Sábado, 16 de Novembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< 'Os cristãos devem responder ao mal com o bem', diz Papa

Publicada em 31/03/2013 às 00:42
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Em sua cadeira junto do genuflexório, Santo Padre reza durante a Via-Crúcis em torno do Coliseu de Roma (Foto: Divulgação/CN)
TRÍDUO PASCAL COM FRANCISCO

Na Sexta-Feira Santa, às 21 horas de Roma (17 horas de Brasília), o Papa presidiu a Via-Sacra ao redor do Coliseu romano, contemplando as catorze estações. Ele ficou sob uma cobertura com uma cadeira e um genuflexório. Ao final, pediu aos cristãos de todo o mundo que combatam o mal com o bem, como fez Jesus em seu sacrifício supremo na Cruz. Ele enfatizou: "Queridos irmãos, a palavra da Cruz é também a resposta dos cristãos ao mal que segue atuando em nós e ao nosso redor. Os cristãos devem responder ao mal com o bem, tomando sobre si a Cruz, como Jesus. Às vezes, parece-nos que Deus não responde ao mal, que permanece em silêncio, mas na realidade Deus está falando, respondendo, e sua resposta é a Cruz de Cristo: uma palavra que é amor, misericórdia, perdão".

Antes, na parte da tarde, o Santo Padre entrou na Basílica de São Pedro, repleta de fiéis, em uma procissão silenciosa. Iniciou a Celebração da Paixão e Morte do Senhor e se prostrou no chão em um momento de oração. Em seguida, levantou-se e teve início a liturgia da Palavra, com a 1ª e 2ª leituras e o Evangelho narrando a Paixão e morte do Senhor (João 18,1-19,42).

Na homilia, conduzida pelo pregador da Casa Pontifícia, frei Raniero Cantalamessa destacou que, em Cristo morto e ressuscitado, a humanidade encontrou seu destino final: os novos céus e a nova terra. “[Em Cristo] o mal e a morte foram derrotados para sempre. Suas fontes secaram. A realidade é que Jesus é o Senhor do mundo e o mal foi vencido pela redenção que Ele realizou. O novo mundo já começou”, enfatizou.

O sacerdote explicou que a fé cristã poderia voltar ao mundo secularizado pela mesma razão pela qual ela já entrou antes. “Por ser a única doutrina que tem uma resposta segura para as grandes questões da vida e da morte”.

Frei Cantalamessa explicou que a Cruz separa os crentes dos não crentes, porque para alguns ela é escândalo e loucura, enquanto, para outros, é poder e sabedoria de Deus. Porém, em um sentido mais profundo, a Cruz une todos os homens. “Jesus tinha de morrer; não por uma nação, mas para reunir juntos todos os filhos de Deus que estavam dispersos. Os novos céus e a nova terra são de todos e para todos, porque Cristo morreu por todos”, ressaltou.

O sacerdote destacou ainda que a urgência, ao saber dessa redenção de Cristo, é evangelizar. “O amor de Cristo nos impele a anunciar ao mundo a boa notícia de que não há nenhuma condenação aos que estão em Cristo Jesus, porque Ele libertou a todos da lei do pecado e da morte”, destacou repetindo a frase em vários idiomas, explicando que é uma verdade que precisa ser anunciada a todos.

Após a homilia, a liturgia da Paixão do Senhor prosseguiu com a Oração Universal, pelas intenções mais importantes da Igreja e do mundo e, em seguida, a Adoração da Santa Cruz. A celebração concluiu-se com a Comunhão Eucarística, pois não é rezada Missa nesse dia. Após o ato, todos saíram em silêncio da Basílica.

DOMINGO DE PÁSCOA - Neste domingo, o Papa celebra Santa Missa de Páscoa e, em seguida, dá a Mensagem e Bênção "Urbi et Orbi", a partir das 10h15 (5h15 no horário de Brasília - a diferença de cinco horas é em decorrência do horário de Verão, que entra em vigor na Itália. 

Nesta primeira segunda-feira da Oitava da Páscoa, amanhã, 1º de abril, o Papa rezará o "Regina Coeli", às 11h50 (6h50), porque a comemoração da Anunciação do Senhor, de 25 de março, como caiu em plena Semana Santa, foi transferida passou a segunda-feira da primeira semana do Tempo Pascal. As TVs Aparecida (16 UHF), Rede Vida, o Canal da Família (28), e Canção Nova (58), transmitem essas liturgias.


Caos em porto pode piorar balança comercial

O caos logístico enfrentado pelos produtores de grãos que tentam fluir o resultado da "supersafra" nos portos do País causa preocupação ao governo, que receia pela piora do estado da balança comercial.

Desde janeiro, o déficit acumulado já chega a US$ 5,3 bilhões, ou seja, o País importou um valor US$ 5,3 bilhões maior que o de exportações. A explicação é que, com o caos logístico, a situação tornou-se muito incerta.

Ultimamente, os produtores de soja e milho têm enfrentado dificuldades para exportar os grãos, devido às filas de caminhões e de navios nas áreas próximas aos portos. Como consequência, há atraso de semanas nos embarques e aumento do custo das vendas, gerando cancelamentos de encomendas e baixa produtividade no embarque nos navios. 


Limite para gastos médicos de deputados é eliminado

O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), resolveu acabar com o limite de reembolso que existia para a assistência médica aos deputados federais. Desde que assumiu, o presidente da Câmara anunciou um controle maior sobre as horas extras dos servidores e a limitação do pagamento do 14º e 15º salários aos parlamentares. No entanto gerou cargos e reajustou a verba dos deputados para gastos, como compra de passagens aéreas.

Agora, Alves quer revogar a norma anterior que previa, exceto em caso de emergência e urgência, a observação em procedimentos médicos e o limite das tabelas de preços pagos pela Casa aos hospitais conveniados, como o Sírio Libanês, Albert Einstein e Incor.


Dilma usará apelo popular para próxima campanha

A campanha da presidente Dilma Rousseff à reeleição em 2014 será baseada por um tripé de apelo popular. O Palácio do Planalto revela isso como “energia, comida e juros”. 

Cortes de impostos, queda dos juros e redução da conta de luz serão destacados nas campanhas de Dilma. A estratégia é mostrar que a desoneração dos produtos da cesta básica, a queda nos juros, hoje em 7,25% ao ano, e a diminuição do preço da energia elétrica fazem parte de um pacote para promover a distribuição de renda e transformar o Brasil em um país de classe média.


‘Impostômetro’ já mostra arrecadação de R$ 400 bi

O valor pago pelos brasileiros somente em 2013 em impostos federais, estaduais e municipais desde o primeiro dia do ano superou nesta semana R$ 400 bilhões, segundo estima o “Impostômetro” da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). A marca foi alcançada com nove dias de antecipação em relação ao ano passado, segundo a Associação.

O placar eletrônico conhecido como Impostômetro fica na rua Boa Vista, no Centro de São Paulo, e foi implantado em abril de 2005 pela ACSP, em parceria com o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT).

A soma de impostos pagos pelos brasileiros também pode ser acompanhado pela internet na página do "Impostômetro". Na ferramenta, é possível acompanhar a soma que o País, os Estados e os municípios estão arrecadando em impostos para o governo federal.


Feliciano fala que insultos é motivo para sofrer e orar

O deputado pastor Marco Feliciano (PSC-SP), presidente da CDH (Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara), publicou ontem em sua conta no Twitter uma mensagem em que diz agradecer às pessoas que o insultam, justificando que isto é motivo de sofrimento e oração em sua vida pessoal. Na rede social, ele agradeceu a todas as pessoas e religiões que apoiam seu trabalho no comando da CDH. 

Feliciano tem encarado pressão para renunciar ao cargo. Dois manifestantes foram detidos pela Polícia Legislativa da Câmara. O primeiro chamou Feliciano de racista, e o deputado pediu que a polícia tomasse as devidas providências. O segundo tentou invadir o gabinete do deputado e foi impedido pelos agentes. 


ONU preocupa-se com ‘cultura de privação de liberdade’ no Brasil

Especialistas das Nações Unidas demonstraram apreensão ao que chamaram de "cultura de privação da liberdade como norma" no Brasil. Segundo o Grupo de Trabalho sobre Detenção Arbitrária, as prisões estão sendo utilizadas como recursos do sistema penal do País. 

Atualmente, o Brasil tem uma das maiores populações carcerárias do mundo com cerca de 550 mil pessoas, 217 mil à espera de julgamento. Outra preocupação é o número de jovens, usuários de drogas e sem-teto presos para alegadamente "limpar as ruas" antes de eventos como a Copa do Mundo e as Olimpíadas.


Polícia Federal deixa de usar escutas telefônicas

Depois de sofrer derrotas na Justiça que invalidaram operações sob a acusação de violar direitos individuais, a Polícia Federal protege atualmente um novo padrão de investigações, buscando abrir mão de técnicas invasivas como as escutas telefônicas.

A Polícia Federal defende um modelo oposto ao que era usado no começo das grandes operações policiais, utilizando de pequenas operações, com o prazo ideal de um ano, e se surgirem políticos ou outras pessoas com foro privilegiado nas apurações, as informações sobre eles devem ser separadas logo no início para envio aos tribunais.


GIRO PELO MUNDO

COREIAS EM GUERRA - A Coreia do Norte declarou estar entrando em "estado de guerra" contra a Coreia do Sul. Em um comunicado, Pyongyang, prometeu severas ações físicas contra qualquer ato de provocação. Norte-coreanos estão ameaçando diariamente seus adversários com ataques, porém analistas não descartam possibilidades de ocorrer combates. O governo da Coreia do Norte afirmou ontem que as relações entre os países entrarão em um estado de conflito.

MANDELA RESPIRA BEM - A presidência da África do Sul anunciou ontem que o antigo presidente, Nelson Mandela, 94 anos, está se recuperando e já consegue respirar sem dificuldades. Segundo os médicos, Mandela havia desenvolvido um derrame pleural, que já foi drenado. O Nobel da Paz foi internado na quarta-feira com uma reincidência de infecção pulmonar.

TRABALHADORES SOTERRADOS NA CHINA - Um deslocamento de terra no sul da China soterrou 83 trabalhadores, informaram ontem as autoridades locais. Um porta-voz do governo da região do Tibete disse que o salvamento das pessoas soterradas é difícil, por causa do tamanho e altitude da área afetada. O corrimento de terras aconteceu às 6 horas da manhã da sexta-feira (29), atingindo três quilômetros de comprimento do local onde estavam os operários.

 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar