Segunda-Feira, 17 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< Área verde é desmatada irregularmente em Araçoiaba

Publicada em 18/07/2013 às 22:32
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Uma área de aproximadamente 84 hectares com mata nativa, no bairro de Ipanema do Meio, em Araçoiaba da Serra, está sendo desmatada e queimada de forma ilegal, de acordo com informações do Departamento de Meio Ambiente do município. A primeira denúncia da ação teria chegado à pasta no dia 20 de junho, quando máquinas estariam derrubando árvores e colocando fogo nos resíduos logo em seguida. A secretaria entrou em contato com a Polícia Ambiental para que fossem tomadas as medidas necessárias. Entretanto, como não obteve retorno, fiscais da Prefeitura decidiram ir pessoalmente ao local, constatando a prática. 

Exemplares de Araucária, Cambará, Paineira, Pau-ferro, Pau-marfim, Aroeira e até palmito foram exterminados. Segundo o diretor da Secretaria de Meio Ambiente, Fernando José Medeiros, até segunda-feira (22) será elaborado um laudo da irregularidade, e o proprietário, notificado e multado. Os documentos também serão apresentados ao Ministério Público, baseados na lei federal n. 9.605/98, que cuida de crimes ambientais. Funcionários da Prefeitura afirmam que para reflorestar a área seria necessário mais de 50 anos. Eles também contam que, logo que chegaram ao local, homens que usavam máquinas para fazer o serviço foram embora. 

Junto ao município, o terreno está registrado como de posse do Sindicato dos Empregados em Centrais de Abastecimento de Alimentos do Estado de São Paulo (Sindbast). Nos anos 80, a Cooperativa Agrícola de Cotia (CAC) exerceu suas atividades na área e após declarar falência, como acumulava dívidas bancárias, teve a área leiloada, que foi adquirida pelo sindicato. Porém, durante esses anos diversos populares utilizaram as terras, entre eles o comerciante e ex-funcionário da CAC, Charlys de Moraes Torres, que, conforme documentos apresentados aos fiscais, é proprietário de parte da área. 

“Quando o sindicato adquiriu, já sabia da minha situação e ninguém veio falar comigo nem apresentar nenhum documento. Agora que começaram a derrubar as árvores entraram na minha área, é um absurdo o que estão fazendo”, comenta. Além disso, ele explica que o caso está na Justiça, pois quer receber indenização pelo tempo que cuidou e manteve a área, que, segundo boatos, seria transformada em loteamento. 

Em nota oficial, a Prefeitura de Araçoiaba da Serra informa que as obras estão em nome do engenheiro José Antônio Bolina, e que a Guarda Civil Municipal também acompanhou a ação dos fiscais. O Sindbast foi procurado para dar esclarecimentos. Uma funcionária orientou a conversar com os advogados que representam a entidade, mas nenhum responsável foi encontrado para falar sobre o assunto; mesmo deixando o contato do jornal, não houve resposta.  


 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar