Sexta-Feira, 15 de Novembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Saúde orienta sobre uso correto do Samu-192

Publicada em 19/08/2013 às 20:29
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

VOTORANTIM

Saber a diferença entre o transporte feito por uma ambulância comum e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-192) é fundamental para o cidadão que necessita de atendimento e para o bom uso desses recursos públicos. A Secretaria da Saúde da Prefeitura de Votorantim está, por isso, iniciando campanha para orientar que cada serviço deve ser acionado de acordo com o tipo da necessidade e que a falta de informação pode causar deslocamentos desnecessários ou dificultar a classificação da ocorrência pelas equipes que recebem as solicitações por telefone. 

Nas unidades de saúde da cidade, o cidadão já encontra folhetos informativos sobre o funcionamento do Samu-192 e do Serviço Municipal de Ambulâncias. Patrícia Dias Garrido, coordenadora da Base Descentralizada do Samu-192 de Votorantim, explica que o munícipe deve telefonar para o número 192 em caso de urgência, ou seja, quando houver alguém que está passando mal e não tem condições de falar ao telefone e nem se deslocar a uma unidade de atendimento. "Qualquer tipo de queda, acidente, crise convulsiva ou perda de sentido, essas são algumas situações em que o Samu deve ser acionado", destaca ela.

Já a central de ambulâncias é destinada ao transporte de pacientes que não têm condições próprias para se dirigir a algum serviço ou consulta. "Deve ser solicitada quando não há a urgência, quando há uma consulta agendada, quando o paciente acamado não tem como se dirigir ao serviço de saúde", comentou a coordenadora. Em Votorantim, a central de ambulâncias para transporte atende pelos telefones 3343.4519 ou 3247.2654. 

Outro esclarecimento importante que a campanha vem procurando disseminar, principalmente em Votorantim, é que, ao ligar para o Samu pelo telefone 192, o munícipe será atendido por profissionais treinados para avaliar o caso e verificar qual é o serviço mais adequado para realizar o atendimento. "Em Votorantim, estamos ligados ao Samu-Regional, que tem a base centralizada em Sorocaba e faz as avaliações e a regulação médica dos chamados 24 horas por dia, todos os dias da semana", conclui Patrícia. 


Empresas de Porto Feliz doam telhas a famílias atingidas por vendaval

A Lanxess Indústria de Produtos Químicos e Plásticos Ltda. e a empresa RheinChemie doaram 10 mil telhas para atender as famílias atingidas pela chuva e vendaval do dia 21 de julho em Porto Feliz. A entrega do cheque simbólico aconteceu na sede da Lanxess, na Rodovia Marechal Rondon, com a presença dos executivos da empresa da Lanxess, Robert Madersdorf, e Martin Assmuth, da Rhein Cemie, que repassaram a doação ao prefeito Levi Rodrigues Vieira, na presença ainda do vice-prefeito e secretário de Desenvolvimento Social e Sustentável, Miguel Arcanjo de Almeida, do chefe de Gabinete Arnaldo Ricardo Franco Bueno e do diretor de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Célio Peixoto dos Santos.

O prefeito Levi Rodrigues Vieira elogiou a atitude das empresas. "A colaboração da Lanxess com a doação das 10 mil telhas que serão destinadas às famílias atingidas na forte chuva e vendaval do dia 21 de julho é mais uma demonstração de responsabilidade social da empresa", disse ele. "Fico muito satisfeito em saber que temos grandes parceiros como a Lanxess e a RheinChemie. Tenho absoluta certeza que essa parceria irá proporcionar muitos frutos", completou.

INSTITUTO REFLORESTA - Seguindo uma de suas diretrizes, de apoiar o desenvolvimento sustentável, a Lanxess patrocinou também, por outro lado, R$ 50 mil que serão destinados ao Instituto Refloresta, que mantém parceria com a Prefeitura de Porto Feliz, visando o reflorestamento do Ribeirão Avecuia. O programa, desenvolvido pelo Instituto, faz o reflorestamento da mata ciliar do Ribeirão Avecuia, com a coleta e produção de sementes, gestão do Viveiro Municipal, produção de mudas florestais nativas, diagnóstico da área, plantio e manutenção das árvores. 

Além do plantio, o Instituto Refloresta é responsável pela manutenção permanente das áreas plantadas e também trabalha na Educação Ambiental, realizando plantio com estudantes do Município, estimula a participação da comunidade em projetos de reflorestamento e sensibiliza proprietários rurais sobre a importância do plantio das mudas. As atividades são coordenadas pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Sustentável da Prefeitura, por meio de sua Diretoria de Meio Ambiente.

A Prefeitura local também disponibiliza o Viveiro Municipal para o trabalho do instituto, sala e material de trabalho na Diretoria de Meio Ambiente, além de subvenção mensal. Atualmente, com o auxílio técnico da entidade, o Viveiro Municipal produz cerca de 50 mil mudas de árvores por ano.


São Roque ganha Vara Criminal Especializada

O presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Ivan Sartori, esteve em São Roque nesta segunda-feira (19), pela manhä, para instalar a Vara Criminal da Comarca. O juiz diretor do Fórum é Cássio Pereira Brisola e, até entäo, a Comarca contava com duas varas cumulativas e outra que recebia processos dos juizados cível e criminal (com 2 mil feitos). Estavam em andamento cerca de 10 mil processos em cada vara e, além deles, mais 30 mil execuções fiscais em andamento.

Assim, a partir desta segunda-feira, as varas judiciais de Säo Roque passaram a ser a 1º e 2ª Cíveis e seus processos criminais foram enviados à Vara Criminal instalada e que, com a especialização, terá um juiz somente para cuidar desses processos. Os drs. Fábio Calheiros do Nascimento e Diego Ferreira Mendes, respectivamente, são os responsáveis pelas varas cíveis; Flávio Roberto de Carvalho assumirá a nova Vara instalada ontem. 

O juiz-diretor do Fórum local, dr. Cássio Pereira Brisola, afirmou que a sensibilidade Órgão Especial do Tribunal de Justiça em acolher a proposta dos juízes da Comarca e autorizar a especialização fez com que o pedido fosse concretizado, o que vai melhorar a prestação jurisdicional, promover melhor divisão de processos entre os juízes e acelerar a tramitação dos processos. Além dos casos criminais, a Vara agora instalada terá ainda competência para o Júri, Execução Criminal e Infância e Juventude. 

Para o juiz diretor da 10ª Daraj (Departamento de Administração das Regiões Administrativas Judiciárias)/Sorocaba, dr. Jayme Walmer de Freitas, a especialização dará maior agilidade, tornando a prestação jurisdicional mais rápida, mais breve e mais técnica, além de atender um pedido antigo dos magistrados da Comarca de Säo Roque. 


Aluna de Letras do Ceunsp lança seu primeiro livro

A aluna Natalia Moreno, 26 anos, estudante do 6º semestre do curso de Letras do Ceunsp (Centro Universitário "Nossa Senhora do Patrocínio"), lançou seu primeiro livro no domingo, dia 18. Ela já havia participado da coletânea "Jogos de amor, obsessão e amizade", com o conto "Por um fio", produzido a partir de uma oficina de escrita oferecida pela Editora Rosa Rosé. Em "Quando eu me amar", título da nova publicação, Natália, acostumada a escrever textos mais curtos, afirma que teve que rever sua forma de trabalho. "Sempre escrevi histórias curtas, tudo sempre se resolvia em um intervalo muito curto de tempo. Escrever um texto mais longo requer mais cuidado com as palavras, com a ordem cronológica. Requer mais disposição e criatividade do autor", conta ela, acrescentando que a principal dificuldade foi conseguir controlar os pensamentos para passar toda a história para o papel. "Meus pensamentos são mais rápidos que meus dedos. Enquanto eu pensava em escrever uma cena, na minha mente os personagens já tinham virado a página", brinca.

Com prefácio do professor Bruno Coelho, o livro escrito por Natália gira em torno de Sofia, uma jovem dividida entre um novo amor e uma paixão da infância que acredita ser o homem da sua vida. Para a autora, o que a move a escrever não é a possibilidade de fama ou dinheiro. "Tenho um desejo simples: despertar nos outros esse mundo mágico da leitura, da imaginação", afirma.

Assim como o anterior, "Quando eu me amar" é publicado pela Editora Rosa Rosé. A tarde de autógrafo aconteceu no Café Constância, no centro de Itu.


Livro `Iperó' tem lançamento na Floresta Nacional de Ipanema

Com o apoio da Prefeitura de Iperó, foi lançado o livro "Iperó", resultado de 14 anos de estudos do pesquisador, historiador e jornalista João Barcellos. O lançamento, que reuniu aproximadamente 200 convidados de Iperó e região, aconteceu na Floresta Nacional de Ipanema, durante evento patrocinado por empresas, estabelecimentos comerciais e de serviço. 

O livro aborda questões históricas envolvendo o Município, relacionadas ao Cerro Ybiraçoiaba e ao Oeste Paulista e registradas entre 1992 e 2011. "Foi levantado o véu sobre a história iperoense e existem ainda histórias para serem reveladas sobre o município", revela João Barcellos.

Editado pela Edicon e Terra Nova, o livro contou com o apoio dos pesquisadores do grupo Desbravadores Villas Boas e do Centro de Memória da Floresta Nacional de Ipanema. A edição de "Iperó" será destinada às escolas municipais, profissionais da rede pública de ensino e bibliotecas. 


 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar