Quinta-Feira, 27 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< Mulher furta mais de R$ 1 mil em camisetas de times de futebol

Publicada em 19/10/2013 às 18:42
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Com uma ficha criminal composta por crime de furto, Ariane de Oliveira, 29 anos, foi novamente detida na tarde de sexta-feira, acusada por furtar uma loja esportiva situada nas margens da rodovia Raposo Tavares. Ela foi vista por funcionários do estabelecimento saindo com uma sacola cheia de camisetas de vários times, que no total foram avaliadas em R$ 1.140, além de meias e um par de tênis.

De acordo com o soldado Magalhães e o soldado César, da 1ª Companhia, o Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) foi informado sobre o fato e passou a ocorrência para eles, que estavam próximos da loja. Os próprios funcionários haviam detido a jovem, que foi localizada com a sacola. Alegando “não ter resistido à tentação”, Ariane pegou seis camisetas de times como o Corinthians, Palmeiras e Santos. Após confessar o furto, Ariane foi levada para a delegacia do plantão sul, indiciada pelo crime e permaneceu detida à disposição da Justiça.


Soldados da PM em fase de estágio capturam procurados pela Justiça

Dois detentos que tiveram direito à saidinha pelo “Dia das Crianças” não retornaram para a prisão e foram capturados, na manhã de ontem, por soldados da Polícia Militar, ainda em fase de estágio, que patrulhavam pela área central da cidade sob supervisão da 3ª Companhia. Jhony Andrade Nascimento Rocha, 19 anos, e Fábio Cristiano da Silva, de 33, deveriam ter retornado à prisão no prazo estipulado, mas não o fizeram e se tornaram foragidos da Justiça. Ao regressarem, eles voltam ao regime fechado e perdem o direito a uma nova liberação.

Jhony estava foragido da Penitenciária de Hortolândia, onde cumpria pena por furto. Na sexta-feira (11), quando saiu da cadeia, ele já foi flagrado com porções de maconha na rua Santa Clara. Foi levado à delegacia e depois liberado pela pouca quantidade. Ontem, quando os PMs faziam patrulhamento pela praça Coronel Fernando Prestes, viram o jovem junto a andarilhos na praça. O soldado que tinha abordado Jhony na sexta-feira reconheceu-o e lembrou que ele estava de saída temporária. Em pesquisa constatou-se que estava foragido e os policiais o detiveram.

Já Fábio foi abordado na rua Líbero Badaró, depois de levantar suspeitas pelo modo como agiu ao ver os PMs em patrulhamento. Abordado, o rapaz foi revistado e nada de ilícito foi encontrado, mas em pesquisa constou como foragido da Penitenciária de Guareí I. Aos militares, o capturado disse que “se atrasou” para voltar para a cadeia, por isso estava nas ruas. Conforme os agentes, pelo fato de não terem retornado no prazo estipulado, os dois detentos terão seus benefícios de saidinhas retirado. 

Os PMs da 2ª classe são estagiários da Escola Superior de Soldados - cuja formatura será comemorada no dia 14 de novembro em São Paulo - e levaram os dois capturados para apresentá-los no plantão sul. Posteriormente, eles seriam reconduzidos às respectivas penitenciárias. 

QUEM RECEBE O BENEFÍCIO – A Lei de Execuções Penais define que o juiz, ao conceder a saída temporária, deve ouvir o Ministério Público e a administração penitenciária, e considerar a compatibilidade do benefício com os objetivos da pena. Durante o período de liberdade provisória, os presos ficam proibidos de frequentar bares, lanchonetes, boates, casas de jogos, entre outros locais considerados de "reputação duvidosa". Devem permanecer no endereço informado e só podem sair às ruas entre as 6 e as 19 horas. Viagens, apenas com autorização prévia. A Polícia Civil e a Militar recebe listagem dos presos beneficiados e seus respectivos endereços. Durante todo o dia, são feitas verificações. Quem for flagrado infringindo alguma das regras perde instantaneamente o benefício.

OUTRO CAPTURADO – Na madrugada de sexta-feira, PMs de Pilar do Sul patrulhavam pelo bairro Bela Vista, quando se depararam com um Fiat Uno, placas de Sarapuí, conduzido por um indivíduo agindo de maneira suspeita e fazendo manobras perigosas. Em abordagem, o motorista foi identificado como Manoel Liandro Neto, que em revista pessoal nada de ilegal portava. Porém, Manoel não possuía carteira de habilitação e após pesquisa constou como procurado pela Justiça pelo crime de furto. Ele foi conduzido à delegacia e depois do registro do boletim de ocorrência, Manoel foi encaminhado à cadeia pública local. 



LEVA CAMIONETE – Equipe de Força Tática da Polícia Militar, composta pelo sargento Rosa, cabo Nascimento e soldado Gabriel foram informados sobre o furto a uma Hyundai HR, de cor branca, e saíram em diligências pela cidade até que  viram a camionete. O motorista tentou fugir por algumas ruas, mas foi abordado logo em seguida. Samuel Antunes de Souza assumiu o furto e disse que usou ignição falsa com chave de fenda. Ainda em buscas pela casa do autor do furto, foram encontrados pinos para remarcação de chassi de veículos. Levado à delegacia, Samuel foi autuado por furto qualificado de veículo e ficou detido.


Dupla é vista enterrando porções de drogas em matagal

Um rapaz de 20 anos e um adolescente de 16 foram detidos pela Polícia Militar, por volta das 15 horas de sexta-feira, acusados por tráfico de drogas no Central Parque. Mesmo com o menor assumindo a posse dos entorpecentes encontrados com eles, Thiago Feitosa Dino acabou preso. O jovem, que já tinha passagem por furto, alegou que estava apenas guardando a droga.

O sargento Teixeira e o soldado Peterson, da 1ª Cia., patrulhavam pela rua Mário Soave, quando viram Thiago e o garoto entrando num matagal. Suspeitando da dupla, os agentes pediram reforço para mais equipes e foram para dentro da mata. Rapidamente viram os dois e os abordaram. Com o menor havia 21 porções de maconha e R$ 156 em dinheiro; e com Thiago, 95 porções de cocaína e R$ 12, além de um facão que ele usava para cavar um buraco, onde deixaria guardada a droga. Conforme o jovem, a droga ficaria escondida até mais tarde, quando o adolescente voltaria para traficar novamente.

A dupla foi levada junto com as apreensões para a delegacia do plantão sul, onde, depois de ser ouvido, o menor foi liberado e Thiago permaneceu detido à disposição da Justiça.


Homem flagrado com aves silvestres tinha documentos do Ibama vencidos

Pássaros de 14 espécies diferentes foram localizados e apreendidos por agentes da 3ª Cia., da Polícia Ambiental de Sorocaba, numa residência do bairro João Romão, na manhã de sexta-feira. As aves foram encontradas em situação de maus-tratos e entre as espécies, três estão em extinção. O aposentado de 63 anos, proprietário da casa, apresentou documentos liberados pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama), mas vencido.

Por volta das 10 horas, a equipe foi até o bairro averiguar uma denúncia e localizou 74 pássaros engaiolados. Eram espécies de Canário da terra, Tico-tico, Soldadinho, Bigodinho, Sabiá-laranjeira, Trinca-ferro, Periquito rico, Pintassilgo, Papa-capim e outros. Prejudicadas pela falta de cuidados, as aves foram levadas para o Parque Zoológico Municipal "Quinzinho de Barros" de Sorocaba, onde foram recebidos para tratamento.


Ativistas entram em confronto com a polícia em São Roque

A Tropa de Choque ficou de plantão ontem no portão de entrada do Instituto Royal, em São Roque, para conter os ativistas que protestavam pelo fechamento do laboratório da empresa suspeita de fazer testes de produtos farmacêuticos e cosméticos com cães da raça Beagle. Na madrugada de sexta-feira, um grupo de aproximadamente 200 ativistas invadiu o local e resgatou 178 cães. O caso foi registrado pelos representantes do centro de pesquisas como furto. O paradeiro dos animais ainda não foi descoberto.

Mesmo com uma liminar concedida pela Justiça, o instituto não se viu livre dos manifestantes. Entre os que fizeram o protesto ontem estavam mascarados vindo de São Paulo para apoiar a causa. Porém eles acabaram entrando em confronto com os PMs, ao tentar furar o bloqueio, ação que resultou em mais agressões aos que participavam do ato civilizadamente. A PM teria utilizado gás lacrimogêneo para conter a confusão, que até o início da tarde tinha dois carros incendiados.

Inicialmente, a rodovia Raposo Tavares, no quilômetro 56, que dá acesso ao centro de pesquisas, precisou ser interditada, pois era o local onde os ativistas se concentraram. Depois, porém, o grupo conseguiu se aproximar do portão da empresa e liberar a via.
 

 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar