Domingo, 25 de Agosto de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Operador alega vender drogas para complementar renda familiar

Publicada em 24/05/2013 às 00:20
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Em patrulhamento pela região da rodoviária, na manhã de ontem, uma equipe de policiais militares do Canil da Força Tática avistou um indivíduo fumando um cigarro de maconha e decidiu abordá-lo. Ao questioná-lo sobre o local onde havia adquirido a droga, ele informou o nome, as características físicas e o ponto em que agia o traficante.

Com base na denúncia, o cabo Stefani e os soldados Lima e Roldão seguiram para o Jardim Nova Esperança, onde, na rua H, identificaram o rapaz denunciado pelo usuário de maconha. Em revista pessoal a Bruno Oliveira Ribeiro, 24 anos, os policiais encontraram, no bolso dele, 15 porções de maconha já prontas para venda.

Questionado sobre seu endereço, o rapaz levou a equipe até sua casa e lá acompanhou as buscas e viu quando os militares localizaram, debaixo de um colchão, mais 167 porções idênticas às já apreendidas. Aos PMs, Bruno relatou que vendia drogas para complementar a renda da família, já que pretendia comprar novos móveis. Ele foi preso em flagrante e recolhido ao CDP.


Celular de adolescente detido com drogas tinha mensagens sobre crime

Um adolescente de 17 anos foi flagrado, junto de três rapazes com idade entre 18 e 28 anos, traficando drogas na pista de caminhada do Jardim Maria Eugênia, no início da tarde de ontem. O fato foi informado por meio de denúncias feitas por moradores e pais de alunos. Conforme as denúncias, o garoto ficava em uma ponte que fazia ligação com o Jardim Nápoles, vendendo drogas livremente e em companhia de outras pessoas. 

Com a chegada da viatura, os quatro indivíduos correram, porém o menor jogou uma sacola plástica contendo 30 porções de crack numa casa. Após ser detidos, a equipe não encontrou nada de ilegal com os maiores, porém com o garoto havia R$ 27 em dinheiro e uma porção de maconha. 

Com a ajuda de moradores, as porções de crack foram recuperadas e apreendidas. Todos foram encaminhados ao plantão policial norte, onde o menor assumiu a propriedade das drogas livrando os rapazes maiores de idade do flagrante. Ele foi o único indiciado por ato infracional de tráfico de drogas e, em seguida, acabou liberado para sua mãe.

Um fato que chamou a atenção da equipe foi que o jovem a todo momento fazia apologia de uma facção criminosa, e em seu celular foram encontradas várias mensagens relacionadas ao tráfico, inclusive uma em que ele menciona que tem de fazer a “correria” para não ficar sem dinheiro. Em outra mensagem, sua namorada demonstra preocupação ao dizer que ele não tem medo de vender “porcarias”.


ENCONTRADO MORTO – No final da tarde de ontem, um homem de 51 anos foi encontrado morto por populares em frente à praça Seicho-No-Iê na avenida Comendador Pereira Ignácio, no Jardim Emília. Uma equipe da GCM foi ao local e constatou o óbito. A vítima, possivelmente de um mal súbito, já tinha sido auxiliada quatro anos atrás por um dos guardas que atendeu à ocorrência, o que auxiliou na identificação pelos conhecidos, moradores do Jardim Sandra, que compareceram no local. A equipe isolou a área até a chegada dos peritos criminais; a ocorrência foi apresentada no plantão sul como morte a esclarecer.


Mulher rouba celular dentro de ônibus e vai para cadeia

Por volta das 23h30 de quarta-feira, um motorista de 45 anos seguia como passageiro num ônibus municipal pela linha Jardim Capitão/Jardim São Paulo, quando foi surpreendido por um passageiro anunciando um assalto. Este encostou algo em sua cabeça, que o fez entregar seu telefone celular. 

Ao motorista que conduzia o coletivo, o passageiro exigiu que parasse o veículo para descer. No entanto o motorista vítima e o que conduzia o ônibus seguiram o indivíduo, detiveram-no e acionaram a Polícia Militar. 

Quando a equipe chegou à rua Dr. Luiz Mendes de Almeida, no Largo do Divino, encontrou o detido caído no chão e os motoristas próximo dele. Em abordagem, os PMs verificaram que se tratava de uma mulher, identificada como Beatriz Ferreira Lino, vulgo “Beto”, 39 anos, que exerce função de pedreiro.

Aos policiais, a infratora entregou a arma que usara, um isqueiro, e confessou a pratica do crime. Ela recebeu voz de prisão, foi encaminhada à delegacia do plantão sul e autuada em flagrante por roubo. O celular, avaliado em R$ 400, foi devolvido ao proprietário.


 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar