Segunda-Feira, 17 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< ANP confirma aumento da quantidade de etanol na gasolina

Publicada em 17/01/2013 às 22:07
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O percentual de etanol na gasolina passará de 20% para 25% (Foto: Arquivo DS/Fernando Rezende)
A diretora-geral da Agência Nacional do Petróleo (ANP), Magda Chambriard, informou ontem que o percentual de etanol na gasolina passará de 20% para 25%, no final da safra da cana de açúcar, possivelmente no mês de abril. "Temos de confirmar a safra, mas estamos achando que sim", disse.

Ao chegar para evento da Transpetro, no Rio, Magda confirmou para maio e novembro as rodadas de licitação da exploração de petróleo e gás, paradas à espera de definição das regras de distribuição de royalties.

"Estamos discutindo o passado, o futuro está pacificado", disse. Serão licitados 172 blocos. A expectativa é de muita procura, uma vez que as áreas oferecidas aparecem entre as mais lucrativas.

A diretora da ANP informou que está previsto para este ano o primeiro leilão de gás xisto. "As reservas são relevantes, não podemos deixar paradas", afirmou. A Bacia do Parnaíba, no Nordeste, e de Parecis, em Mato Grosso, estão incluídas. De acordo com ela, foram selecionadas áreas que podem ser produtoras embora ainda não se tenha certeza disso. Por isso, é preciso continuar investindo. "Fizemos uma associação: se a previsão for confirmada, é gás para chuchu, mais que o pré-sal", ressaltou Magda Chambriard.

A Transpetro recebe ontem o Navio Rômulo Almeida, no Estaleiro Mauá, com capacidade para transportar 56 milhões de litros de derivados de petróleo. A embarcação presta homenagem ao especialista baiano que contribuiu para a criação de estatais no Brasil, durante o governo de Getúlio Vargas.

REAJUSTE - Com uma grande carga de investimentos condicionada ao reajuste, o aumento nos preços da gasolina é desejável para a Petrobras (PETR3; PETR4), que planeja investir entre R$ 85 bilhões e R$ 90 bilhões em 2013.

Em 2012, ainda antes do reajuste de 7,8% nas refinarias, a presidente da Petrobras, Graça Foster, havia afirmado que o preço do combustível estava defasado em 15%. Esse aumento não chegou ao consumidor, uma vez que o governo zerou o Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico), principal tributo cobrado do setor.

Desta vez, os postos verão o aumento, que deve ser aliviado com a redução de outros tributos, como PIS/Cofins.

No final de junho, a Petrobras anunciou um reajuste de 7,83% nos preços da gasolina e de 3,94% no do diesel. Em seguida, o governo zerou tributos sobre os combustíveis para evitar que o aumento chegasse às distribuidoras e aos consumidores. O Ministério da Fazenda divulgou uma nota anunciando que zerou a alíquota da Cide incidente na venda da gasolina e do óleo diesel.

O reajuste da Petrobras passou a ser válido nas refinarias a partir de 25 de junho, e considerou os preços da gasolina e do diesel sem os tributos federais Cide e PIS/Cofins nem o tributo estadual ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).


Sobe para 162 mil número de bolsas do ProUni

Com as inscrições iniciadas na madrugada de ontem (17), o Programa Universidade para Todos (ProUni) registrou 184,1 mil inscritos até as 12 horas. O número de bolsas para o primeiro semestre de 2013 aumentou desde que o Ministério da Educação (MEC) divulgou o primeiro número. A oferta agora soma 162.329 bolsas; dessas, 108.686 são integrais e 53.643 parciais (cobertura de 50% da mensalidade). O número inicial apontava 144.639 bolsas.

Segundo o MEC, a quantidade de bolsas aumentou porque mais instituições aderiram ao programa desde a divulgação do primeiro número, que era preliminar.

O ProUni concede bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, em instituições privadas de educação superior. O Estado de São Paulo é o que oferece mais bolsas, 56 mil, seguido por Minas Gerais (17 mil bolsas) e o Paraná (12 mil).

Os candidatos podem se inscrever no ProUni exclusivamente pela internet até as 23h59 (horário de Brasília) de segunda-feira (21). Para participar, é preciso ter cursado todo o Ensino Médio em escola pública ou na rede particular na condição de bolsista. Também é pré-requisito ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2012 e alcançado pelo menos 450 pontos, além de não ter zerado a nota da redação. Até o ano passado, a exigência mínima era 400 pontos.

A bolsa integral é concedida a estudantes com renda bruta familiar por pessoa de até 1,5 salário mínimo, e as parciais àqueles com renda familiar de até três salários mínimos por pessoa.

A primeira divulgação dos resultados será no dia 24 deste mês e a segunda, no dia 8 de fevereiro. Quem não for pré-selecionado em nenhuma das etapas, poderá entrar na lista de espera nos dias 24 e 25 de fevereiro.

O estudante que conseguir apenas a bolsa parcial (50% da mensalidade) pode custear a outra metade por meio do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) sem a necessidade de apresentar fiador. Para isso, é preciso que a instituição onde o aluno pretende se matricular tenha firmado termo de adesão ao Fies e ao Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo (Fgeduc).


Primeira fase do exame da OAB tem 16% de aprovados

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) publicou na terça-feira (15) a lista definitiva dos aprovados na primeira fase do 9º Exame de Ordem Unificado. Dos 114.763 candidatos que fizeram a prova, 19.134 estão classificados para a segunda fase - 16,67% do total. A relação pode ser consultada no link http://www.oab.org br/arquivos/resultado-definitivo-1-fase-geral.pdf.

Os nomes dos aprovados na prova objetiva aparecem separados por seccional da OAB, cidade de realização da prova, número de inscrição e nome do candidato em ordem alfabética.

Os organizadores do exame também comunicaram a anulação de três das 80 questões objetivas da prova de primeira fase, as de números 3, 26 e 27 do caderno de prova do tipo 1 e suas correspondentes nos cadernos 2, 3 e 4. Segundo a OAB, todos os candidatos receberam a pontuação relativa aos itens. Não foi divulgado o motivo da anulação.

Na segunda fase, os candidatos farão uma prova prático-profissional, na qual terão de redigir uma peça profissional valendo cinco pontos e responder a quatro questões (valendo 1,25 pontos cada), sob a forma de situações-problema, de uma das seguintes áreas: Direito Administrativo, Direito Civil, Direito Constitucional, Direito Empresarial, Direito Penal, Direito do Trabalho ou Direito Tributário e seu correspondente direito processual.

A etapa discursiva do exame está marcada para 24 de fevereiro. O resultado preliminar da seleção deve sair em 22 de março. O exame pode ser prestado por bacharel em Direito, ainda que pendente apenas a sua colação de grau, formado em instituição regularmente credenciada. Também podem participar os estudantes de Direito do último ano do curso de graduação em Direito ou do 9º e 10º semestres. A aprovação no exame é requisito necessário para a inscrição nos quadros da OAB como advogado, conforme estabelece a Lei 8.906/1994.


São Paulo faz força-tarefa para vacinar 4,5 milhões contra hepatite B

O Estado de São Paulo organiza nesta semana uma força-tarefa para imunizar 4,5 milhões de pessoas contra a hepatite B. A ação é voltada para pessoas na faixa de 15 a 29 anos de idade. Dados da Secretaria da Saúde indicam que apenas 67% da população nessa faixa etária estão imunizados contra a doença.

“A hepatite B é causada por um vírus, que é transmitido pelo contato com sangue contaminado e em relações sexuais desprotegidas. De 5% a 10% dos adultos e adolescentes infectados podem se tornar portadores crônicos desse vírus. E 20% dos portadores crônicos, no decorrer da vida, poderão desenvolver complicações como cirrose e tumor hepático”, diz a diretora de Imunização da Secretaria, Helena Sato. 

A vacina está disponível em todos os postos de saúde do Estado, que funcionam de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. “Não há contraindicação, é uma vacina de engenharia genética, inativada. A única possível contraindicação, que ocorre em situações extremamente raras, é uma reação alérgica”, explica Helena. 
A vacina também é recomendada para maiores de 29 anos, mas, neste caso, não é oferecida pelos postos de saúde. Para ficar completamente protegida contra a doença, a pessoa precisa tomar três doses da vacina. A segunda dose deve ser aplicada um mês depois da inicial e a terceira, após seis meses.

 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar