Sexta-Feira, 23 de Agosto de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Dia Mundial da Diabetes é marcado com ações na cidade Nos últimos seis anos, houve um aumento de 40% no número de pessoas com a doença

Publicada em 14/11/2013 às 20:49
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Ontem foi celebrado o Dia Mundial da Diabetes, data que marca o descobrimento da melhoria da doença com o uso de Insulina há 92 anos. Instituída pela Federação Internacional de Diabetes (IDF), a data foi marcada com várias ações na cidade, entre elas, uma ação promovida pela Unimed na praça Coronel Fernando Prestes, no Centro. Muitas pessoas que passaram pelo local, das 8 às 13 horas, formaram uma fila para passar pelo teste de glicemia, cálculo de Índice de Massa Corporal (IMC) e aferimento de pressão arterial. Dados divulgados pelo Ministério da Saúde mostram que uma pesquisa da Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel 2012), aponta aumento de 40% no número de pessoas que se declararam diabéticas. Entre o primeiro ano do estudo, desenvolvido em 2006, e o último em 2012, o índice saltou de 5,3% para 7,4%. 

O médico endocrinologista Odilon Ribeiro Bernardes Junior conta que cerca de 12% da população brasileira tem diabetes e quase metade desconhece o diagnóstico. “O importante é fazer o teste a cada seis meses, principalmente quem se enquadra no setor de risco, como obesos, sedentários e que têm uma alimentação inadequada.” O aposentado Jurandir Landrin da Silva, 68 anos, fez os exames e, como segue regularmente o tratamento para controlar a diabetes, passou no teste. “É importante sempre verificar e cuidar.” Ele foi diagnosticado com diabetes há pelo menos 10 anos e afirma se controlar na hora de comer. Porém, como a pressão estava alta, o aposentado teve de aguardar para ir embora. 

DIABETES - Existem dois tipos de diabetes, o tipo 1 é o que geralmente se desenvolve antes dos 20 anos de idade e, segundo Bernardes Junior, não é possível prevenir. “São inúmeros os fatores, mas existe a relação do aleitamento materno até os três primeiros meses vida. Se a amamentação for prolongada, aumenta o fator de proteção.” Já o tipo 2 desenvolve-se em pessoas com mais de 30 anos de idade e há como prevenir. O endocrinologista afirma que em até 90% dos casos os pacientes são obesos. O sedentarismo e uma alimentação desequilibrada aumentam as chances de ter diabetes. “É preciso manter a glicose no sangue controlada e tomar os medicamentos necessários”, alerta. 

Neste Dia Mundial da Diabetes, diversos monumentos conhecidos foram iluminados com a cor azul, que simboliza a campanha. No Brasil, o Cristo Redentor e o Pão de Açúcar participaram da ação. “Somente neste dia foi o Pão sem o Açúcar”, fala o médico. 

 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar