Quarta-Feira, 26 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< Familiares e amigos de músico fazem nova manifestação pedindo ‘júri popular’

Publicada em 09/11/2013 às 21:41
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

JUSTIÇA SEJA FEITA

“Deus precisou de mais uma estrela para brilhar ao Seu lado... Brilha, Fausto.” Com essa frase estampada em camisetas, familiares e amigos do músico Fausto Pará Filho, morto em acidente de trânsito há uma semana, saíram em caminhada da praça central até o local onde o acidente aconteceu, no Parque Campolim. Antes, eles participaram juntos de uma Missa celebrada especialmente pelo 7º dia de falecimento do jovem, onde foram confortados pelas palavras do pároco da Catedral Metropolitana de Sorocaba, padre Tadeu Rocha Moraes.

Em sua homilia, padre Tadeu falou sobre a morte, que sempre foi rejeitada desde a época em que Jesus viveu entre os homens. Ele citou o cortejo da vida e o da morte, explicando que no primeiro Jesus está à frente e no segundo quem está à frente são a dor, a violência e a irresponsabilidade. “Diante de Jesus, somos capazes de vencer a dor da morte”, disse. Ao final da Celebração Eucarística, a família recebeu as condolências dos presentes, com abraços cheios de emoção. 

Organizada por amigos de Fausto, essa segunda manifestação (a primeira ocorreu na última terça-feira) seguiu da praça Coronel Fernando Prestes para a rua Moreira César e avenida Barão de Tatuí, até chegar ao cruzamento da avenida Antônio Carlos Comitre com a rua Luiz Pessutti, local onde o carro conduzido pelo músico foi atingido por um Mercedes-Benz C-240, cujo motorista era Romualdo Fernando Siqueira Spinoza, 34 anos, preso preventivamente. “Que essas manifestações sensibilizem não somente a sociedade, mas também as autoridades. Que Sorocaba seja pioneira em condenar um assassino de trânsito”, pediram os pais da vítima, Marta Elói Pará e Fausto Pará. “Queremos Justiça, responsabilização!”

SAUDADE DO FILHO – De acordo com a mãe, o que mais está incomodando na casa é o silêncio que antes não existia na presença do músico. “Ele tocava violão o tempo todo, o dia inteiro”, contou. Para ela, a presença dos amigos do filho está preenchendo parte do vazio causado pela saudade. “Eles estão em casa direto agora. Fausto teve os melhores amigos e hoje eles são como meus filhos.”

NAS MÃOS DA JUSTIÇA – Nesta segunda-feira, dia 11, os delegados José Augusto de Barros Pupin, Jaqueline Coutinho e Marta Ayres Cardum, vão receber a imprensa para uma coletiva, onde serão apresentadas mais informações sobre o caso. O inquérito policial foi encerrado na sexta-feira, e Romualdo está preso preventivamente no Centro de Detenção Provisória (CDP). 

RELEMBRE O CASO – O jovem Fausto Pará Filho faleceu na madrugada do sábado (2), ao ter seu veículo atingido pelo de Romualdo, que fugia da polícia depois de sair sem pagar uma conta de R$ 56 num posto de combustíveis. De acordo com a polícia, o indiciado havia pegado o carro do patrão sem permissão, em Itapevi (SP).

O acidente aconteceu no Parque Campolim, quando Romualdo não obedeceu à ordem de parada e passou no sinal vermelho atingindo o carro do músico. Após o acidente, Romualdo foi preso temporariamente, o que revoltou a familiares e amigos da vítima. Dias depois, a Justiça decretou a prisão preventiva dele, e a família torce agora para que o autor da morte de Fausto vá a júri popular. 


Estudante é acusado por tráfico ao ser detido com adolescente

Por volta das 13 horas de sexta-feira, o estudante Bruno Alves de Lima, 18 anos, foi detido junto com um adolescente de 17, no Parque São Bento. A equipe de Força Tática da Polícia Militar flagrou o momento em que o estudante tentou se desfazer de uma sacola recheada com porções de drogas.

De acordo com os PMs que registraram a ação da dupla, Bruno carregava uma sacola quando foi visto ao lado do menor caminhando pela rua Natalino Jardim Rodrigues. Ao ver a viatura, o jovem dispensou a sacola e entrou correndo numa casa, enquanto o adolescente permaneceu na rua.

O garoto foi abordado e revistado, e com ele havia um embrulho com 18 pinos de cocaína. Bruno foi alcançado dentro da casa e também revistado. Com ele nada de ilícito havia, mas na sacola que ele carregava havia 28 porções de maconha e uma grande quantidade a granel de cocaína, além de mais 28 pinos da droga prontos para venda.

O estudante alegou que tinha acabado de pegar a droga com o menor pelo valor de R$ 100. No entanto, o adolescente negou a versão do comparsa explicando que trabalhava para ele no comércio ilícito. Ainda em buscas pela casa do menor foram localizados R$ 230 em dinheiro, cuja origem não soube explicar. Os dois foram levados à delegacia, onde permaneceram detidos à disposição da Justiça.


Governo envia projetos para valorizar carreira de PMs

O governador Geraldo Alckmin enviou na sexta-feira à Assembleia Legislativa de São Paulo cinco projetos de lei para valorizar a carreira do policial militar de São Paulo. Entre elas, o novo plano de carreira da corporação, anunciado no mês passado, que prevê mais rapidez na promoção de patentes.

A mudança permite a promoção de 27.282 policiais em praticamente todos os postos da corporação. A principal patente beneficiada será a de soldado, já que 21.617 passarão a cabo; outros 5.665, entre sargentos e oficiais, também poderão ser promovidos.

As medidas encaminhadas à Assembleia Legislativa incluem também o aumento do teto salarial para recebimento do auxílio-alimentação, que passa a ser de R$ 2.924. O reajuste beneficia 15.900 policiais, que ficariam acima do atual patamar com o aumento salarial de 7% sancionado pelo governador na semana passada.

Outra proposta prevê a contratação de cinco mil oficiais administrativos concursados para substituição de soldados temporários. Os oficiais administrativos serão civis – uma inovação na gestão da Polícia Militar que permite a concentração dos militares nessas atividades.

Também foi enviado projeto que vai permitir aos policiais trabalharem voluntariamente em suas folgas, com direito à remuneração extraordinária. Os valores das diárias especiais serão de R$ 185,95 para oficiais e R$ 154,96 para praças.

A quinta proposta diz respeito à promoção ao posto imediato dos policiais aposentados que não haviam sido beneficiados entre os anos de 1991 e 2011. Serão 1.412 oficiais beneficiados, que terão o direito a subir de patente. No caso de coronel, a mais alta patente da Polícia Militar, o benefício será um acréscimo de 20% no valor do vencimento. Juntas, as propostas representam um investimento de R$ 415 milhões do Governo de São Paulo.


Aplicativo para celular localiza unidades das polícias

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) lançou mais uma ferramenta para facilitar o acesso da população à polícia. O aplicativo “Unidades Policiais de São Paulo”, desenvolvido exclusivamente para aparelhos móveis, como smartphones e tablets, ajuda a encontrar as quase 4 mil unidades policiais do Estado, como Delegacias da Polícia Civil e Batalhões da Polícia Militar.

Por meio de um mapa e localização via satélite, é possível encontrar cada unidade e verificar informações como endereço, telefone e e-mail. Também há a possibilidade de fazer buscas a partir do endereço da unidade. O aplicativo, ainda em versão beta, funciona com o sistema operacional Android - até a versão 4.1.2 – e pode ser baixado gratuitamente pelo site da SSP.

“Inicialmente lançaremos o serviço no site da SSP, e deixaremos disponível o aplicativo para download em celular. Uma pessoa que eventualmente seja vítima de um crime terá mais facilidade e poderá localizar rapidamente a unidade policial mais próxima”, afirma o coordenador do Grupo de Tecnologia da Informação (GTI) da SSP, Wellington Bastos de Carvalho.

MAIS RECURSOS ATÉ A COPA – A equipe do GTI já trabalha em uma nova versão do aplicativo, que terá recursos adicionais. “A nova versão terá a possibilidade de traçar rotas entre endereços, e vamos incluir a localização de Consulados”, diz Wellington.

Os novos recursos tiveram como atenção especial a Copa do Mundo de 2014, que terá seu jogo de abertura na Capital paulista. De qualquer lugar com acesso à internet, o turista que virá a São Paulo poderá se guiar usando o aplicativo para celular.

A Polícia Civil de São Paulo conta com uma divisão especializada para atender a esse público, que é a Divisão Especial de Atendimento ao Turista (Deatur), do Departamento de Capturas e Delegacias Especializadas (Decade).


Como instalar o aplicativo no seu aparelho:

1) Faça o download da aplicação no site da SSP para o seu computador;
2) No seu tablet ou smartphone crie uma pasta;
3) Conecte o seu aparelho ao computador;
4) Copie o arquivo para a pasta criada no seu aparelho; 
5) Clique no arquivo;
6) O sistema perguntará se deseja instalar, clique em Sim.
7) Finalizada a instalação, o aplicativo estará pronto para uso.

* Teste o programa e envie suas críticas ou sugestões para o e-mail  sitessp@sp.gov.br.
 
 
 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar