Quarta-Feira, 26 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Prefeito sanciona autorização para o Paço receber três financiamentos

Publicada em 18/07/2013 às 22:30
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O prefeito Antônio Carlos Pannunzio sancionou as autorizações para a Prefeitura receber três financiamentos de R$ 169 milhões, ao todo, do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC 2), visando à implantação do BRT - Ônibus Rápido, da Estação de Tratamento de Água (ETA) no Parque Vitória Régia e obras para a pavimentação de ruas na zona oeste. As Leis nº 10.505, 10.506 e 10.507 serão publicadas na edição desta sexta-feira (19) do Jornal 'Município de Sorocaba'. A expectativa é de que toda a tramitação dos processos ocorra até o final do ano, permitindo a liberação dos recursos e a abertura de concorrência pública para a execução das obras.

A autorização dos convênios pela Câmara faz parte das exigências legais para que a Prefeitura receba o financiamento pela Caixa Econômica Federal. O processo começou em 6 de março, quando a presidente Dilma Rousseff anunciou os projetos selecionados para receber recursos do PAC 2, encontro do qual Pannunzio participou em Brasília.

ÔNIBUS RÁPIDO - O convênio de maior valor refere-se à implantação do BRT (Bus Rapid Transit), o ônibus rápido. Pannunzio explica que os cerca de R$ 133,9 milhões serão empregados na criação das duas primeiras linhas do BRT, a norte-sul e a leste-oeste. "O estudo preliminar da Urbes prevê 35 quilômetros para a circulação do BRT dentro de quatro principais corredores da cidade", detalha o prefeito.

Deste total, 20,3 quilômetros serão corredores exclusivos para ônibus, com desembarque em nível pela esquerda do coletivo, junto ao canteiro central. Os outros 14,7 quilômetros serão de faixas exclusivas, com desembarque à direita pela escada, em pontos como os atuais.

O BRT se integrará ao atual sistema de transporte coletivo, beneficiando cerca de 180 mil usuários por dia com o pagamento de uma única tarefa e uma redução da ordem de 20% do tempo das viagens.

PAVIMENTAÇÃO - Outro projeto solicita o financiamento do PAC 2 em até R$ 9.035.739,27 para aplicação em pavimentação de ruas. O estudo prévio da Prefeitura aponta pavimentação das ruas Protássio de Camargo Sampaio (Jardim Francine), Aureliano C. do Nascimento e Euclides C. de Araújo (Iporanga 1), e também vias do bairro Quintais do Imperador 1 e 2 e recapeamentos em oito ruas da cidade.

ETA VITÓRIA RÉGIA - O terceiro projeto é para financiamento na CEF em até R$ 53,4 milhões do PAC 2. Um dos investimentos será a instalação da ETA Vitória Régia, para ampliar o abastecimento de água na zona norte.

"A importância desta nova estação é que proporcionará um atendimento aos bairros da zona norte mais eficiente", destaca o prefeito. A inauguração está prevista para o ano de 2015 e deverá tornar Sorocaba pouco menos dependente do abastecimento pela represa de Itupararanga.

A ETA terá capacidade para tratar inicialmente 750 litros de água por segundo, equivalente à cerca de 30% de todo o tratamento realizado no município. Na segunda etapa, sem data prevista, a capacidade de tratamento deverá dobrar, passando a 1.500 litros por segundo, total equivalente ao da ETA do Cerrado, a principal da cidade.


 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar