Quinta-Feira, 27 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< Médicos de SP que atuarem em periferia receberão a mais O comunicado foi dado pelo governado de São Paulo durante inauguração de Centro de Pesquisa

Publicada em 19/10/2013 às 18:45
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), anunciou uma gratificação de 30% no salário de profissionais que atuarem em regiões de difícil acesso e nas periferias da Capital paulista. O anúncio deu-se poucos meses após o lançamento do programa “Mais Médicos”, do governo federal, cujo objetivo é justamente estimular especialistas brasileiros e estrangeiros a atuar em áreas desassistidas.

Alckmin disse na sexta-feira (18), durante a inauguração do Centro de Pesquisa Clínica, que, onde há dificuldade para contratações, haverá uma ajuda pelo local, para não faltar médicos nas periferias e em algumas regiões no Interior.

Os funcionários administrativos da Saúde que decidirem aumentar a carga horária de 30 para 40 horas também receberão um aumento de 25% no salário. Animado, o governador afirmou que será um grande ganho de recursos humanos e de pessoal na área de apoio à categoria. Cerca de 22 mil servidores terão direito à escolha da jornada, cujo teto salarial pode chegar a R$ 5 mil.

Também foram comunicadas 600 novas vagas para residência em hospitais estaduais, em especialidades como ortopedia, pediatria e obstetrícia. "Este é um grande salto de qualidade. Estas vagas serão para as especialidades e áreas em que mais faltam profissionais.” Com a medida, serão 6.134 residentes para um total de R$ 227,5 milhões por ano.

Inaugurado, o Centro de Pesquisa Clínica conta com 12 novos consultórios. Com investimento de R$ 4,7 milhões, o local abrigará cerca de mil estudos clínicos para desenvolver, por exemplo, vacinas contra HIV e febre reumática. Também foi inaugurada a nova biblioteca do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas, onde o acervo tem recursos interativos. 


Aumenta o número de grevistas; tropa não intimida Petroleiros

Com a adesão dos petroleiros do Campo de Pargo, sobe para 40 o número de plataformas em greve na Bacia de Campos, no norte fluminense. Destas, 21 estão sendo operadas por equipes de contingência da Petrobras e duas não aderiram à paralisação, iniciada na quinta-feira (17), por tempo indeterminado.

De acordo com o coordenador-geral da Federação Única dos Petroleiros, João Antônio Moraes, a mobilização na Refinaria Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, também está com a troca de turno suspensa, mas o abastecimento de gasolina e diesel para os postos de combustíveis não está prejudicado, porque os dutos distribuem os derivados de petróleo direto para os tanques das distribuidoras. O mesmo ocorre com o gás despachado pela Companhia de Gás, que também recebe o produto direto por dutos. O fornecimento para as residências está normal.

Moraes disse que o uso das tropas federais para garantir o leilão do Campo de Libra, que terá lugar no Hotel Windsor Barra, na segunda-feira (21), não impedirá que os trabalhadores façam um ato público contra a privatização do campo do pré-sal da Bacia de Santos. Os funcionários reivindicam reajuste salarial de 16,53%. A Petrobras oferece aumento de 6,09% no salário-base, além de 7,68% na Remuneração Mínima por Nível e Regime (RMNR), e um abono equivalente a uma remuneração ou R$ 4 mil, o que for maior.

A Petrobras informa que não dará opinião sobre os motivos da greve dos funcionários e mantém as informações da nota divulgada na quinta-feira. A empresa disse ter adotado medidas para garantir a normalidade das operações de modo a não haver qualquer prejuízo às atividades e ao abastecimento do mercado, sendo mantidas as condições de segurança dos trabalhadores e das instalações da companhia.

A segurança da região da Barra da Tijuca, local do leilão, será feita pelo Exército, com reforço da Marinha, da Força Nacional e da Polícia Militar, a partir da madrugada de hoje, com patrulhamento ostensivo na faixa do litoral e nas vias em torno do Hotel Windsor. A área de atuação das forças de segurança está delimitada pelas avenidas Lúcio Costa, Érico Verissímo, Armando Lombardi, Afonso Arinos de Melo Franco e o Canal de Marapendi.


Supremo retira de seu site informações sobre despesas com passagens aéreas

Depois que gastos com viagens, reformas e diárias foram revelados pela imprensa, o Supremo Tribunal Federal recuou e tirou do site informações sobre despesas com passagens aéreas usadas pelos ministros e passou a fazer triagens sobre o que pode ou não ser divulgado por meio da Lei de Acesso à Informação. 

O tribunal alega que ainda não regulamentou o cumprimento da Lei, mesmo estando a legislação em vigor há praticamente um ano e meio. A regulamentação dependeria da Comissão de Regimento. Não há previsão de data em que a comissão se reunirá para tratar do assunto. 

O argumento passou a ser usado depois que um jornal da Capital mostrou, por exemplo, que ministros usaram passagens para viajar ao exterior acompanhados das mulheres, como o vice-presidente da Corte, Ricardo Lewandowski, inclusive durante o recesso de fim de ano. Os dados mostravam também que o presidente do Supremo, Joaquim Barbosa, viajava com passagem do tribunal mesmo estando de licença médica. 

As informações estavam disponíveis no site do tribunal, e foram retiradas depois da publicação, sob o argumento de que haveria imprecisões nos dados e que voltariam a ser publicados em agosto. Até agora, porém, as informações sobre viagens antigas não voltaram ao ar, e o tribunal parou de divulgar gastos das saídas mais recentes. 


Missões no exterior têm 'farra de cargos'

O Itamaraty tem hoje mais de 300 porteiros, vigilantes, datilógrafos e motoristas de fora dos quadros do Serviço Exterior Brasileiro, trabalhando em missões como Washington, Paris e Lisboa. Uma exceção prevista na lei que rege o serviço virou regra. Todos recebem pagamento em dólar, verba indenizatória, auxílio-mudança e ganho de aluguel para exercer funções que poderiam estar nas mãos de funcionários contratados localmente, com custos menores para a União. 

Um levantamento mostra que pelo menos 349 servidores de fora do quadro do Serviço Exterior pertencem ao chamado Plano de Classificação de Cargos, atuando em 228 postos, incluindo embaixadas, consulados e vice-consulados. Os salários mais baixos pagos a esses operários no exterior estão em torno de US$ 4,5 mil, com verbas indenizatórias em torno de US$ 2 mil. Os mais altos podem chegar a mais de US$ 9 mil, com verbas de US$ 3 mil. 

Em uma conta conservadora, pode-se dizer que esses servidores custam à União cerca de US$ 2,2 milhões por mês, sem contar os aluguéis, também bancados pelo Erário. Em um caso, em Luanda (Angola) - onde os imóveis são reconhecidamente caros - só um trabalhador gerou uma despesa de US$ 132 mil entre junho e julho de 2012. Ao ano, as despesas com o pessoal alcançam no mínimo R$ 57 milhões.


Pesquisa mostra que um terço dos indiciados por tráfico de pessoas foi pego na fronteira

Entre 2005 e 2011, um terço dos indiciados por tráfico de pessoas foi pego em região de fronteira. A pesquisa Diagnóstico sobre Tráfico de Pessoas nas Áreas de Fronteira no Brasil mostra que, dos 384 indiciamentos, 128 foram registrados na divisa da Nação, que abrange 15.719 quilômetros em 11 Estados – Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul, Roraima, Rondônia e Santa Catarina.

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse que os números estão longe de refletir a realidade e classificou o tráfico de pessoas de crime subterrâneo, devido à dificuldade de verificar a ocorrência. "O número de inquéritos e de vítimas são muito pequenos perto daquilo que nós presumimos ser o real.”

A maioria das vítimas é formada por mulheres na faixa dos 18 a 29 anos. Também fazem parte do grupo crianças e adolescentes, seja pelas condições socioeconômicas, por conflitos familiares ou pela violência sofrida na família de origem. Em geral, o aliciamento é feito por alguém próximo à família.


Prática de exercícios físicos diminui complicações em idosos

Os idosos que praticam exercícios físicos regularmente procuram menos atendimento médico que os sedentários. É o que mostra estudo feito pelo Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual com dois grupos de pacientes do Hospital do Servidor Público Estadual.

Foram selecionados pacientes com idade média de 79 anos para uma avaliação que durou um ano. Um grupo de 48 idosos que fazem exercícios reduziu em 35% a procura de atendimento em relação a 44 sedentários.

Por meio de nota, o coordenador do estudo, Samir Salim Daher, especialista em Medicina do Esporte, destacou que, além dos benefícios à saúde, a prática de atividades físicas evita a ocupação de leitos hospitalares e procedimentos de maior complexidade. “Para um hospital, onde 60% dos pacientes internados são da terceira idade, a prevenção pode beneficiar outras pessoas que necessitam de atendimento médico."


Temporal atinge linhas de transmissão e deixa três cidades do Rio sem energia

Um temporal deixou os municípios de Resende, Porto Real e Itatiaia sem energia elétrica desde as 20 horas da noite de sexta-feira (18). Equipes das concessionárias Ampla e Light trabalharam para normalizar o serviço na região. O problema foi provocado em cinco torres de transmissão de 500 quilovolts de Furnas, localizadas a 5 quilômetros de Resende, atingidas por fortes ventos. Quatro torres tombaram com a força do vendaval e uma ficou danificada.

Em Porto Real, casas foram destelhadas e ficaram completamente alagadas, deixando as famílias desabrigadas. Dezenas de vidraças foram quebradas, em consequência da chuva de granizo, que provocou também queda de árvores e de postes de iluminação. O teto do prédio da Prefeitura que estava em obras desabou e destruiu diversos equipamentos e documentos. 

Em nota, Furnas diz que enviou imediatamente ao local uma equipe técnica. "A queda afetou também dois circuitos de propriedade da Light. As equipes de emergência de recuperação de linhas estão no local e os trabalhos para a recomposição dos circuitos estão sendo realizados em conjunto com a Ampla e Light, distribuidoras locais."


QUEDA DE AVIÃO

Um avião que transportava paraquedistas caiu ontem no sul da Bélgica, matando todas as 11 pessoas que estavam a bordo. Vinte minutos depois que o aeronave decolou do aeródromo de Temploux, testemunhas viram o avião perder altura muito rápido e cair.

ACIDENTE NA ARGENTINA

O número de feridos no acidente ferroviário com um trem metropolitano na manhã deste sábado subiu para 79 pessoas. O secretário de Segurança nacional, Sergio Berni, disse ontem a uma emissora de televisão local que não havia registro de mortes.

ATAQUE EM DAMASCO

Rebeldes sírios atacaram um posto de controle em um subúrbio de Damasco majoritariamente pró-regime neste sábado, acionando um carro-bomba e matando 16 soldados, informou o Observatório Sírio, grupo opositor com sede em Londres. 

OBAMA DESCONTENTE

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou que a maneira como as coisas são negociadas em Washington precisa mudar. Em seu discurso semanal, ele disse aos norte-americanos que sua frustração com a política é compreensível.

PROTESTO ITALIANO

Manifestantes e policiais entraram em confronto ontem em Roma em um protesto contra medidas de austeridade e a lei orçamentária do país, que reuniu cerca de 70 mil pessoas. Um agente ficou ferido e quatro pessoas foram presas. 

RECORDE EM FUKUSHIMA

A radiação alcançou um nível recorde em um poço de água situado na usina nuclear de Fukushima, perto da cisterna que sofreu um vazamento de 300 toneladas de água tóxica em agosto, anunciou a Tepco, a companhia que opera a central.


 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar