Terça-Feira, 19 de Novembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Motociclista cai ao fazer ultrapassagem

Publicada em 23/11/2013 às 18:34
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Por volta das 9h20 de ontem um motociclista de 25 anos teve ferimentos leves após cair durante uma ultrapassagem no cruzamento das rua Gonçalves Júnior com a Benedito Clemente de Souza, na Vila Barão. O condutor de um caminhão de pequeno porte, de 47 anos, que estava com a Carteira de Habilitação (CNH) vencida, seguia no sentido do bairro ao Centro próximo à Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro, e alega que ligou a seta indicando a entrada para a rua Benedito Clemente Dias. Nesse momento, a moto Honda Titan, placas de Sorocaba, teria feito a ultrapassagem pela esquerda. De acordo com o sargento Valdir, que atendeu à ocorrência, o motociclista afirmou que fez a ultrapassagem, mas não informou se viu a seta ligada. 

O jovem também não quis registrar representação contra o condutor do caminhão, mas o sargento explica que ele tem até seis meses para entrar com o pedido ou ir à delegacia registrar a escolha. A ocorrência seria levada ao delegado de plantão. Populares que presenciaram o acidente afirmam que a cena se repete quase que diariamente e acreditam ser necessária a implantação de um conjunto semafórico no local. Uma unidade do Samu-192 (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) socorreu a vítima ao Hospital Regional.


VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Campanha será levada com música para as escolas de todo o País

A segunda fase da campanha de combate à violência contra a mulher, lançada na sexta-feira, vai focar as ações na conscientização de crianças e adolescentes. Serão apresentados dois videoclipes musicais em escolas, um gravado por artistas e outro por crianças, para informar os jovens sobre os altos índices de violência doméstica.

O evento de lançamento da campanha "Quem ama abraça – fazendo escola" reuniu centenas de estudantes, mulheres e artistas. O projeto foi idealizado em conjunto pela Rede de Desenvolvimento Humano (Redeh) e o Instituto Magna Mater (IMM), com o apoio do governo federal, por meio da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres e do Instituto Avon.

A ministra Eleonora Menicucci, titular da pasta, considerou fundamental que o foco dessa campanha seja voltado para crianças e adolescentes. “Com ela [a campanha] eu tenho certeza de que conseguiremos mudar valores e cultura que são impregnados nas crianças que passam a achar até natural a violência contra as mulheres. Por outro lado, eu tenho certeza de que essa campanha nas escolas vai mudar definitivamente essa cultura.”

A campanha vai promover ações em todo o território nacional no ano de 2014 para conscientizar os cidadãos e diminuir o número de mortes de mulheres no Brasil. De acordo com estatísticas divulgadas pela Redeh, a cada duas horas, uma mulher é assassinada no País; 30% das mulheres já sofreram algum tipo de violência doméstica; e, a cada dois minutos, cinco mulheres são violentamente agredidas. Em 2012, 50.617 casos de estupro foram registrados.

O secretário de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, Zaqueu Teixeira, ressaltou a importância do Rio de Janeiro no lançamento da campanha. “A campanha dá o pontapé para os 16 dias de ativismo contra a violência praticada contra as mulheres. Nós temos o orgulho de receber a campanha. E o Rio de Janeiro é o tambor. Tudo o que a gente faz aqui repercute bem. Eu vejo que trabalhar o não preconceito, trabalhar o amor junto às crianças é fundamental porque elas é que serão os balizadores do nosso futuro”, disse o secretário.

A cantora Leila Pinheiro, que trabalhou como diretora musical do clipe feito pelas crianças, disse que, por meio dos jovens, é mais fácil sensibilizar um adulto. “Acho que, pelas crianças, os adultos se sensibilizam de uma forma mais forte, mais contundente. As crianças sofrem por ver a mãe sendo vítima da violência. Ficou lindo [o clipe]. A música do Gabriel Moura e do Rogê é espetacular. Tomara que caia nos ouvidos do Brasil e que a gente consiga reduzir esses índices astronômicos de violência contra a mulher.”

O lançamento da segunda fase da campanha ocorre dentro dos 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência, de 25 deste mês, quando é celebrado o Dia Internacional de Luta pela Não Violência contra as Mulheres, a 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos. Amanhã (25), o Cristo Redentor, no Corcovado, zona sul do Rio, será iluminado com a cor lilás; já o estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã, exibirá em todos os jogos mensagens pelo fim da violência contra as mulheres.

A iniciativa integra o Programa Mulher, Viver sem Violência, que visa a sensibilizar e conscientizar a população sobre os direitos das mulheres e o fim da impunidade para seus agressores. As campanhas "Compromisso e atitude pela Lei Maria da Penha" e "Desperte para essa causa", também fazem parte do programa federal.


Adolescentes trafegavam em moto roubada e com maconha

Dois irmãos menores de idade, de 13 e 17 anos, foram flagrados andando em uma motocicleta roubada e portando maconha na manhã de ontem, na Vila Barão. Os soldados Souza e Santana, da 5ª Cia., estavam em patrulhamento de rotina e avistaram os rapazes, que, ao verem a viatura, fugiram de maneira brusca pelas ruas do bairro. Eles entraram em uma escola e foram alcançados pelos policiais. Durante a revista, eles encontraram seis porções de maconha com o menor de 17 anos. O caso foi registrado no plantão norte, onde os dois foram liberados a uma irmã, de 19 anos.


Homem sofre infarto e morre ao ver PM na casa do irmão

Na tarde de sexta-feira (22), o construtor João Aires dos Santos, 56 anos, infartou e morreu após ver que policiais militares da Força Tática entraram na casa do irmão, no bairro Jacutinga, na mesma rua onde morava. Era por volta das 15 horas quando o homem foi ao local e questionou a ação dos oficiais, que, segundo familiares de Santos, passaram a hostilizá-lo. O construtor retornou a sua casa e telefonou à advogada, que percebeu quando ele parou de falar e foi informada por familiares que havia desmaiado. O homem foi levado ao P.A. da zona norte, mas não resistiu. 

A ocorrência foi registrada no plantão da zona norte e a advogada pretende processar o Estado pela morte do cliente. A polícia informa que, por meio de denúncia, foi informada sobre a presença de armas na residência e os oficiais foram autorizados a fazer a revista, e nada encontraram. Santos teria chegado alterado no momento em que os policiais pediram a um morador assinar a ocorrência. Um processo administrativo será aberto para apurar a postura dos policiais durante a ação.  


Capturado em SP foragido por atentado violento ao pudor

A Polícia Civil capturou um radialista, procurado por atentado violento ao pudor contra uma criança, por volta do meio-dia de sexta-feira. O homem foi preso em sua casa, onde morava havia dois dias, no Jardim Vila Formosa, zona leste.

C.A.L.D., 37 anos, era foragido da Justiça desde 31 de outubro deste ano, quando foi condenado a seis anos de prisão pela 2ª Vara Criminal de São Paulo, por atentado violento ao pudor contra um garoto de 10 anos. O crime ocorreu em agosto de 2006. Os policiais da Unidade de Inteligência e da 2ª Delegacia da Divisão de Vigilância e Capturas do Departamento de Capturas e Delegacias Especializadas (Decade) chegaram ao acusado por meio de uma denúncia anônima.
 

 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar