Terça-Feira, 12 de Novembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< 'Carpinteiros em Domicílio' é a atração circense no Sesc

Publicada em 23/11/2013 às 18:31
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

No Sesc Sorocaba, também neste domingo (24), às 17h30, a Cia. Suno traz para o seu palco o espetáculo "Carpinteiros em Domicílio", uma apresentação divertida com diversos números circenses. A entrada é franca e os ingressos poderão ser retirados com uma hora de antecedência na bilheteria da Unidade, à rua Barão de Piratininga, 555, esquina com a avenida Washington Luiz, no Jardim Faculdade.

A atração conta a história de dois palhaços que, com um monociclo, carregam madeiras para iniciarem uma obra. Ao identificarem o espaço, começam uma inusitada reforma, repleta de palhaçadas, números de rola-rola e inúmeras acrobacias, sempre interagindo com o público. Neste espetáculo, o grupo se propõe a demonstrar habilidades técnicas de circo, utilizando uma roupagem diferente, realizando malabares com trenas, contorção em escada, percussão e mágica com elementos do dia a dia.

A Cia. Suno mescla a riqueza poética do circo com a linguagem teatral, em espetáculos de estética híbrida e lúdica, que trazem consigo a beleza e a leveza, traduzidas na dança, números de riscos, contorção, mágica, mímica, palhaçadas, malabarismos e acrobacias. Composta por uma atriz dramática e circense, Helena Figueira, e um artista acrobata com domínio das técnicas de malabares, Duba Becker, a Cia. Suno foi fundada em 1998 por um grupo de amigos que sonhavam em criar um núcleo de pesquisa cênica. Possuindo uma identidade própria, mesclando a riqueza poética do circo com a linguagem teatral, sem perder a essência da máscara, a Cia. Suno tem atualmente doze espetáculos em seu repertório. Há desde o lúdico, "A Bailarina e o Palhaço", que conta a história de amor entre esses tradicionais personagens do universo infantil, ao dinâmico, "Estripulias no Circo", que apresenta a história da criação do circo em ordem cronológica, passando pelo circo de cavalaria inglês, circo chinês e russo até a linhagem mais moderna e inusitada.  

Além das artes circenses, o grupo já assinou a coreografia da comissão de frente das Escolas de Samba "X9 Santista" (2008) e "Gaviões da Fiel" (2009, 2010, 2011, 2012 e 2013). Também foi convidado, pelo Ministério do Turismo e pela Embratur, para representar a arte circense brasileira em Lisboa, Madrid e Argentina.


'Diário Malassombrado' encerra a programação infantil de novembro 

Também hoje (24) no Sesc Sorocaba, encerrando sua programação infantil deste mês, as crianças poderão conferir, gora às 11 horas, um espetáculo onde estão guardadas memórias de assombrações: "Diário Malassombrado". A encenação é interpretada pela Cia. Mevitevendo e os ingressos estão à venda na bilheteria da Unidade, aos preços de R$ 1,60 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculados e dependentes), R$ 4,00 (usuário matriculado, deficientes físicos, aposentados, maiores de 60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino com comprovante) e R$ 8,00 (inteira).

A peça traz a história de dois curiosos que encontram uma pequena mala e, dentro dela, um diário. Não é um diário qualquer, pois nele estão guardadas diversas lembranças de assombrações. Ao lerem essas histórias, eles libertam a `Velha do Saco', o `Sete Trouxas', a `Mulher Caveira', o `Homenzinho Terrível' e outras aparições de arrepiar. Entre sustos e risadas, esses imaginários personagens mostrarão que não são tão feios e nem malvados.

"Diário Malassombrado" é, assim, um espetáculo que mistura bonecos, máscaras e atores, onde a proposta é brincar de sentir medo, de uma forma divertida e bem humorada. A ideia é mostrar uma encenação instigante, onde atores e bonecos criam um jogo cênico cheio de surpresas e sutilezas. A narrativa é construída através de cenas curtas, onde a realidade e o imaginário se intercalam o tempo todo, do mesmo modo que imagens visuais e sonoras conduzem o espetáculo. Conviver com as diferenças, olhar além das aparências e discutir conceitos são algumas questões que se destacam em "Diário Malassombrado".

A CIA. MEVITEVENDO - Formada em 1998, a Cia. Mevitevendo caracteriza-se pela experimentação cênica e pela estética diferenciada. Em busca de um teatro mais autêntico, longe das padronizações do mercado, a proposta principal do grupo é trabalhar com a dramaturgia, os bonecos, a animação, as referências estéticas, como as artes visuais e o cinema de animação, e a relação do ator com os elementos animados.

Integrada por Márcia Fernandes e Cleber Laguna, ambos formados em Artes Cênicas pela Universidade Federal de Santa Maria/UFSM (RS), seus espetáculos participam de programações culturais em diversas cidades do Brasil e do Exterior também.


Vamos ao Teatro?

`FRANCISCO ALVES - O REI DA VOZ' - O espetáculo "Francisco Alves - O Rei da Voz" tem nova sessão neste domingo (24), às 19 horas, no Sesc Sorocaba neste fim de semana, hoje, sábado (23), às 20, e amanhã, domingo (24), às 19 horas, relatando a vida do mito da MPB, Francisco Alves, misturando romance, dramas e detalhes curiosos de sua personalidade. Neste musical, Eduardo Cabus interpreta `O Rei da Voz', inclusive cantando ao vivo seus grandes sucessos, acompanhado pelo pianista Filipe D'Assumpção e com participação especial de Nancy Monçores. Os ingressos estão à venda na bilheteria da Unidade.

`ÁSPEROS TEMPOS' - A Cia Clássica de Repertório está na Escola Técnica Estadual "Dr. Fernando Prestes", à rua Natal, 340, no Jardim Paulistano (próximo ao Colégio Salesiano), com seu novo espetáculo, que estreiou neste sábado (23), com apoio da Linc (Lei de Incentivo à Cultura) do Município, "Ásperos Tempos", concebido a partir de estudo do que foi o Teatro de Revista no Brasil e mais especificamente o carioca, à época da 2ª Guerra Mundial, durante o Estado Novo. Texto e direção de Mário Persico. Com entrada gratuita, as encenações serão aos sábados, às 18 e 20 horas, e aos domingos, às 20 horas, até 15 de dezembro.

`O AMOR DE BENEDICTA' - "O amor de Benedicta", montagem do Grupo Manto baseada no livro "Scenas da escravidão", de Carlos Carvalho Cavalheiro e que se passa no ano de 1882 - Benedicta era escrava e pertencia à família de João Pires de Almeida; apaixonou-se por um escravo da família do brigadeiro Raphael Tobias de Aguiar. O romance foi descoberto e proibido pelos donos dos escravos - tem nova sessão hoje (24), às 19 horas, dentro do conjunto arquitetônico conhecido como "Barracões da Sorocabana", as antigas oficinas da Estrada de Ferro, com entrada pela rua Paissandu, junto ao largo do Líder. Os ingressos gratuitos são distribuídos 1 hora antes.

`LIGAÇÕES PERIGOSAS' - No palco da Camarim Casa do Ator (rua Vicente Decária, 373, Jardim Rosária Alcoléa - final da avenida Cel. Nogueira Padilha), hoje (24), às 20 horas, tem nova sessão de "Ligações Perigosas", baseada no romance de Choderlos de Laclos e na adaptação teatral de Christopher Hampton. A montagem dirigida por Hamilton Sbrana destaca o jogo das relações amorosas, a perda da inocência e a traição. Uma reflexão sobre a hipocrisia do Poder em um dos mais sofisticados e ferinos retratos da aristocracia pré-Revolução Francesa. Os ingressos custam R$ 5,00, mas devido ao número limitado de lugares as reservas podem ser feitas pelos fones 2104.5489 ou 2104.1243.


 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar