Sexta-Feira, 22 de Novembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Audiência no TRT mantém a greve de autoescolas

Publicada em 06/05/2013 às 21:57
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Audiência no TRT mantém a greve de autoescolas (Foto: Arquivo DS/Fernando Rezende)
Na tarde de ontem foi realizada no Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (TRT-15), em Campinas, uma audiência de tentativa de acordo entre o sindicato patronal e o Sindicato dos Trabalhadores em Auto Moto Escola, Centro de Formação de Condutores A e B, Despachantes Documentalistas e Transporte Escolar de Campinas e Região. 

Segundo a advogada do sindicato que representa os trabalhadores, Ilda Boaventura, não houve acordo entre as partes e a greve continua. “Eles não apresentaram proposta e o desembargador marcou uma nova audiência de tentativa de conciliação para quinta-feira (9)”, afirma.

Em Sorocaba, cerca de 300 profissionais trabalham na área e, segundo o sindicato, 100% da categoria teria aderido à paralisação. Eles reivindicam aumento de 19% no salário, melhores condições de trabalho e benefícios como vale-transporte e convênio médico. As aulas e exames práticos também estão suspensos e, de acordo com o delegado titular da Ciretran de Sorocaba, José Olímpio Prette, resta esperar que haja uma decisão. “Até quinta-feira vão ficar suspensos, dependendo da decisão estudamos o caso.” 

Por conta da paralisação, a emissão de carteiras de habilitação (CNH) deverá sofrer atraso de 15 a 20 dias, aproximadamente, isso se a greve não se prolongar. 

Uma determinação do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) dá o prazo de ano, a partir da entrada dos documentos, para que o candidato conclua todas as etapas e obtenha a permissão de CNH (Carteira Nacional de Habilitação). Com a greve, caso algum aluno seja prejudicado e ultrapasse o limite estipulado, Prette afirma que existe a possibilidade de reverter a situação. “Cada caso é um caso e seria necessário verificar junto ao Denatran.” 

 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar