servidores do Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS), que estão em greve desde o dia 26, vão fazer uma assembléia às 10 horas, na próxima segunda-feira (2), quando avaliam o movimento e também definem novas estratégias para que suas reivindicações sejam atendidas. 

A campanha salarial, cuja data base é 1º de março, inclui aumento do vale-refeição de R$ 8 para R$ 31, reposição das perdas salariais de 41,55%, reajuste salarial para todos os funcionários e aposentados, pagamento imediato das progressões, opção pela jornada de 30 horas aos que prestam serviço para autarquias e municipalizados, aumento e transparência na utilização da verba Fundes e encaminhamento da minuta do projeto do prêmio de incentivo. A greve teve início após o valor do prêmio, que já constava no holerite, não ter sido depositado.

A deputada federal Iara Bernardi (PT) reuniu-se, na manhã desta sexta-feira (30), com o novo diretor do Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS), Ênio Márcio Maia Guerra, conheceu as prioridades da atual equipe e cobrou melhorias nos serviços prestados à população. Acompanhada pelo vereador Carlos Leite e pela assessoria do vereador Izídio de Brito Correia, ambos do PT, Iara afirmou que vai acompanhar de perto as ações que serão colocadas em prática pela nova diretoria do Conjunto Hospitalar.

O diretor foi questionado pelos parlamentares sobre a greve dos funcionários administrativos e de setores técnicos. Guerra respondeu que tem cobrado uma posição do Governo do Estado, mas, que até o momento, não havia recebido nenhum retorno do órgão. “Estamos tentando dialogar tanto com os grevistas, como com o Governo, para que a paralisação não prejudique ainda mais o atendimento dos pacientes. Nosso objetivo é que essa situação seja resolvida o mais breve possível.”

Durante o encontro, a deputada pôs-se à disposição de Guerra e pediu para estar a par do planejamento de trabalho do novo diretor. “Nossa intenção com esse encontro é justamente conhecer as pretensões dessa diretoria e ver de que maneira nosso mandato pode contribuir com o Conjunto. No entanto precisamos estar seguros sobre a aplicação dos recursos destinados ao CHS”, declarou.

De acordo com o novo diretor, que assumiu o cargo em abril deste ano, este é o momento de “pôr a casa em ordem”, mas a meta é estabelecer um plano de ações em breve, de forma que seja possível garantir um bom atendimento aos usuários. “Estamos fazendo o possível para consertar erros antigos e reconstruir a imagem da instituição, por isso, toda ajuda é sempre muito bem-vinda”, afirmou. 

Guerra é professor-titular da Faculdade de Medicina da Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Sorocaba. Também já ocupou o cargo de diretor do Hospital Santa Lucinda e do Hospital do Câncer Infantil (Gpaci). Para Iara, o novo diretor mostrou-se disposto a melhorar o atual modelo de gestão do CHS. “Ele tem uma grande tarefa pela frente e acredito que esteja preparado para o trabalho. De qualquer forma, permaneceremos atentos sobre a maneira que os serviços serão executados pelo Conjunto.” 


 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar