Domingo, 16 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< Vereador aciona MP para apurar responsabilidades por asfalto danificado no Parque São Bento

Publicada em 16/09/2013 às 22:27
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

LEGISLATIVO

O vereador Francisco França (PT) protocolou na tarde desta segunda-feira (16), às 14 horas, no Ministério Público (MP), uma representação citando o prefeito Antônio Carlos Pannunzio, o secretário de Obras e Infraestrutura do Município, Antônio Benedito Bueno Silveira, e o Grupo Santa Paula (GSP) pelo descaso com a pavimentação asfáltica deteriorada de ruas e avenidas dos setores C, D e E do Parque São Bento. Säo elas as ruas Lourenço Pires de Arruda, onde a situação ainda é mais grave; Roque Nunes, 130, Elisa Estausia, Sebastião F. Silva, Maria Isabel de Paula, 121, Elieder de F. Domingos Militão, 111 e Azel de Arruda.

O vereador contou que foi procurado pelos moradores do bairro em maio, todos revoltados com a situação caótica do asfalto que ainda está na garantia da loteadora e, à época, acionou a Prefeitura para que tomasse as providências cabíveis em relação ao problema. Como resposta, obteve o comprometimento do prefeito de que a Secretaria de Obras e Infraestrutura estava oficiando a empresa GSP para que a demanda fosse solucionada. "Mas isso não aconteceu", segundo França. Com o passar dos dias e a insatisfação da população aumentando, o vereador petista, após vários contatos telefônicos, encaminhou, entäo, um novo documento à Secretaria de Obras questionando o andamento do caso, constatando que a Prefeitura ainda não tinha entrado em contato com a empresa.

Inconformado com o desrespeito aos cidadãos daquele bairro, França optou por recorrer ao Ministério Público. No documento ontem protocolado no MP, França ressalta o dever da empresa de implantar um produto de qualidade no loteamento, além da responsabilidade do Poder Público de fiscalizar para que as normas técnicas vigentes sejam cumpridas. "O decreto 6.913, de 1º de fevereiro de 1990, fixa o dimensionamento mínimo de pavimentação a ser executado em vias de circulação. Acredito que, neste caso, o decreto foi totalmente desconsiderado se levarmos em consideração a situação das ruas daquele trecho do Parque Säo Bento", finalizou o vereador.
 
 
 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar