Sexta-Feira, 23 de Agosto de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Dupla com fome alega ter roubado bicicleta e MP3 para se alimentar

Publicada em 16/01/2013 às 21:16
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

As porções de drogas estavam divididas nos dois carros do grupo (Foto: Divulgação/Dise)
Um auxiliar de limpeza, de 38 anos, foi roubado na noite de terça-feira, na avenida Antônio Carlos Comitre, altura do viaduto Jorge Senger, no Parque Campolim. Dele, dois indivíduos pegaram uma bicicleta, aro 26, avaliada em R$ 620, e um MP3, avaliado em R$ 100, pois estariam com fome e pretendiam vender os produtos roubados.

Por volta das 21h45, a vítima fez sinal de parada para uma viatura da Polícia Militar, que passava pela via, e informou sobre o crime. De acordo com os militares, o auxiliar de limpeza apontava para dois indivíduos e dizia que eles tinham roubado sua bicicleta e seu MP3. A dupla ia no sentido da rodovia Raposo Tavares, quando a viatura os seguiu.

Um deles conseguiu fugir antes de ser abordado, mas com Daniel da Silva de Mello, 19 anos, foi recuperada a bicicleta. A vítima relatou que caminhava pelo viaduto, quando a dupla se aproximou perguntando as horas. Eles teriam, então, colocado a mão por baixo da camiseta, mencionando estarem armados, e anunciaram o roubo.

Aos policiais, o rapaz desempregado disse que ele e seu comparsa estavam com fome e decidiram roubar os produtos para “fazer dinheiro”. Porém, Mello não quis revelar o nome do outro indivíduo, alegando que somente o conhece de vista. Com voz de prisão, o rapaz foi levado à delegacia do plantão sul e em seguida recolhido ao Centro de Detenção Provisória (CDP).


Traficante confessa crime e acaba preso

Solicitados por um morador da Vila Rica, agentes da Força Tática da Polícia Militar, que patrulhavam pelo bairro na noite de terça-feira, foram informados sobre um rapaz que estaria traficando drogas em sua casa, localizada na rua Lourenço Marins. Para averiguar a denúncia, os militares se dirigiram até o local e surpreenderam João Cléber Muniz Fernandes, 18 anos, saindo de casa acompanhado por uma estudante de 16.

Fernandes foi comunicado sobre a denúncia e confessou que realmente guardava drogas dentro de casa, e acompanhou a revista feita pelos PMs. Em um dos quartos, sobre o guarda-roupa havia 23 pedras de crack embaladas em papel alumínio, 48 pinos de cocaína e mais 87 microtubos da mesma droga.

Questionado sobre a posse dos entorpecentes, o rapaz assumiu que traficava. Em sua carteira foram encontrados R$ 300, que de início seriam da adolescente, mas depois o indiciado assumiu a posse e disse ser proveniente do comércio ilícito. Após passar pela delegacia, Fernandes foi recolhido ao CDP, onde aguardará decisão judicial sobre seu crime.


Dise de Itapetininga detém quadrilha que fornecia drogas para a região

Em operação especial contra o tráfico de drogas, policiais civis da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise), de Itapetininga, detiveram quatro homens e cerca de 4 kg de crack, na noite de terça-feira, em Araçoiaba da Serra. Segundo os policiais, as prisões ocorreram por meio de investigações feitas com traficantes já detidos em Itapetininga.

Os investigadores descobriram que os criminosos de Araçoiaba da Serra forneciam drogas para diversos pontos de tráfico em cidades da região. Os agentes souberam ainda que a quadrilha iria distribuir entorpecentes naquela noite e, diante da informação, todo o efetivo da delegacia especializada foi até Araçoiaba da Serra para a apreensão.

Ainda de acordo com a polícia, os traficantes entregariam as mercadorias divididos em dois veículos. No Centro da cidade, os investigadores abordaram um carro com dois dos criminosos e neste carro encontraram 3 kg de crack escondidos no assoalho. Em continuação à operação, os agentes encontraram, em frente a casa de um dos criminosos, também no Centro, o outro carro com o restante do grupo, onde mais 1 kg de crack foi descoberto do assoalho. 

Em buscas pela casa dos criminosos, eles apreenderam uma porção de cocaína, uma de maconha, três substâncias químicas para fazer entorpecentes, ampolas vazias, R$ 300 em dinheiro, oito aparelhos celulares e vários papéis discriminando a contabilidade do bando.

Todos os detidos e as apreensões foram encaminhados para a Dise de Itapetininga e depois de fazer o boletim de ocorrência, os homens foram encaminhados para a cadeia pública de Itararé.


Jovem viajava com 2,3 mil cápsulas de cocaína na bolsa

Agentes da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise), de Registro (a 185 Km de São Paulo), flagraram, no final da noite de terça-feira, uma jovem de 23 anos com 2.300 cápsulas de cocaína, outras duas porções da mesma droga e seis de crack, dentro de uma mochila preta, que levava em viagem da Baixada Santista para Registro.

O trabalho investigativo em pontos de venda de drogas daquela cidade, com revezamento de equipes de policiais à noite e de dia, fizeram os agentes da especializada chegar a informações sobre a jovem que transportaria grande quantidade de drogas em um ônibus. A venda do entorpecente incluiria algumas cidades do Vale do Ribeira.

Estrategicamente posicionados em um bloqueio no posto da Polícia Rodoviária Federal, rodovia Régis Bittencourt (BR 116), altura do bairro Arapongal, em Registro, os policiais pararam para vistoria o último ônibus vindo da Baixada Santista.

Ao entrarem no coletivo viram a mulher e a reconheceram de outra prisão, feita pela própria Dise, também por tráfico de entorpecentes. Em revista, os investigadores encontraram as drogas em sua mochila e a prenderam em flagrante. 
Além das substâncias, foram apreendidas três passagens de ônibus das linhas Registro/Santos e Cajati/Santos, mil pinos de drogas vazios, um aparelho celular e R$ 9 em notas e moedas. A jovem foi levada à cadeia feminina de Sete Barras, onde permanece à disposição da Justiça.


Rota detém foragido que seria chefe de facção criminosa em SP

Um homem suspeito de chefiar uma organização criminosa foi preso em São Paulo, na noite de terça-feira. Odemir Francisco dos Santos, conhecido como “Branco”, era foragido de um presídio no Rio Grande do Sul, onde cumpria pena por assalto a banco. Policiais da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar) conseguiram recapturar o suspeito depois de receberem denúncia anônima.

Santos era foragido há mais de quatro anos, quando escapou da prisão. Segundo a polícia, ele é considerado um dos homens de confiança dos chefes de uma organização criminosa que atua na Capital paulista. Durante os roubos, ele era responsável por desativar os sistemas de alarme. Em 2006, Santos foi preso junto com outros 25 comparsas que tentavam furtar duas agências bancárias ao mesmo tempo através de um túnel em Porto Alegre.


Haddad diz que pretende ampliar escopo da ‘Operação Delegada’

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, afirmou na manhã de ontem que pretende aumentar o escopo da “Operação Delegada”, com a participação de policiais militares no serviço de segurança da cidade. Para ele, novas funções precisam ser agregadas à operação de forma a aumentar, inclusive, as fiscalizações noturnas.

"A cidade fica um pouco desprotegida à noite e precisamos atuar na fiscalização noturna", justificou. De acordo com Haddad, a Polícia Militar já se manifestou favorável ao redimensionamento das ações da operação.

COMANDO DA GCM – O prefeito confirmou a troca no comando da Guarda Civil Metropolitana (GCM) e disse que a decisão faz parte do processo de troca de governo. Deixou a GCM Joel Malta de Sá, substituído por Eduardo de Siqueira Dias.

AFASTAMENTO – O guarda civil Luciano Medeiros, filmado agredindo skatistas na praça Roosevelt, no último dia 4, na região central, foi suspenso por quatro meses. A decisão publicada no "Diário Oficial" de terça-feira determina também que seja instalado inquérito administrativo contra ele e contra o guarda civil Elias dos Anjos Prestes, que também participou da ação. 

As decisões foram tomadas a partir de relatório feito pela Corregedoria da guarnição. A suspensão foi determinada 11 dias depois da agressão. O caso teve repercussão depois que um vídeo que mostra Medeiros dando uma "gravata" e agredindo verbalmente skatistas foi divulgado na internet e teve mais de 3 milhões de visualizações.


Dono de restaurante é morto após reclamar de desperdício de comida

A Polícia Civil do Distrito Federal fez o retrato falado e intensificou as buscas de três rapazes que assassinaram a tiros, à queima-roupa, na terça-feira, o dono de um restaurante em Planaltina, cidade-satélite a 30 km de Brasília. Josafá Pereira da Silva, 46 anos, foi atingido com três tiros, um deles na cabeça, após repreender os clientes por terem deixado comida no prato, procedimento considerado regra da casa. Pela norma, o cliente paga R$ 7,99 para comer à vontade, mas desde que não deixe sobras. O alerta está estampado com destaque no cardápio do restaurante. 

Os jovens haviam estado no estabelecimento na segunda-feira e deixado comida no prato. Ao reconhecê-los, no dia seguinte, quando voltaram para almoçar, Josafá os repreendeu e repetiu a norma da casa. Houve uma discussão. Duas horas depois os jovens retornaram e dois deles fizeram os disparos, fugindo em seguida em um carro que estava aguardando os dois em frente ao restaurante, e dirigido por um terceiro indivíduo.

O restaurante não tem câmeras de segurança, mas havia várias testemunhas na hora do crime, ocorrido a 300 m de um posto da Polícia Militar. O depoimento das testemunhas ajudará na identificação dos autores, segundo informou o delegado Edson Medina, encarregado do inquérito. Ele disse que o homicídio foi cometido por motivo fútil e sem chances de defesa para a vítima. Os assassinos podem pegar até 30 anos de prisão.

Socorrido, Josafá chegou com vida ao Hospital Regional de Planaltina, mas não resistiu ao ferimento na cabeça por ter perdido muita massa encefálica. Ele deixou viúva e três filhos.


PLANTÃO

PRINCÍPIO DE INCÊNDIO – Um dos vagões de um trem da América Latina Logística (ALL) passou por princípio de incêndio, na noite de terça-feira, na casa das máquinas, segundo o Corpo de Bombeiros. Ninguém ficou ferido. O fogo foi rapidamente controlado pelos bombeiros e, de acordo com a empresa, o incidente ocorreu por uma falha mecânica e não houve interrupção da linha.

TRÁFICO DE DROGAS – Por volta das 19h15 de terça-feira, PMs de Votorantim foram acionados até a Vila Lemos, onde dois indivíduos estariam traficando drogas. Ao abordá-los, um deles foi identificado como adolescente. Em revista pessoal foram localizados 18g de maconha, 8g de cocaína, um aparelho celular e R$ 25 em dinheiro. Eles foram levados à delegacia local, onde permaneceram à disposição da Justiça.

MOEDA FALSA – Um casal foi preso, na noite de terça-feira, em Pilar do Sul, depois que PMs foram acionados por uma vítima informando que os suspeitos teriam comprado produtos em seu estabelecimento e pagado com notas falsas. Diante da denúncia, a equipe patrulhou pela região e localizou a dupla saindo de outro comércio. Abordados, eles foram identificados como Samuel Fonseca Faria e Thaís Santos de Lima. Com eles foram apreendidos R$ 100 em nota falsa e R$ 210 em cédulas variadas, que eram trocas de dinheiro. Presos em flagrante, Faria foi encaminhado à cadeia de Pilar do Sul, e a mulher, para a cadeia feminina de Votorantim.

ENTERRO DE ARTISTA – O corpo do artista plástico chileno Jorge Selarón, encontrado morto no último dia 10, na Lapa, Centro do Rio de Janeiro, foi enterrado na tarde de ontem, em Botafogo. Ele ficou famoso ao recobrir com azulejos de várias partes do mundo a escadaria que liga a Lapa a Santa Teresa, numa obra que começou em 1990 e que ele considerava infindável. Seu corpo havia sido encontrado carbonizado nos degraus da escadaria, perto de onde morava. A polícia ainda investiga o caso.
 
 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar