Sábado, 17 de Agosto de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Centro POP ajuda no resgate da autoestima da população de rua

Publicada em 27/05/2013 às 21:50
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Sorocaba tem hoje cerca de 300 moradores de rua, segundo a Comissão Especial de Acompanhamento de Políticas Públicas no Atendimento aos Moradores de Rua, constituída por vereadores. Uma das ações desenvolvidas pela Prefeitura de Sorocaba para atender a esta população é realizada no Centro de Referência Especializada em População em Situação de Rua (Centro POP). O local oferece acolhida imediata e apoio visando à reinserção social e proporcionando, inclusive, o resgate da autoestima dessas pessoas. Desde a última sexta-feira (24), a unidade está funcionando em um novo local, num imóvel situado na avenida Comendador Pereira Ignácio, 763, no Centro, próximo à rodoviária.

Coordenado pela Secretaria da Cidadania, o espaço funciona como porta de entrada para adultos em situação de rua da rede da proteção social especial, onde eles podem ter convívio social e desenvolver, por meio de atividades socioeducativas, relações de afetividade e respeito, além de alcançar autonomia, estímulo à organização, mobilização e participação social. Diariamente, passam pela unidade cerca de 30 a 40, e 90% delas são do sexo masculino, na faixa etária de 18 a 56 anos.

Com uma equipe multiprofissional formada por um psicólogo, dois assistentes sociais e três agentes sociais, os usuários do Centro POP recebem uma atenção qualificada. Além disso, eles são encaminhados para outros serviços, participam de oficinas de artesanato e outras atividades socioeducativas, como dinâmicas, vivências, mobilização e participação comunitária, na qual são abordadas questões como família, respeito, conhecimento de si próprio, convivência, disciplina, entre outras.

No Centro POP, eles podem descansar, tomar banho, lavar roupa e ganham um vale para se alimentar no Bom Prato. No local, eles também recebem roupas e cobertores, que são doados ao Centro POP.

Ao chegar à unidade, existem estas três regras básicas aos usuários: para fumar tem lugar certo, não pode ficar sem camisa e todos devem colocar seus pertences no "bagageiro", uma sala onde todos os frequentadores da unidade deixam seus pertences, seja num saco ou numa mochila, identificados corretamente com crachá. "Isso é preconizado pelo Suas. Esse é o único bem deles e eles têm o maior cuidado com isso", comenta Fátima Inês França Lopes, assistente social e coordenadora do Centro POP.

De acordo com a Secretaria da Cidadania, mais de 90% da população de rua tem problema com álcool e outras drogas e o principal motivo de eles estarem nesta situação são os conflitos familiares causados pela dependência química. "Ajudar essas pessoas a saírem da situação de rua demanda tempo. Temos de criar vínculo com elas", conta Fátima. "O trabalho desenvolvido aqui no Centro POP não é fácil, é um serviço bastante complexo. Aqui a gente sobe um degrau hoje e desce dois amanhã. Num dia conseguimos trabalhar com eles para que retornem as suas famílias, mas no dia seguinte eles voltam dizendo que não querem mais", conta a coordenadora.

Segundo Fátima, também há histórias felizes no Centro POP. Desde julho do ano passado, quando Fátima começou a trabalhar na unidade, 57 pessoas conseguiram se reinserir na sociedade, seja arrumando um emprego e alugando um imóvel, seja retornando as suas famílias ou se tratando em clínica de recuperação. Essas pessoas são acompanhadas por um período de seis meses.

O Centro POP de Sorocaba funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. Informações e denúncias podem ser feitas pelo telefone 9101-4772.


 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar