Terça-Feira, 17 de Setembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Projeto Pérola emprega mais de 250 jovens

Publicada em 01/05/2013 às 00:45
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Tâmara foi aluna do projeto em 2004 e hoje trabalha para a ONG (Foto: Divulgação)
Com 23 anos, Tâmara Custódio é diretora-executiva do Projeto Pérola. Ela foi aluna do projeto em 2004, quando iniciou os estudos de informática, logo depois se tornou bolsista em uma escola particular; em seguida, estudou marketing, fez MBA e no início de 2012 assumiu o atual cargo.

Tâmara fica emocionada com a oportunidade de liderar os processos da Associação, que ganhou uma nova unidade na cidade de Alumínio, que irá atender e capacitar ainda mais jovens. Ela conta que tem ciência da grande responsabilidade que tem em suas mãos. “Por isso sei que preciso ter cada vez mais responsabilidade e discernimento para tomar as decisões de maneira correta”, relata.

“Ser responsável pelo Pérola com a minha idade é poder mostrar para a sociedade o poder e a responsabilidade do jovem. É um incentivo para os mais de 270 colaboradores do Projeto, que podem, assim como eu sonhei, sonhar com um cargo de liderança”, conta a diretora-executiva, que garante que resultado do trabalho árduo tem valor inestimável. “Ser diretora é sonhar com cada jovem que aqui passa; o resultado é inexplicável quando se vê um aluno se formando.”

A ONG Projeto Pérola, de Sorocaba, tem 277 colaboradores que desenvolvem seus trabalhos em sete cidades do Estado de São Paulo, dos quais 258 são jovens de 16 a 29 anos, que representam 93% do total. O lema da Associação é o protagonismo juvenil, e a sua missão é o desenvolvimento humano na conquista de oportunidades.

Em 1º de maio comemora-se o Dia do Trabalhador e na última quarta-feira, 24 de abril, celebrou-se o Dia Internacional do Jovem Trabalhador. Segundo o Ministério do Trabalho, no Brasil existem mais de 15 milhões de jovens com empregos formais. No Pérola, os colaboradores são contratados em regime CLT, com todos os benefícios previstos por lei.

Franciele Lima, 23 anos, líder de Gestão de Pessoas, setor responsável pelo recrutamento e seleção dos colaboradores da Associação, diz ser uma grande responsabilidade este processo e que as principais características do jovem é a positividade, inovação, força de vontade e criatividade. “Direcionamos as pessoas tendo como finalidade proporcionar e oportunizar o primeiro emprego e crescimento deles dentro da organização. Buscamos frequentemente embasar as decisões por meritocracia e transparência”, afirma.

Jorge Proença, que fundou o Projeto Pérola em 2000, conta que encontrou dificuldades quando criou uma Associação voltada para a profissionalização de jovens. “Na época, os jovens eram vistos como irresponsáveis e poucos acreditavam na causa; isso aos poucos foi mudando, visto os resultados obtidos pelo Pérola.”

Em 13 anos de atuação, a ONG de Sorocaba já esteve presente em outras 13 cidades do Estado de São Paulo. Atualmente está nestas seis: Alumínio, Cesário Lange, Iperó, Piracicaba, Salto, Sorocaba e Votorantim. São mais de 28 mil alunos formados nos cursos oferecidos pelo Projeto Pérola na região, com patrocínio de empresas privadas e poder público, desde o início de suas atividades.

 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar