Segunda-Feira, 20 de Maio de 2019 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< 'Nostalgia' é o cartaz de hoje do CineCafé

Publicada em 27/05/2013 às 22:12
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Com direção de Andrei Tarkovski, o primeiro filme por ele produzido fora da Rússia, "Nostalgia" (1983), será exibido no CineCafé nesta terça-feira (28), às 19 horas, na unidade local do Sesc. Os ingressos podem ser retirados no local gratuitamente com uma hora de antecedência.

O longa-metragem relata a jornada mística do poeta russo Andrei Gorchakov à Itália em busca de um novo modo de vida. Depois de três meses viajando em companhia de Eugênia, uma atriz italiana, chegam a um pequeno vilarejo ao norte da Itália. Frustrado e deprimido por ainda não ter encontrado seu caminho, o poeta mergulha em seu passado, isolando-se em silêncio. Mas ao encontrar Domenico, um velho lunático, Gorchakov consegue compreender sua angústia e o segredo de sua própria Nostalgia.

O elenco conta com as interpretações de Delia Boccardo, Alberto Canepa, Laura de Marchi, Domiziana Giordano, Erland Josephson, Patrizia Terreno, Lia Tanzi, Oleg Yankovsky e Milena Vukotic. "Nostalgia" recebeu, aliás, três premiações no Festival de Cannes (1983), na categoria de melhor diretor. Conquistou o Prêmio do Júri Ecumênico e Prêmio Fipresci (Federação Internacional da Crítica Cinematográfica) e foi ainda indicado para Palma de Ouro.

Após a sessão, o cineasta e produtor Marcelo Domingues intermediará um bate-papo que discutirá os aspectos técnicos do filme assistido, com a participação especial de Cássio Starling, crítico de cinema do jornal "Folha de "ao Paulo", professor e pesquisador de audiovisual.

Para encerrar a Mostra Tarkovski, a próxima exibição do CineCafé será "O Sacrifício" (Offret) no dia 4 de junho, terça-feira, também às 19 horas.



Show de Telo Borges encerra `Canto e Desenvolvimento da Musicalidade' no Sesc

O cantor, compositor e instrumentista Telo Borges sobe ao palco da Convivência do Sesc Sorocaba (rua Barão de Piratininga, esquina com a avenida Washington Luiz - Jardim Faculdade) nesta terça-feira (28), para realizar o encerramento da atividade "Canto e Desenvolvimento da Musicalidade", que teve início em março. O show acontecerá às 15 horas, com entrada gratuita e para o público em geral. Antes do espetáculo musical, às 14 horas, os participantes da oficina apresentarão as habilidades que desenvolveram durante as aulas.

Penúltimo filho da conhecida Família Borges, de Belo Horizonte, irmão de Lô e de Márcio Borges, fundadores do Clube da Esquina, junto com Milton Nascimento, Telo Borges completou 40 anos de carreira em 2012, trajetória que iniciou aos 14 anos de idade com a composição da canção "Voa Bicho", que hoje é um sucesso nacional. Suas composições já foram gravadas por Elis Regina, Milton Nascimento e 14 Bis, entre outros grandes intérpretes brasileiros.

Telo Borges, como instrumentista, também acompanha artistas como Milton Nascimento, Beto Guedes, Lô Borges, Toninho Horta e Flávio Venturini, sempre ao teclado ou ao violão, com sotaque `pop' e influência da música dos Beatles, cuja sonoridade aparece em gravações memoráveis dos melhores álbuns musicais brasileiros. Em parceria com Milton Nascimento, compôs ainda "Tristesse", que ganhou o Grammy Latino, na categoria de melhor canção de 2003.


Festa Junina traz shows diários no Parque das Águas

Shows musicais diários também vêm movimentando as noites da 46ª Festa Junina Beneficente de Sorocaba, que vem acontecendo desde quinta-feira (23) no Parque das Águas, no final avenida Dom Aguirre, no Jardim Abaeté. Um dos shows mais esperados trará a dupla Thaeme & Thiago, atração do dia 8 de junho, sábado, penúltimo dia do evento. Junto com a dupla, o Centro Hípico Pagliato, que venceu a licitação aberta pela Secretaria de Cultura e Lazer da Prefeitura para a organização dos eventos artísticos da Festa Junina deste ano, também engrossou a agenda de shows com mais artistas sorocabanos, assim como o Grupo Alecrim e Canudo Elétrico, que se apresentam ao público nos dias 5 e 8 de junho.

Segundo o secretário municipal da Cultura e Lazer, José Simões de Almeida Junior, foi uma exigência do edital de licitação que a empresa vencedora contratasse músicos locais como forma de valorizar a produção artística da cidade. Com isso, cerca de 90% das apresentações, que começaram na própria quinta-feira (23), são de cantores que desenvolvem seu trabalho a partir de Sorocaba. "Essa é uma festa popular, da família sorocabana, e é importante que as pessoas conheçam seus talentos e se reconheçam nessa valorização da nossa cultura", explicou Simões

Exceto pelos shows do dia 8 e 9 de junho, quando os ingressos ao recinto da Festa Junina custarão R$ 8,00, os demais dias de evento têm custo de R$ 3,00.

AGENDA DE SHOWS - A partir de hoje, a grade de shows da 46ª Festa Junina Beneficente de Sorocaba, no Parque das Águas, é esta:
 
  
BANDA                      GENÊRO                             DIA                                        HORÁRIO
 
Kaka e Alexandre Sertanejo                    Hoje (28)                    19h40
Gerson Peres         Sertanejo                    Hoje (28)                    21 horas
Pegada A+           Pagode                    Amanhã (29)                    19h40
Maurício Brazek         Sertanejo                    Amanhã (29)                    21 horas
Cabal                 Pop rock                    Quinta-feira (30)                19h40 
3 Canto                 Sertanejo                    Quinta-feira (30)            21 horas
Salada Samba Rock Samba rock            Sexta-feira (31)            19h40 
Augusto & Rafael Sertanejo                    Sexta-feira (31)            21 horas
Tony Quente         MPB                            Sábado (1º de junho)    19h40
Dijian Lucas & Rafael Sertanejo                    Sábado (1º de junho)    21 horas
Kemkesamba         Pagode                    Domingo (2)                      20h30 
Sampa Crew         Samba                    Domingo (2)                    21 horas
Grupo PQN                 Pagode                    Terça-Feira(4)                    19h40 
André Pupe         Sertanejo                                                            21 horas
Grupo Alecrim         Infantil                    Quarta-Feira (5)            19h40
Thiaguinho Noronha
/Luan Castro         Sertanejo                                                            21 horas
Robson & Wilian         Sertanejo                    Quinta-Feira (6)            20h30 
Higor & Felipe         Sertanejo                    Sexta-Feira (7)            19h40 
Porva Seca                 Sertanejo                    Sexta-feira (7)                    21 horas
Canudo                 Elétrico                    Sábado (8)                    19h30 
Taemi & Tiago      Sertanejo                    Sábado (8)                        22 horas Tupi FM/Encerramento
da festa               Sertanejo                    Domingo (9)                    16 horas



PROJETO `VIVA CENTRO'

Secult abre espaço para produtores de arte, cultura e lazer 

A Secretaria da Cultura e Lazer da Prefeitura está fazendo o chamamento público de associações, instituições, empresas e pessoas físicas interessadas em participar do "Viva Centro" que começa no próximo mês. A ideia é agregar aos eventos artísticos e culturais, propostos pelo projeto, exposições e vendas de produtos, como artesanato, artes plásticas, flores naturais, arranjos e folhagens, além de artigos para pets. O valor estipulado será de R$ 15 para cada estande, por dia de realização do evento.

O "Viva o Centro" acontecerá sempre aos domingos na praça Frei Baraúna e no largo de São Bento, incentivando a ocupação dos espaços públicos e promovendo maior aproximação do sorocabano às atividades culturais, sociais e recreativas de diferentes dimensões e regularidades. Neste sentido, também professores de ioga, pilates, tai-chi-chuan e de dança, entre outros, podem participar. Para isso, basta acessar o site da Prefeitura - www.sorocaba.sp.gov.br -, procurar em Serviços Mais Acessados/Editais e Licitações/7 - Extratos/ Avisos e conhecer o processo de cadastramento.

Os interessados devem se cadastrar junto à Secretaria da Cultura e Lazer (rua Souza Pereira, 448 - Centro) até esta quarta-feira (29), das 9 às 12 e das 13 às 16 horas, com Elisa ou Márcio. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3211.2911.

A viabilidade de participação no projeto será avaliada pela Comissão Técnica responsável pela organização do evento e cujos produtos ou serviços sejam pertinentes ao projeto, de acordo com o regulamento.


TELEVISÃO

Holocausto dos povos americanos é tema hoje do Provocações

O roteirista Luiz Bolognesi é o convidado de Antônio Abujamra no "Provocações", que será exibido nesta terça-feira (28), às 23 horas, na TV Cultura. Bolognesi fala sobre sua paixão pelo cinema e pela história do Brasil, declarando que ambas são fundamentais em sua vida. "Eu acho que o cinema tem uma grande possibilidade de transformação", destaca. Segundo ele, o ser humano precisa de experiências transformadoras. "Acho que a arte tem esse papel, que o cinema tem esse papel. Acho um encontro extraordinário entre Cinema e História".

Luiz também comenta sobre sua angústia diante da forma que tratam a história do Brasil. "Fala-se muito sobre o holocausto judeu na Europa, mas não se fala nada sobre o holocausto dos povos americanos em cinco séculos de história. Isso me causa uma dor profunda e eu não consigo pensar outra coisa quando vou trabalhar com cinema", enfatiza ele, que conta ainda o por que demorou 10 anos para finalizar "Uma História de Amor e Fúria". "Eu liderei um grupo de 40 jovens, que desenharam o filme todo com lápis sobre papel, uma técnica quase extinta". Apesar de ser um filme de desenho animado, conta que ele é direcionado para adolescentes e adultos. 

Bolognesi explica igualmente, por outro lado, as diferenças técnicas da animação clássica das que são utilizadas hoje. "As animações hoje são modelos construídos no computador, que têm um determinado número de movimentos. É muito limitado", conta. Já a animação clássica é pintura pura, segundo ele; o artista desenha cena por cena. "Um desenho de lápis no papel, pra mim, é de uma intensidade e de um volume de produção artística que me encanta. Foi um dos grandes motivos de ter feito esse trabalho", finaliza.


Exposição do Museu da Língua Portuguesa prossegue até amanhã

Uma parceria entre o Museu da Língua Portuguesa e o Salão Internacional de Humor de Piracicaba resultou na exposição "Esta Sala é uma Piada", que pode ser conferida no Senac de Sorocaba (avenida Cel. Nogueira Padilha, 2.392) até amanhã (29). Com o tema "Invisibilidade Social", a mostra reúne 40 trabalhos de artistas brasileiros e internacionais, como de Cuba e Irã, num recorte inédito selecionado exclusivamente para a cidade. 

A ideia de abrir o espaço ao público é fazer com que o tema seja refletido por outras pessoas, explica a responsável pelo curso de Aprendizagem Comercial da instituição, Maysa Novo Falcão. "A Invisibilidade Social precisa ser discutida sempre e percebemos que o aprendizado deveria sair da sala de aula e despertar o interesse de outras pessoas", afirma ela. 

Numa visita ao Museu da Língua Portuguesa em São Paulo, a professora Maria Helena Ramos da Costa Fioranelli Vieira conheceu a exposição e percebeu a ligação com o trabalho desenvolvido na instituição. A proposta de parceria deu certo e, após passar por Sorocaba, a exposição itinerante segue ao Senac de Itu, onde fica de 3 a 13 de junho. 

MUSEU - De acordo com o curador da mostra, Raphael Ramos da Costa Fioranelli Vieira, as charges, tiras e caricaturas que fazem parte do acervo do Salão de Humor de Piracicaba, foram organizadas de forma que uma complementa a outra. Em sua terceira edição, a parceria do Museu e dos artistas já levou as exposições a diversas cidades desde 2011. "Encontramos material desde a década de 70 que se encaixa com a temática e parece que foram feitos recentemente, o que mostra que o mundo não mudou tanto. Além da discussão da Invisibilidade Social, o trabalho do Salão de Humor fica mais conhecido, pois mesmo sendo o segundo mais importante do mundo, muita gente desconhece seus trabalhos", afirma.

Os alunos de Aprendizagem Comercial, além de discutir o tema em sala de aula, escolheram uma ONG (Organização Não Governamental) para desenvolver atividades. Segundo a estudante Letícia Souza, 16 anos, eles fizeram uma pesquisa de campo dentro do Senac e constataram que muita gente não sabe o que Invisibilidade Social. "É preciso conhecer os outros lados, enxergar-los de forma diferente e chamar a atenção da sociedade. Não dá para acabar, por exemplo, com a situação de moradores de rua. Mas é importante reeducar as crianças para quem sabe mais pra frente, mudar essa situação".

Já Lucas Jordi, 18 anos, ressalta que não são apenas moradores de rua que se encaixam nesse grupo, mas também idosos, deficientes físicos e homossexuais. "Mas a lei não vai mudar a maneira de pensar das pessoas, é um exercício mais longo", ressalta o estudante Victor Almeida, 17 anos. Para o colega de classe Matheus Mendes Tenório de Messias, 17 anos, divulgar o trabalho às demais pessoas é um meio de conscientizá-los e fazer com que mudem de visão. "Muitas vezes passamos ao lado de moradores de rua e não os vemos", lembra o estudante Matheus Mendes Tenório de Messias, 17 anos. O grupo afirma que simples ações podem fazer a diferença. "Um sorriso pode mudar o dia deles", afirma Marino de Souza, 17 anos. 

O horário de visitação é das 8 às 21 horas, com entrada franca.


 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar