Terça-Feira, 12 de Novembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Custo de cesta básica fecha 2013 em queda

Publicada em 09/01/2014 às 20:39
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O valor da cesta básica do sorocabano fechou 2013 com variação de – 2,97%, abaixo do previsto na inflação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), informada pelo Banco Central, que chegou a 5,73% em dezembro. Diferente de 2012, quando os preços registraram variações entre queda e aumento, no ano passado o custo caiu continuamente, com pequena elevação entre outubro e dezembro. O estudo desenvolvido pelo Laboratório de Ciências Aplicadas da Universidade de Sorocaba (Uniso), coordenado pelos professores Adilson Rocha e Lincoln Diogo Lima, mostra que o aumento na procura dos itens durante o período de festas está relacionado com o reajuste de valores. Entre os alimentos que ficaram mais caros, está a carne bovina de primeira com mais 3,46%, que subiu pelo sétimo mês consecutivo. Também aparecem a muçarela fatiada com elevação de 10,49%, vinagre 19,86%, alho 17,33%, cebola 15,82%, arroz 2,39% e ovo 8,12%.

Em dezembro de 2013, o custo da cesta básica atingiu R$ 435,22, cerca de 0,37% a menos se comparado com o mesmo mês no ano anterior, e aumento de 0,69% em relação a novembro de 2012, fechando com R$ 2,97 a mais pagos pelos consumidores. Levando em conta o mês de novembro de 2013, a cesta básica registrou nos últimos dias do ano aumento de 0,44% na alimentação, 2,12% em produtos de higiene e 2,00% em itens de higiene pessoal. Já entre os alimentos que apresentaram redução de preço, aparecem em destaque o leite longa vida, 15,54%, a batata, 15,03%, o feijão, 9,12%, o frango resfriado, 1,89% e a salsicha, 9,74%, que, apesar da queda, não interferiram no valor da cesta básica. 

No total, 11 dos 34 produtos que compõem a lista registraram redução. A queda no valor do leite pelo terceiro mês consecutivo deve-se ao período de safra nas regiões produtoras, o que resultou no aumento de oferta, sendo vendido em média por R$ 2,26 o litro. O feijão continua com tendência de queda causada pela grande oferta do grão e suposto crescimento das áreas plantadas, e foi encontrado por até R$ 3,79 o quilo. Já o preço do frango, cerca de R$ 4,76 o quilo, apresentou queda influenciada pela oferta superior à demanda, que aumenta a quantidade desse tipo de carne. 


 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar