Sexta-Feira, 22 de Novembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Servidores do CHS continuam em greve após reunião com diretor

Publicada em 29/05/2014 às 23:51
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Na manhã de ontem, representantes do Sindicato dos Trabalhadores Públicos da Saúde no Estado de São Paulo (Sindsaúde-SP) reuniram-se com o diretor do Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS), Ênio Márcio Maia Guerra. O encontro durou aproximadamente 30 minutos, segundo o sindicato, e em seguida todo o conteúdo foi passado para os servidores, que entraram em greve na segunda-feira (26). A categoria decidiu dar continuidade ao movimento e cerca de 70 pessoas estão paralisadas. “Foi horrível. É claro que nosso motivo é justo e mesmo assim existe a possibilidade de desconto dos dias parados. Não há interesse da direção em negociar”, desabafou a diretora regional do Sindsaúde-SP, Luciana Vieira, sobre a reunião. “Cobra-se o cumprimento da lei, mas somente da parte dos servidores.”

A greve teve início após o valor do prêmio de incentivo ter sumido dos holerites, que já estavam disponíveis na internet. “Isso nunca aconteceu e agora não temos um prazo, nada de concreto de quando vai sair.” O Sindsaúde-SP informou que o diretor do CHS havia pedido uma lista com o nome dos grevistas e, durante a reunião, ele disse que seria enviada para a Secretaria de Saúde do Estado. Os servidores em greve atuam como auxiliares e técnicos em enfermagem, e nas áreas de recursos humanos, administração, manutenção, radiologia e banco de leite. Desde o início, o sindicato garante que pelo menos 30% dos funcionários de cada setor vai continuar trabalhando, a fim de não afetar o atendimento. 

A data base dos trabalhadores é 1º de março e, até o momento, o sindicato afirma que nenhum pedido da campanha salarial foi atendido. Eles reivindicam a reposição de 41,55% das perdas salariais, já que afirmam não receber aumento desde 2008. O vale-refeição de R$ 8 não seria reajustado há anos, por isso, baseados em dados do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), pedem que o valor seja de R$ 31. A categoria reivindica ainda aumento e transparência na utilização da verba Fundes, reajuste salarial para todos os servidores e aposentados, encaminhamento da minuta do projeto do prêmio de incentivo, pagamento imediato das progressões e opção pela jornada de 30 horas aos que prestam serviço para autarquias e municipalizados.

CHS LAMENTA - O Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS), em nota, esclareceu que a direção se reuniu com representantes do sindicato para esclarecer que os últimos detalhes burocráticos e técnicos para efetivação total da folha de pagamento dos funcionários administrativos estão sendo acertados. “Lamentamos a postura dos sindicalistas, que, mesmo sabendo do andamento do acerto, insistem em trazer prejuízos ao atendimento à população de Sorocaba e região que necessitam do CHS. Ressaltamos que todos os servidores ligados à assistência, como enfermeiros, técnicos de enfermagem e fisioterapeutas, já vêm recebendo desde abril o reajuste do Prêmio de Incentivo, pago todo dia 25 de cada mês.”


 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar