Terça-Feira, 17 de Setembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Dupla que roubava mulheres em ponto de ônibus é reconhecida por 22 vítimas

Publicada em 01/05/2013 às 00:53
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Rogério Ribeiro e Dirceu Pereira já estão presos indiciados por roubo (Foto: Fernando Rezende)
A CAMINHO DO TRABALHO

Cozinheiras, ajudantes gerais, faxineiras, auxiliares de produção, vendedoras, auxiliares administrativo, tesoureiras e estudantes. Esses são os perfis de 22 mulheres vítimas de roubos praticados no final do ano passado, na zona norte da cidade, por dois indivíduos que trafegavam em uma moto. Armados, eles exigiam as bolsas e pertences das trabalhadoras levando documentos, dinheiro, cartões bancários, telefone celular e até uniformes do serviço. O trabalho de mulheres que eram surpreendidas e agredidas ao ir ou voltar do serviço, servia de sustento para o vício de drogas dos criminosos.

Rogério Ribeiro, 34 anos, e Dirceu Pereira Junior, de 42, estão presos desde o dia 20 de novembro passado. Eles teriam cometido os roubos contra as 22 vítimas num prazo de 40 dias, entre outubro e novembro passados. Com eles, a polícia encontrou diversas bolsas e objetos roubados das mulheres, além de carenagens de moto de cores preta, vermelha e azul, que eram trocadas na tentativa de dificultar o reconhecimento do veículo. 

De acordo com o delegado José Humberto Urban Filho, titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), que está cuidando do caso, outros roubos, ainda não registrados, podem ser de autoria dessa dupla.

Entretanto, depois de prender Rogério e Dirceu, os policiais civis da delegacia especializada continuaram as investigações e, no decorrer dos últimos três meses, conseguiram localizar mais 21 mulheres vítimas da dupla. Todas reconheceram os ladrões. Segundo o delegado, o modo como eles atuavam era semelhante nos casos e isso ajudou na identificação. “O modo deles agirem, o espaço entre os crimes, o fato de serem sempre mulheres surpreendidas em ponto de ônibus e na ida ou volta do trabalho, foram os fatores que nos ajudaram.”

Ainda de acordo com Urban, para despistar a polícia, os dois começaram a buscar outras formas de lucrar facilmente. “Os crimes ocorriam entre 5h30 e 6h30, quando as mulheres estavam indo para o trabalho, e também à noite, entre 19 horas e 20h30, quando elas retornavam. Porém eles passaram a ir atrás de mulheres que saíam de igrejas e as abordavam da mesma forma, armados e com agressividade.” Segundo o delegado, algumas mulheres tiveram ferimentos causados pelos bandidos. “Elas levavam coronhadas na cabeça quando eles ficavam irritados durante o assalto.” À polícia, os detidos alegaram que roubavam para sustentar o vício, já que seriam usuários de entorpecentes.

MAIS VÍTIMAS – Rogério e Dirceu foram detidos em novembro passado numa casa do bairro Ana Paula Eleutério, porém o primeiro residia no Jardim Bom Sucesso e o outro, no Parque Vitória Régia. “Eles estavam refugiados nessa casa onde foram encontrados”, diz o delegado.

Além de roubarem mulheres dos próprios bairros em que moravam, os dois assaltavam vítimas no Jardim Santa Catarina, no Jardim São Guilherme, Parque das Laranjeiras, Jardim Santa Marina, Santa Esmeralda, Vila Almeida, Jardim Imperatriz, Jardim São Camilo e no Parque Paineiras.

Como o delegado Urban acredita que haja mais vítimas dessa dupla, as mulheres que identificarem Rogério e Dirceu devem denunciar o crime indo até a DIG, que está situada no número 3.303 da avenida Dom Aguirre, no Jardim Santa Rosália.


Trio armado rouba carro, é preso e identificado por outros crimes

Após roubar um Ford Fiesta, de cor prata, no Jardim Santa Rosália, na tarde de segunda-feira, dois indivíduos invadiram um bar, na Vila Progresso, e roubaram R$ 130 do caixa; um terceiro comparsa teria ficado no carro. Não bastasse isso, na manhã de ontem eles seguiram para Itu, onde roubaram cerca de R$ 600 de um mercado do bairro Cidade Nova. Eles só não continuaram a onda de roubos porque a Polícia Militar os localizou com o veículo roubado e os prendeu. Somente na tarde de ontem, na delegacia, sete vítimas reconheceram o trio.

Wesley Marcos Ramos dos Santos, 19 anos; Cláudio Xavier de Souza, de 41; e um adolescente de 17, foram detidos pelos PMs soldados Braga e Briamonte, da 4ª Companhia. A equipe recebeu informações sobre o roubo a um mercado em Itu e com base nas denúncias avistou o Fiesta roubado com o trio dentro. Levados à delegacia do plantão norte, os três assumiram os roubos cometidos com uma garrucha de calibre 38 municiada.

De acordo com os PMs, após roubar o carro na rua Aparecida, eles seguiram para o bar da rua Pedro Álvares Cabral, onde roubaram R$ 130 do caixa. Segundo o comerciante de 58 anos, proprietário do estabelecimento, Wesley segurava a arma e chegou a apontar na cabeça da vítima ao anunciar o assalto. Como agiram neste roubo apenas Wesley e o menor, a polícia acredita que Cláudio tenha ficado no carro.

Verificando os boletins de ocorrência de roubos praticados em datas anteriores, os policiais constataram o mesmo modo de agir, as mesmas características físicas e os detalhes da arma. Diante disse, comunicaram as vítimas, que reconheceram os três detidos. Em um dos comércios invadidos pelos indivíduos, havia câmeras de segurança, que registraram toda a ação criminosa. Nas imagens, é possível reconhecer Wesley pela corrente que carrega no pescoço.

Ainda de acordo com a polícia, o trio agia com mais frequência na região do bairro do Éden, Cajuru do Sul e na cidade de Itu. O garoto já tinha passagem pela polícia por roubo e Cláudio, por homicídio, estupro e roubo. Apenas Wesley não tinha antecedente criminal. Os três permaneceram detidos à disposição da Justiça. Vítimas que reconhecerem o trio, devem comunicar a polícia pelo 190 ou Disque-Denúncia 181. 


Traficantes flagrados com seis tijolos e mais de 500 porções de maconha

Com base na denúncia de que numa casa da rua Profª Eni Aparecida Garcia Chagas, no Parque Vitória Régia I, estaria ocorrendo o tráfico de drogas, policiais militares da Força Tática seguiram para o endereço, por volta das 22h30 de segunda-feira, onde encontraram dois indivíduos na frente da casa. 

Abordados, o operador de máquinas Washington Luís de J. Francisco, 22 anos, e o pedreiro José Carlos Vieira, de 36, vulgo “Capão”, foram prontamente revistados. Com José, os PMs localizaram uma trouxinha de maconha e R$ 660 em dinheiro; e com Washington, um molho de chaves da sua casa. 

Dentro da casa de “Capão”, fizeram buscas e no guarda-roupa dele localizaram mais 443 trouxinhas de maconha. Já dentro de outro móvel, havia seis tijolos de maconha, pesando cerca de 1kg cada, e uma balança de precisão. Debaixo da cama, havia uma arma de calibre 38, municiada, com numeração raspada, além de seis cápsulas avulsas.

Já na casa de Washington, que fica ao lado, os militares também fizeram buscas e encontraram mais 75 porções de maconha, embaladas em papel alumínio. Diante das apreensões, a dupla recebeu voz de prisão e, após ser indiciada por tráfico e posse de arma de fogo, foi recolhida ao Centro de Detenção Provisória (CDP). 


‘Churras’ e ‘Dentão’ são presos e com eles, carro roubado, armas e munições

Equipes do 2º Pelotão da Força Tática receberam denúncia de um veículo roubado no Jardim São Guilherme. Em diligências pelo bairro, localizaram, na rua Atanásio Soares, um Hyundai com placas de São Paulo. Em averiguação, os PMs constataram que as placas eram clonadas de um veículo semelhante, mas da cidade de Taubaté (SP). 

O mecânico Fábio de Souza Bizarra, 23 anos, vulgo “Churras”, conduzia o automóvel com habilitação e documentação falsas em nome de outra pessoa. Em pesquisa ao número do motor, constou-se ainda que havia uma queixa de furto ocorrido em Tietê, no dia 29 de março.

Contra “Churras” já pesava um mandado de prisão temporária por vários roubos a residências praticados em Sorocaba. Um dos roubos foi na casa de um engenheiro civil, no início de dezembro passado, na Vila Gabriel, onde a família foi feita refém e os bandidos levaram joias, aparelhos eletrônicos e um carro Hyundai I-30.

Outro roubo praticado por “Churras” foi no final de dezembro passado, na casa de um representante comercial, no Jardim Astro. Para este roubo, Bizarra contou com a ajuda do serralheiro Emerson Alberto Alves, 28 anos, vulgo “Dentão”. Na casa dele, situada no bairro Júlio de Mesquita Filho, a polícia encontrou uma pistola 9mm com numeração raspada, dois carregadores e 27 munições intactas. Contra “Dentão”, também havia mandado de prisão preventiva pela pratica de roubos a condomínios de alto padrão.

Num desses condomínios, o bandido invadiu a casa de um empresário, em outubro passado, de onde levou R$ 800 mil em dinheiro. Também em novembro, outro roubo cometido contra um empresário do ramo de mercados resultou para “Dentão” R$ 70 mil.

A dupla foi conduzida ao plantão policial norte e acabou autuada pelos crimes. “Churras” foi autuado por receptação e uso de documento falso, e “Dentão”, por posse ilegal de arma e munições de uso restrito. 


PM divulga abertura de concurso para Aluno Oficial

A Polícia Militar do Estado de São Paulo divulga a publicação de edital de concurso público para o preenchimento de 220 vagas para o cargo de Aluno Oficial no Bacharelado em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública (Curso de Formação de Oficiais - CFO), masculino e feminino. 

Se interessado, o candidato escolherá onde vai fazer as provas de escolaridade entre 11 municípios do Estado. São eles: Araçatuba, Bauru, Campinas, Piracicaba, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo e Sorocaba. As demais etapas serão realizadas exclusivamente na cidade de São Paulo.

O concurso será de provas e títulos, composto das seguintes etapas: prova de escolaridade, prova de condicionamento físico; exames médicos; exames psicológicos; investigação social; análise de documentos e títulos.

As inscrições devem ser feitas pela internet, no site www.vunesp.com.br, no período das 10 horas do dia 6 de maio até as 16 horas do dia 7 de junho. O valor da taxa de inscrição é de R$ 130 e poderá ser pago em qualquer agência bancária. Mais informações pelo Disque-Vunesp (11) 3874-6300 ou pelo site da Fundação Vunesp (www.vunesp.com.br).


Informação leva GCM a deter mais um menor por tráfico

Durante a madrugada de ontem, mais um adolescente foi detido por tráfico de drogas pela Guarda Civil Municipal (GCM) no bairro João Romão. O fato ocorreu após uma equipe do Patrulhamento Comunitário receber a informação de que um jovem estava vendendo drogas na praça Waldemar Rodrigues.

Diante disso, os guardas foram até o local e viram o garoto, de 13 anos, que, ao avistar a viatura, jogou uma sacolinha plástica e saiu andando rapidamente; mas foi detido. Em averiguação, os guardas encontraram com ele R$ 40 e após recolherem a sacolinha plástica viram que havia 86 porções de cocaína. 

Ao ser questionado sobre as drogas, o menor informou que as vendia para ajudar nas despesas da casa. Após ser conduzido ao plantão policial sul, o adolescente foi autuado por ato infracional de tráfico de drogas e, em seguida, liberado para sua tia.

 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar