Terça-Feira, 18 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< Estado vai investir em tecnologia e formação técnica

Publicada em 18/10/2013 às 22:02
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O secretário de Educação do Estado de São Paulo, o professor Herman Voorwald, esteve ontem em Sorocaba onde se reuniu com profissionais da área e prefeitos da região, discutindo investimentos e política educacional. Nos últimos meses, Voorwald visitou diversas cidades do Estado e ontem fez o último encontro regional com os profissionais da educação, totalizando 74 reuniões. Entre as novidades apresentadas está o investimento em instrumentos de informática como base para o aprendizado das crianças, concurso para 59 mil professores e mudança do currículo didático. Ao final da reunião, realizada no gabinete do Paço, o prefeito Antônio Carlos Pannunzio (PSDB) pediu que o secretário estude a possibilidade de estender o ensino técnico às escolas da cidade, permitindo, assim, que o aluno obtenha as duas formações conjuntas. “É uma ideia muito boa para sermos parceiros. Tenho depoimentos emocionantes de jovens que estão no mercado de trabalho graças ao programa de formação técnica. Precisamos trabalhar a questão pedagógica, pois o importante é a serenidade do projeto”, disse o secretário. 

INVESTIMENTOS - Na presença de secretários municipais e representantes de 53 municípios da região, como Araçoiaba da Serra, Piedade e Votorantim, o secretário de Educação ressaltou que cabe ao Estado capacitar os profissionais para trabalharem com alunos de diferentes realidades. “Há aqueles sem base familiar, com algum tipo de deficiência ou déficit, todos estão na sala de aula.” Voorwald também afirma que não vai descansar enquanto não houver profissionais da saúde nas diretorias de ensino, como psicólogos. Classificou como inédito o concurso que terá provas aplicadas no próximo mês para contratar 59 mil professores, e o projeto de lei enviado à Assembleia Legislativa pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB), que prevê uma política de salário de quatro anos aos profissionais, além de reajuste em todo 1º de julho. “Isso permite uma correção de 45,1% nos salários durante os quatro anos. Estamos ainda fazendo reuniões com cinco sindicatos e até o final do ano será concluída a nova estrutura de carreira.” Dos 59 mil professores estimados após a aplicação da prova, 20 mil serão chamados em janeiro e o restante até dezembro de 2014. Para os diretores escolares, haverá concurso com 1.452 vagas em janeiro. 

ENSINO – Entre as novidades aos alunos está aulas de Inglês para os primeiros anos do Ensino Fundamental e escola em tempo integral para o ciclo II, que compreende de 6º ao 9º ano, sendo estendido em 2015 para o ciclo I, de 2º a 5º ano. “Temos também um novo modelo de escola integral onde o professor tem uma carreira na instituição com correção salarial de 75%”, afirma o secretário. No Centro de Estudos de Línguas (CEL), os melhores alunos, escolhidos por meio de um processo seletivo, também têm oportunidade de estudar por 20 dias em outro país. Neste semestre, 356 jovens irão para a França, Inglaterra e Argentina.  


 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar