Sexta-Feira, 5 de Junho de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Fórum protesta contra atual cenário do sistema de saúde

Publicada em 07/12/2013 às 13:40
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O Fórum Popular de Saúde de Sorocaba realizou na manhã de ontem uma manifestação contra o atual cenário do sistema de saúde na cidade e as decisões tomadas pelo governo do prefeito Antônio Carlos Pannunzio (PSDB). O grupo distribuiu panfletos e conversou com a população no cruzamento das ruas Barão do Rio Branco e Braguinha. Eles levaram cartazes e caixa de som, o que chamou a atenção de quem passou pelo local. De acordo com o participante do Fórum, Gilberto Vanetti, o grupo vê como antidemocrática as decisões tomadas pelo atual governo. “As mudanças ocorreram sem consultar a população. Estamos apenas cobrando o compromisso de campanha, não é nada absurdo. A saúde foi tida como prioridade, mas já estava ruim e piorou”. 

Vanetti cita a mudança no sistema de atendimento nas Unidades Pré Hospitalares (UPH) das zonas norte e oeste, enumerando a distância e a dificuldade de locomoção dos pacientes, já que na primeira só há atendimento adulto e pediatria foi concentrada na oeste. Também destaca a falta de médicos e funcionários no setor de saúde, mesmo após a realização de um concurso público. “Falaram que iam contratar 180 médicos, mas pelo que sabemos, foram só 60”. A recente mudança no atendimento do Pronto Socorro Municipal (PSM) também foi lembrada pelos manifestantes, que segundo o integrante do Fórum, entendem que o sistema deveria ser o inverso. “Às vezes ficam horas esperando o atendimento para serem transferidos. Deveriam seguir ao PS e caso verificassem que não fosse urgência ou emergência, encaminhar à UPH”. .

Por último, o Fórum critica o PSDB afirmando que o partido possui histórico de terceirização dos serviços públicos, o que prejudicaria o atendimento e condições de trabalho dos funcionários. “É uma questão de princípios”, afirma Vanetti. O Fórum Popular da Saúde existe há quatro anos em nível nacional e desde abril possui representantes na cidade. O integrante explica que realizam reuniões mensais e no último encontro, quando decidiram pela manifestação, havia 30 participantes. O vereador José Caldini Crespo (DEM) também esteve no cruzamento central e afirma que tudo não passou de uma coincidência, já que a cada 15 dias permanece no local conversando com a população e prestando contas. “Dizem que político só aparece em época de eleição, mas há 15 anos faço isso. É uma forma de se aproximar da população, não é campanha”. Sobre a manifestação do Fórum, Crespo afirma que acha construtivo e ressaltou não haver presença de partido, pelo menos no panfleto que foi distribuído. 
 

 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar