Quinta-Feira, 14 de Novembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Médico defende acesso irrestrito a tratamentos de Medicina Hiperbárica

Publicada em 09/01/2014 às 20:42
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

SAÚDE

Ao assumir neste mês o cargo de conselheiro na diretoria da Sociedade Brasileira de Medicina Hiperbárica (SBMH), o médico sorocabano dr. Camilo Saraiva, da clínica especializada Oxicenter, promete lutar para que toda a região de Sorocaba passe a ter acesso irrestrito a tratamentos de Medicina Hiperbárica. Segundo ele, a nova diretoria da SBMH, presidida pelo dr. Tomaz de Aquino P. Brito, focará justamente no fortalecimento da entidade, divulgando os resultados e estudos relacionados ao tema, desmitificando o tratamento e apontando os benefícios alcançados, focando principalmente a inclusão da oxigenoterapia na lista de procedimentos oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), em linha com projeto de lei em tramitação pela Assembleia Legislativa de São Paulo. "Este é um ponto em que estamos trabalhando há mais de 15 anos. Hoje, realizamos contratos com as secretarias de Saúde das prefeituras do interior do Estado para a inclusão do tratamento. Em muitas cidades, como Sorocaba, já conseguimos este avanço. O próximo passo é a inserção na Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo", ressalta o dr. Camilo. 

Com este apoio, o novo corpo diretivo da SBMH pretende também chamar a atenção do governo federal para a causa e, assim, alcançar o acesso de todos ao tratamento em território nacional. O projeto de lei 578/09, de autoria do deputado estadual Ed Thomas (PSB), defende a necessidade de o Estado credenciar clínicas que realizam tratamento de oxigenoterapia hiperbárica para atender usuários do SUS. O projeto, que já tramitou pelas comissões de Constituição, Justiça e Redação, Saúde e Higiene e de Finanças e Orçamento, recebendo pareceres favoráveis, atualmente está na `ordem do dia' da Assembleia Legislativa do Estado, aguardando votação em Plenário.

ENTENDA O TRATAMENTO - O tratamento hiperbárico, medicina empregada no Brasil há mais de 30 anos e regulamentada pelo Conselho Federal de Medicina desde 1995, consiste na respiração de oxigênio puro (100%), dentro de uma câmara especial e pressurizada. Na atmosfera, o ser humano respira oxigênio a uma proporção cinco vezes menor, ou seja, a 21% e o aumento significativo deste percentual e da pressão fazem com que seja ativada a circulação sanguínea e potencializado o processo de cicatrização.

Pacientes de todas as idades podem fazer o tratamento, que é indicado para problemas que vão desde feridas de difícil cicatrização ocasionadas por acidentes, passando por fístulas e deiscências (abertura de feridas operatórias) até infecções graves de pele (erisipela), infecção nos ossos, lesões após radioterapia e queimaduras graves.
 
 
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar