Domingo, 15 de Setembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Cidade terá Centro de Referência e Apoio à Vítima No local será oferecido atendimento gratuito a vítimas de crimes violentos e seus familiares

Publicada em 02/05/2013 às 21:25
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O Governo do Estado e a Prefeitura assinarão acordo pelo qual o poder público municipal será responsável por ceder espaço físico para a unidade (Foto: Gui Urban/Secom)
Sorocaba contará em breve com um Centro de Referência e Apoio à Vítima (Cravi). A novidade foi anunciada na tarde desta terça-feira (30), quando o prefeito Antônio Carlos Pannunzio e a vice-prefeita e secretária das pastas da Cidadania (Secid) e Juventude (Sejuv), Edith Di Giorgi, receberam a visita do juiz Jayme Walmer de Freitas, diretor do Fórum local; Carlos Darwin de Matos, coordenador da 10ª RAJ; e Cristiane Pereira, representante da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo. 

Promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, o Cravi oferece atendimento gratuito a vítimas (e seus familiares) de crimes violentos, como homicídio, latrocínio, violência sexual, violência doméstica, trabalho escravo, tráfico de pessoas, entre outros. O atendimento é prestado por uma equipe multidisciplinar formada por psicólogo, assistente social e defensores públicos. Atualmente, no Estado de São Paulo, apenas a capital paulista, Campinas e a Baixada Santista têm a unidade.

"Esse será mais um equipamento para somar à rede de proteção à vítima de violência grave na cidade. As pessoas, muitas vezes, só pensam no agressor, mas esquecem um pouco da vítima. Isso vem a somar ao trabalho social já realizado no município, como o Cerem e outras instituições que trabalham no apoio à vítima em Sorocaba", comenta a vice-prefeita. A previsão é de que a unidade comece a funcionar ainda neste ano na cidade.

O programa busca facilitar o acesso a informações, orientação jurídica e serviços públicos, com o objetivo de promover o reconhecimento e o acesso aos direitos das vítimas de violência, visando à consolidação dos direitos humanos e ao exercício da cidadania. No Cravi, são identificados os problemas enfrentados pela vítima e ela é direcionada para o tratamento na rede existente no município.

Para isso, em breve, o Governo do Estado e a Prefeitura de Sorocaba assinarão um acordo de cooperação técnica, pelo qual o poder público municipal será responsável por ceder um espaço físico para o funcionamento da unidade e pela manutenção do local, que deve possuir duas salas e uma recepção. Além disso, a Secretaria da Cidadania fará a interlocução socioassistencial com a rede.

A Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania fará ainda um convênio com uma instituição (uma ONG, universidade ou faculdade), que será a responsável pela contratação dos profissionais para a execução do trabalho na unidade.

De acordo com Cristiane Pereira, o Centro de Referência e Apoio à Vítima receberá um repasse de R$ 106 mil para o funcionamento durante um período de 12 meses. Trata-se de recursos federais, feito por meio de uma emenda parlamentar. Esse convênio foi assinado em dezembro do ano passado e, neste momento, aguarda o recebimento da verba.
 

 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar