Quinta-Feira, 27 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< Caminhoneiro vai preso com óculos roubados de ótica no centro da cidade

Publicada em 24/05/2013 às 22:26
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Em averiguação à denúncia anônima de tráfico de drogas, uma equipe de Força Tática da Polícia Militar prendeu, na tarde de quinta-feira, o caminhoneiro Diego Jorge Miranda, 26 anos, vulgo “Cara Preta”. Com ele, os PMs encontraram arma, munições, drogas, dinheiro e dois óculos, reconhecidos como produtos do roubo ocorrido contra uma ótica no Centro da cidade, na última quarta-feira.

Por volta das 14h45, os militares chegaram a um condomínio residencial da rua Comendador Genésio Rodrigues, no bairro Caguaçu, moradia do caminhoneiro. No apartamento dele, os PMs localizaram um revólver de calibre 38, com numeração raspada e municiado com seis projéteis intactos, 43 pedras de crack, 64 micro tubos de crack, e R$ 4.928 em dinheiro, provenientes da venda de drogas.

Além disso, Diego possuía um caderno de anotações contendo a contabilidade do comércio ilícito de drogas, um relógio de pulso avaliado em R$ 1.500, dois óculos de sol avaliados em R$ 507 e um outro no valor de R$ 428. Conforme a polícia, os óculos foram reconhecidos como sendo os roubados de uma ótica no centro da cidade, na manhã da quarta-feira.

Diante das apreensões, o caminhoneiro foi conduzido ao plantão policial sul, onde o delegado o autuou em flagrante por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo. Depois de prestar depoimento, Diego, que já tinha passagem pela polícia, foi recolhido ao Centro de Detenção Provisória (CDP).


Menores com drogas são detidos na casa de procurado pela Justiça

No final da tarde de ontem, dois adolescentes, um de 14 anos e outro de 16, que vendiam drogas na ciclovia da avenida Dr. Ulysses Guimarães, foram detidos após saírem correndo ao avistarem uma viatura da Ronda Ostensiva Municipal (Romu) da Guarda Civil Municipal (GCM).

Na fuga, os menores invadiram a casa de um homem que estava sendo procurado pela Justiça. Aos guardas, o homem e sua mulher relataram que desconheciam os garotos, mas que os deixavam dormir num dos cômodos do imóvel, mediante pagamento eventual. Os adolescentes foram apreendidos e com eles cinco porções de crack e nove de maconha.

Devido às suspeitas, os agentes decidiram verificar a situação do casal junto ao Centro de Operações e Inteligência (COI) da GCM e, assim, constataram que Guilherme Henrique Martins Nunes, 26 anos, era foragido do presídio de Itapetininga, onde cumpria pena pelo crime de tráfico de drogas. Ele havia deixado o presídio na saída de Natal do ano passado e não retornara na data estabelecida.

Os adolescentes foram apresentados na Delegacia da Infância e Juventude (Diju), autuados por ato infracional de tráfico de drogas e liberados para seus pais; enquanto Guilherme foi levado ao plantão policial norte e, depois de assinar o boletim de ocorrência por captura de procurado, encaminhado novamente ao sistema prisional.


ATIVIDADE DELEGADA

Projeto de lei prevê participação da GCM no esquema de segurança

Um projeto de lei de autoria do vereador Marinho Marte (PPS) garante à Guarda Civil Municipal (GCM) a atuação, em parceria com a Polícia Militar, no Programa de Combate às Atividades Irregulares e Ilegais no Município, mais conhecido como “Atividade Delegada”. O projeto de lei também garante aos guardas civis que participarem do programa uma remuneração equivalente à dos policiais militares envolvidos na operação, que será paga pelo município. O projeto ainda precisa ser aprovado.

“Os guardas civis municipais já realizam um trabalho relevante em prol da segurança publica e conhecem a cidade como ninguém. Garantir a participação deles na 'Atividade Delegada' é uma forma de valorizar essa experiência”, afirma Marinho Marte. Para o vereador, como sua proposta garante aos guardas uma remuneração equivalente à dos policiais militares, eles também serão beneficiados com uma possibilidade a mais de renda.

A “Atividade Delegada” foi instituída pela Lei 9.636, de 29 de junho de 2011, que autorizou a Prefeitura de Sorocaba a celebrar convênio com o governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Segurança Pública. O objetivo é possibilitar a atuação de policiais militares, em horário especial, na fiscalização de estabelecimentos comerciais, obstrução de calçadas, venda de bebidas alcoólicas para menores e na localização e desativação de desmanches, visando combater o furto de veículos, entre outras ações.


Aluno de 17 anos é suspeito de atear fogo em escola

A direção da EE “Mário Guilherme Notari”, localizada no Jardim Luciana Maria, acionou a Polícia Militar na manhã de ontem, informando que na noite anterior tinha havido princípio de incêndio numa das salas de aula e também na biblioteca da unidade.

Conforme contou a diretora, as chamas queimaram cortinas e parte do forro do teto e, enquanto o fogo da sala de aula era controlado pelos próprios funcionários, iniciaram-se as chamas na biblioteca, mas também foram controladas.

Os policiais souberam que um vidro da biblioteca fora quebrado e que, provavelmente, por ele o autor do incêndio jogou um frasco de álcool, encontrado pelos funcionários da escola. Várias fotos com os danos causados pelas chamas foram tiradas pela diretora.

Ela relatou ainda que, por meio de alunos, ficou sabendo que o possível autor do incêndio era um aluno de 17 anos. O pai dele foi convocado a comparecer na escola, na manhã de ontem, mas ele disse nada saber, pois ainda não tinha visto o filho, que tinha saído cedo para trabalhar.


Interior de SP reforça segurança para apresentar a Virada Cultural

O medo da violência que marcou o evento paulistano, no último final de semana, levou parte das cidades do Interior que recebem a Virada Cultural Paulista neste sábado e domingo a contratar segurança particular como reforço ao policiamento. Estão previstos cerca de mil eventos em 24 horas de programação, a partir da tarde de hoje, em 26 cidades do interior, Grande São Paulo e litoral. Na Capital, o evento deixou um saldo de duas mortes, cinco pessoas baleadas, 28 presas e quase dois mil atendimentos médicos.

No Interior, a preocupação maior é com os espetáculos de grande público na madrugada, como o show dos Titãs, em Franca. A Prefeitura decidiu contratar um número não divulgado de seguranças particulares para apoiar o policiamento ostensivo da Polícia Militar e da Guarda Civil. Uma central de monitoramento com 13 câmeras de longo alcance vigiará o público. Em Santos, policiais à paisana e seguranças contratados estarão no meio da plateia que verá o show de Gilberto Gil, uma das principais atrações. 

Em Piracicaba, que terá show do Ultraje a Rigor, a organização contratou 100 homens para reforçar a segurança no Engenho Central, palco principal do evento. A força privada irá se juntar ao efetivo da Guarda Municipal e da Polícia Militar, que usarão bases móveis no policiamento. Em São José dos Campos, que tem como destaque Marcelo D2, trinta seguranças ajudarão as forças policiais. A Guarda Civil usará 300 homens e detectores de metais na entrada das apresentações. Câmeras a 30 m de altura farão imagens do público. 

A Secretaria de Cultura de Jundiaí contratou 600 orientadores de público que terão também a função de alertar a segurança em caso de incidentes. O município investiu R$ 300 mil na infraestrutura da Virada, que terá o cantor Lobão. Em Diadema, além dos 400 PMs que irão para as ruas, haverá reforço de unidades da Capital. Campinas, que recebe show de Emicida, vai usar 200 homens do Grupo de Apoio Especial (GAE), canil e patrulhamento com motos e viaturas. Uma base móvel da Guarda Municipal captará imagens do público em 360 graus a até 4 km. 

A venda de bebidas alcoólicas foi proibida nos locais dos espetáculos em Presidente Prudente e São José dos Campos. Ambulantes que forem flagrados terão o produto apreendido. Em Santa Bárbara d'Oeste e Araraquara, a proibição se restringe à bebida destilada, cerveja em lata e garrafa. Em São José do Rio Preto, o local de abertura mudou para a Praça Cívica, que oferece melhores condições de segurança. Por mais segurança ao público, a Prefeitura de Registro optou por fazer a abertura em palco interno no Centro Cultural. A cidade recebe a Virada Cultural pela primeira vez. Em Assis, o Departamento de Trânsito fará blitz nos acessos aos locais. 


Índice de homicídios dolosos caem 4,22% no Estado de SP

O Estado de São Paulo registrou uma diminuição 4,22% dos homicídios dolosos em abril. É o que apontam as estatísticas da criminalidade divulgadas ontem pela Coordenadoria de Análise e Planejamento no portal da Secretaria da Segurança Pública. 

O total de assassinatos passou de 379, em abril de 2012, para 363, no mesmo período deste ano – quatro deles por acidente de trânsito. “Os homicídios já vinham em tendência de queda desde o final do ano passado e agora conseguimos reduzir estes indicadores na Capital, no Interior, na Grande São Paulo e em todo o Estado”, disse o secretário da Segurança, Fernando Grella Vieira.

A queda se dá depois da adoção de uma série de medidas pela SSP e coincide com um recorde de prisões no âmbito do Estado. Entre as medidas, está a realização de reuniões bimestrais com os chefes das polícias Civil e Militar de todas as regiões do Estado para discutir ações integradas visando derrubar os indicadores da criminalidade, além de estabelecer metas de redução.

O número de homicídios no Estado representa a terceira menor quantidade de crimes contra a vida registrada no mês de abril, desde 2001, quando ocorreram 1.168 assassinatos. Abril último ficou atrás apenas dos meses equivalentes no ano de 2008 (324 casos) e 2011 (360 ocorrências). A baixa nos assassinatos foi observada em todo o Estado. Na Capital, a redução foi de 7,7%; na Grande São Paulo, de 2,3%; e no Interior, de 3,17%.

FLAGRANTES DE TRÁFICO – As polícias também fizeram mais apreensões de drogas ou prisões de traficantes em abril passado. O indicador de produtividade teve melhora de 21,09%, com 699 flagrantes a mais. É disparado o melhor indicador desde 2001.

Em abril deste ano, foram elaborados 3.315 boletins de ocorrência de tráfico de entorpecentes, o número subiu para 4.014 em abril de 2013 – 699 a mais. Esse tipo de ocorrência depende totalmente da ação policial e o crescimento indica maior eficiência das polícias Civil e Militar para apreender drogas e prender traficantes.

MENOS ARMAS NAS RUAS – A diminuição de armas de fogo nas ruas também é um resultado positivo verificado em abril deste ano. As polícias retiraram 1.695 armas de fogo ilegais das ruas do Estado. O número é 9,21% maior que as 1.552 armas recolhidas no mesmo mês de 2012 – o aumento foi de 143 apreensões.


 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar