Quinta-Feira, 2 de Abril de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Governo de Portugal já esperava Dilma em Lisboa Chefe do restaurante de luxo onde a presidente e sua comitiva jantaram disse que já tinha reservas para a mandatária desde quinta-feira (23)

Publicada em 28/01/2014 às 20:14
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

A afirmação do ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo, juntamente com a da Secretaria de Comunicação do Palácio do Planalto, de que a presidente, Dilma Rousseff, precisou parar em Lisboa por motivos de segurança, foi contrária à informação passada por Portugal. Segundo aquele país, a passagem pela cidade europeia já estava confirmada ao governo local na quinta-feira (23). Figueiredo havia dito que a decisão de parar na capital portuguesa só foi tomada no dia em que a presidente partiu da Suíça, no sábado (25).

Dilma ficou em Davos, na Suíça, durante o Fórum Econômico Mundial, de quinta-feira a sábado. No final do encontro, deveria seguir diretamente a Cuba; contudo a líder e sua comitiva desembarcaram em Lisboa, onde passaram o fim de semana. O grupo ocupou 45 quartos de um hotel e jantou em um dos restaurantes de luxo da cidade. As atividades não foram divulgadas à imprensa.

A primeira alegação de que este percurso imprevisto era por motivos técnicos foi dada no fim de semana pela ministra da Comunicação Social, Helena Chagas. Depois, na segunda-feira (27), foi reiterada por Figueiredo, em Havana. 

Desde quinta-feira, o diretor do cerimonial do governo de Portugal, embaixador Almeida Lima, estava escalado para recepcionar Dilma e sua comitiva. O chefe do restaurante, Joachim Koerper, recebeu pedidos de reserva nesse mesmo dia.

DILMA ABORRECIDA – A presidente Dilma não gostou da divulgação da parada em Lisboa, criando, assim, um mal-estar quando desembarcou em Havana. Na segunda-feira, ao falar com a imprensa, o ministro Luiz Alberto Figueiredo repetiu as afirmações. “Havia estas duas possibilidades: ou o nordeste dos Estados Unidos, ou parando em Lisboa, onde era o ponto mais a oeste do continente.” 

Ele afirmou também que cada um pagou sua própria despesa no restaurante com cartão pessoal. Já a Secretaria de Comunicação do Palácio do Planalto limitou-se a passar informações por motivo de segurança. A ida de Dilma a Lisboa só passou a constar na agenda oficial da presidente às 13h50 de domingo, horário de Brasília, quase 24 horas depois de a líder chegar à capital portuguesa.

PEDIDO DE INVESTIGAÇÃO - O PSDB na Câmara dos Deputados protocolou ontem representações contra Dilma na Procuradoria-Geral da República e no Conselho de Ética da Presidência, em razão da passagem de sua comitiva por Lisboa, mesmo sem compromissos oficiais. Nos documentos, o dirigente do partido na Casa, Carlos Sampaio (SP), argumenta que a permanência de Dilma e de seus ministros e assessores na cidade não teve nenhum interesse público e pode ter sido um ato de deleite privado pago com o dinheiro dos impostos que sustentam o patrimônio público. 


Partidos preparam lançamento de pré-candidatos à Presidência 

A pré-candidatura da presidente, Dilma Rousseff, deve ser lançada no dia 10 de fevereiro, segundo o dirigente do PT, Rui Falcão. Nessa data, a sigla comemora 34 anos. Falcão afirmou que a intenção é transformar esse dia em uma cadeia nacional para marcar o começo da campanha de Dilma e o início de um novo engajamento, principalmente, pelas redes sociais. Contudo o lançamento oficial só pode ser em julho, com as convenções dos partidos.

Com eventos nos diretórios regionais, que vão desde jantares até “bandeiraços”, um ato político em São Paulo, com a participação do ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, conclamará Dilma candidata.

Outro projeto para promover a pré-candidatura será em relação aos programas de rádio e TV do grupo. O objetivo é gravar peças que envolvam cada região, com a participação de Dilma e Lula.

Já no PSDB, o senador Aécio Neves pretende lançar sua candidatura à Presidência no final de março, em São Paulo. Também com eventos pelo Interior do Estado, o concorrente quer se apresentar ao eleitorado. Porém, para definir a data, o governador Geraldo Alckmin precisa ser consultado primeiramente.


Dirceu apresenta recurso contra decisão da Vara de Execuções Penais

A defesa do ex-ministro José Dirceu recorreu, no Supremo Tribunal Federal, da decisão da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal, que suspendeu os benefícios aos quais ele tinha direito. O recurso pode ser julgado antes do fim do recesso do Judiciário, marcado para 3 de fevereiro, se o presidente do Supremo, ministro Joaquim Barbosa, considerar urgente.

A Vara determinou a suspensão por 30 dias da análise do pedido de Dirceu para trabalhar fora da prisão, no escritório de advocacia de José Gerardo Grossi, com salário de R$ 2,1 mil por mês. A suspensão do pedido foi determinada até que termine a investigação interna sobre denúncias de uso de telefone celular dentro do Presídio da Papuda, no Distrito Federal, pelo ex-ministro.

Segundo reportagem publicada em periódico da Capital, Dirceu conversou por celular com o secretário da Indústria, Comércio e Mineração da Bahia, James Correia. De acordo com o texto, a conversa foi possível com a ajuda de uma pessoa que visitou Dirceu. Na ocasião, a defesa do ex-ministro negou que a conversa tenha ocorrido e a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal abriu processo administrativo para investigar o caso.


Indústria brasileira sinaliza menor investimento neste ano

As indústrias brasileiras vão investir menos neste ano. De acordo com pesquisa da Confederação Nacional da Indústria divulgada ontem, o percentual das empresas do setor que pretende investir caiu de 83% em 2013 para 78,1% neste ano, o menor percentual da série histórica iniciada em 2010.

O gerente-executivo da Unidade de Política Econômica da confederação, Flávio Castelo Branco, disse que as expectativas não são favoráveis. Segundo ele, estão abaixo dos dados de 2010, ano de maior investimento.

De acordo com a confederação, esta retração na intenção de investir deu-se provavelmente porque 82,9% das empresas consideram a capacidade produtiva atual adequada ou mais que adequada para atender à demanda. Para Castelo Branco, o programa de concessões do governo e os investimentos em infraestrutura podem levar a resultados superiores às expectativas, mas ele ponderou que é preciso esperar para saber como será o futuro destes projetos.


Brasileiro tem pouco conhecimento sobre despesas, revela pesquisa

Uma pesquisa nacional aplicada em dezembro com 650 pessoas pelo Serviço de Proteção ao Crédito e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas mostrou que, apesar do recuo da inadimplência para níveis históricos, o brasileiro ainda tem pouco conhecimento sobre suas economias. Segundo o levantamento, oito em cada 10 entrevistados não sabem controlar suas despesas.

O estudo indicou que apenas 18% dos entrevistados têm bom entendimento sobre as finanças pessoais. Conforme a economista do Serviço de Proteção ao Crédito Brasil, Luiza Rodrigues, este resultado repete-se em todos os estratos sociais.

Em 84% dos domicílios com ganho mensal de até R$ 1.330, o responsável pela família tem parcial ou nenhuma noção sobre as finanças da casa. No caso das famílias com rendimento entre R$ 1.331 e R$ 3.140, o índice é de 86%. Para aquelas com receita acima de R$ 3.141, há um recuo para 76%. Contudo ainda é um percentual alto.

A economista ressalta que há relação direta entre saldo negativo na conta corrente e o baixo conhecimento financeiro. Quase 70% dos que têm baixo ou nenhum conhecimento terminam o mês no vermelho. Este resultado diminui para 29% para aqueles que acompanham suas despesas.


Novo protesto contra Copa deve reunir 3,7 mil pessoas

Mais de 3,7 mil pessoas já confirmaram presença, pelas redes sociais, no novo protesto contra a Copa do Mundo no Brasil previsto para o dia 22 de fevereiro, na Praça da República, no Centro de São Paulo. 

A descrição do evento diz que o País receberá o Mundial de 2014, porém a população, que não foi consultada, é quem vai pagar o preço. O texto ainda afirma que tudo não passa de um grande espetáculo com o dinheiro do contribuinte e que a Copa não agrega valores aos países dos quais foram sede.

No sábado (25), um jovem de 22 anos foi baleado no tórax e na região genital por policiais militares, durante uma manifestação que, segundo a Polícia Militar, reuniu 1,5 mil pessoas. A vítima ainda se encontra internada em hospital. De acordo com o secretário de Estado da Segurança Pública, Fernando Grella, o manifestante atingido portava na mochila material explosivo e defendeu que polícia agiu em legítima defesa na ocasião.


GIRO PELO MUNDO

Renúncia na Ucrânia

O presidente ucraniano, Viktor Yanukovtich, aceitou ontem a renúncia do governo dirigido pelo primeiro-ministro, Nikolai Azarov. Azarov apresentou sua demissão ao presidente para facilitar a solução do conflito entre governo e opositores.

Incêndio em prisão 

Pelo menos nove presos morreram e 25 ficaram feridos em um incêndio que aconteceu na prisão Modelo da cidade colombiana de Barranquilla, no norte do país.

Casas soterradas

Cerca de cinco pessoas morreram e 14 estão desaparecidas depois que várias casas foram soterradas por uma avalanche de terra na ilha de Java, na Indonésia.

Doentes em cruzeiro

O número de passageiros e tripulantes que adoeceram a bordo de um navio de cruzeiro da Royal Caribbean subiu para mais de 600 ontem.

Passado da Europa

Uma exame de DNA feito em um caçador-coletor que habitou a Europa há mais de 7 mil anos atrás revelou que ele provavelmente tinha olhos azuis e pele escura, uma combinação que praticamente desapareceu da Europa nos milênios seguintes, revelaram ontem cientistas.

Cantor folk

O cantor folk, trovador e ativista norte-americano, Pete Seeger, morreu no fim da noite de segunda-feira (27) em um hospital de Nova York, depois de seis dias internado, aos 94 anos.

Ataque especulativo

A Argentina é vítima de ataques especulativos para deteriorar a credibilidade e confiança no governo, afirmou ontem Jorge Capitanich, chefe de Gabinete de Ministros do país.

Negociações tensas 

As tensas negociações entre governo e oposição sírios, que se concentram na transferência de poder e na ajuda a partes sitiadas da cidade de Homs, região central da Síria, em Genebra, entraram em seu quinto dia ontem.

Julgamento de Mursi

O ex-presidente do Egito, Mohammed Mursi, compareceu ao tribunal ontem para um novo julgamento vestindo um uniforme prisional branco, mas foi colocado numa jaula envolta por vidro e à prova de som, de onde gritou várias vezes com o juiz. 

Colégio Cardinalício

O papa Francisco nomeou ontem o arcebispo brasileiro, dom Ilson de Jesus Montanari, 54 anos, como secretário do Colégio Cardinalício (conjunto dos cardeais), informou o Vaticano.

Gripe aviária

A China começou a adotar medidas de prevenção, como a proibição da venda de aves vivas em várias zonas do leste do país, diante do aumento do número de casos de gripe aviária H7N9 em humanos. 
 

 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar