Domingo, 26 de Maio de 2019 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< Grupo Dune Buggy homenageia Os Mutantes e Secos & Molhados Banda faz show neste domingo, no Sesc, às 19 horas, com entrada franca

Publicada em 16/01/2013 às 21:09
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O conjunto surgiu em 2011 para homenagear as duas grandes bandas da música nacional (Foto: Divulgação)
TRIBUTO AO ROCK NACIONAL

A banda Dune Buggy chega a Sorocaba neste final de semana para prestar um tributo a dois grandes conjuntos da música brasileira, Os Mutantes e Secos & Molhados. O Dune Buggy nasceu em 2011 e é formado por Bruno Marques na bateria, Guilherme Ambrósio no contrabaixo, Rodrigo Lanceloti e Marcos Carreri nas guitarras e Tika no vocal. 

Em 2012, ganharam destaque após se apresentar no Teatro do Sesi Rio Claro e Teatro de Arena de São Carlos. No repertório, as canções “Prece Cósmica”, “Assim Assado”, “Amor”, “Fala”, “Sangue Latino”, “Flores Astrais”, “Mulher Barriguda”, “El Rey”, “O Vira”, “Primavera nos Dentes”, “O Contrário de Nada é Nada”, “Top Top”, “Panis et Circenses”, “Beijo Exagerado”, “Não Vá Se Perder Por Aí”, “2001”, “Tira o Leite”, “Portugal de Navio”, “Balada do Louco”, “Hey Boy”, “Dune Buggy”, “Jardim Elétrico” e “Ando Meio Desligado”.

Tika é natural de Rio Claro (SP), onde começou a estudar técnica vocal aos oito anos de idade. Hoje, aos 23 anos, é licenciada em Música pela Universidade Federal de São Carlos e estuda Canto Popular no Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos de Campos” de Tatuí. Realiza shows nas mais importantes casas noturnas e espaços culturais do interior de São Paulo e possui vasta experiência com repertório de música brasileira. Atualmente está expandindo sua atuação para a capital paulista onde reside desde 2012.

Rodrigo Lancelotti é guitarrista há vinte anos e foi finalista dos festivais Festivalda (1993) e Palace e Skol Rock (1997) no Ibirapuera com a banda Amnésia (músicas autorais), esse último registrado ao vivo pela MTV. Em 2003 viveu em Shanghai tocando com uma banda brasileira. Em 2007 fez tour pelo sul da Bahia onde conheceu o cantor Nasi, pelo qual foi convidado a fazer vários shows, entre eles a abertura do AC/DC no Morumbi em 2009. 

Bruno Marques é baterista há vinte anos, autodidata, sempre atuou no cenário do blues e do rock. Destacou-se em bandas como Rocha Sólida, Bluexperimentais, O Fantástico Mundo de Jimi e Feelin’ Bad Blues. Acompanhou o grande nome do blues brasileiro Nuno Mindelis, e há quinze anos é baterista da banda de rock Tarja Preta, com dois álbuns lançados.

Já o baixista Guilherme Ambrózio nasceu em 1980 na cidade de São Carlos (SP). Desde 2004 integra a banda Tarja Preta de São Carlos com dois discos autorais lançados em 2000 e 2005. Licenciado em Música pela UFSCar, atualmente estuda contrabaixo elétrico no Conservatório Dramático e Musical “Dr. Carlos de Campos” de Tatuí no curso MPB & Jazz.

O guitarrista Marcos Carreri nasceu em 1990 na cidade de São Carlos (SP). Iniciou suas atividades musicais aos nove anos de idade tendo aulas de violão e guitarra. Estudou com Márcio Rocha e Thiago Carreri, sob influência de vários estilos, como rock, blues, hard core, jazz, bossa, funk, soul e música brasileira em geral. É também produtor musical pela Play Alternative Produtora.

SERVIÇO - O espetáculo em tributo aos grupos Os Mutantes e Secos & Molhados acontece neste domingo (20), às 19 horas, no Sesc Sorocaba (Rua Barão de Piratininga, 555, Jardim Faculdade), com entrada franca. Mais informações pelo telefone 3332-9933


No mesmo dia tem samba de roda, mas às 15 horas

Também no domingo (20), o grupo “Samba de Roda de Pirapora” traz ao Sesc Sorocaba a tradição da cidade de Pirapora do Bom Jesus, às 15 horas. Os integrantes mantém a memória do samba caipira, que possui um repertório com a mistura do ritmo africano, dança e louvor ao santo padroeiro Bom Jesus. A atração é gratuita.

Pirapora do Bom Jesus é o berço do samba de roda, conhecido também como samba paulista ou samba caipira. O local era uma antiga fazenda que pertencia a Santana de Parnaíba. Em 1730, os escravos encontraram a imagem de Bom Jesus às margens do rio Tietê, a partir disso, a cidade foi fundada. Por conta dos diversos milagres atribuídos ao santo, muitos fazendeiros visitavam o município e deixavam seus escravos num terreno próximo. Ali, eles faziam seus cantos e rituais, tocando cuíca, zabumba, chocalho, pandeiro, bumbo e cantavam versos improvisados, mesmo após a abolição. Ali nascia o samba de roda.

Quem mantém viva essa tradição até os dias de hoje é o Grupo Samba de Roda, cuja a expoente Maria Esther de Carvalho Lara ou simplesmente, Maria Esther, é uma jovial senhora de mais de 80 anos que atribui a importância não a idade e sim ao rebolado. São aproximadamente 25 pessoas que compõem o grupo, todos nascidos na cidade, onde cresceram aprendendo o samba caipira. 


CURSOS DE MÚSICA E TEATRO

Fundec segue com inscrições abertas até esta sexta-feira (18)

A Fundação de Desenvolvimento Cultural de Sorocaba (Fundec) recebe até amanhã, dia 18, inscrições para os cursos gratuitos de música e teatro do Instituto Municipal de Música de Sorocaba (IMMS). São 396 vagas distribuídas entre os cursos de musicalização infantil (90 para o período da manhã e 60 para a tarde), coral adulto (58), coral infanto-juvenil (62), artes cênicas (105), canto lírico (3), clarinete (1), contrabaixo acústico (1), violoncelo (2), percussão sinfônica (1), piano (3), violino (3), viola clássica (1), flauta transversal (3), oboé (1) e saxofone (2).

Para se inscrever é necessário residir em Sorocaba. No caso de menores de idade, a criança deve estar acompanhada do responsável legal e ser aluno regularmente matriculado em escola da rede pública ou particular de ensino. Para o curso de musicalização infantil, são aceitas crianças de 7 a 11 anos; para o de coral adulto, é necessário ter idade mínima de 15 anos; no de coral infanto-juvenil, são aceitas crianças de 7 a 14 anos; para artes cênicas, o candidato deve ter no mínimo 14 anos; para o curso de canto lírico, ter a idade mínima de 18 anos e para os cursos de instrumentos musicais, o candidato deve ter, no mínimo, 8 anos.

Não serão admitidas inscrições daqueles que já exercem alguma atividade profissional ou musical na Fundec. Todos os inscritos nos cursos de instrumentos, artes cênicas, coral adulto, coral infanto-juvenil e canto lírico passarão por um teste de aptidão, sejam iniciantes ou não. No caso do curso de musicalização infantil, o preenchimento das vagas é feito por meio de sorteio público.

As listas dos aprovados serão divulgadas na Fundec, no dia 13 de fevereiro. As datas dos testes de aptidão e das matrículas serão informadas no momento da inscrição. 

A Fundec se localiza na Rua Brigadeiro Tobias, 73, Centro. O horário de atendimento é das 8h30 às 11 horas ou das 13h30 às 17 horas. Mais informações pelo telefone 3233-2220 

 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar