Sexta-Feira, 5 de Junho de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Festas de fim de ano podem terminar em excessos e arrependimentos

Publicada em 22/12/2012 às 00:53
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Alimentos típicos do Natal e, principalmente, bebidas devem ser consumidos sem exageros (Foto: Fernando Rezende)
O fim de ano está se aproximando e, com ele, chegam também as festas, confraternizações, reuniões e, para muita gente, as tão esperadas férias. Para curtir tudo isso sem descuidar da saúde, é preciso evitar os abusos e exageros. A Secretaria da Saúde de Sorocaba (SES) dá algumas orientações para que este período de descanso não traga problemas futuros.

O secretário da Saúde, Vágner Guerrero, recomenda alguns cuidados básicos que podem ser adotados por pessoas de todas as idades. Um deles é sobre a alimentação adequada, principalmente nas ceias de Natal e Ano-Novo. "É importante sempre se alimentar bem, evitando os alimentos gordurosos e de difícil digestão, consumindo alimentos mais leves, à base de frutas, legumes e verduras", diz. O secretário lembra que esta recomendação também vale para os demais dias do ano, principalmente em dias quentes.

Guerrero destaca ainda que é fundamental se manter hidratado, principalmente nesta época do ano, quando as temperaturas são mais elevadas. "É preciso ingerir bastante líquido, principalmente água. O indicado é tomar pelo menos dois litros de água por dia e, nos dias mais quentes, aumentar esta quantidade."

Os cuidados quanto à ingestão de bebidas alcoólicas também são citados pelo secretário. "De preferência, não consuma bebidas alcoólicas, mas, se for beber, não exagere. O consumo exagerado de bebidas alcoólicas pode causar vários agravos na saúde, como problemas no fígado, coração, sistemas neurológico e vascular. E se for dirigir, nunca beba", recomenda.

Se houver exposição ao sol, é essencial o uso de protetor solar. Pessoas com a pele mais clara, com cabelos loiros, olhos claros, pessoas ruivas e com sardas são as que precisam de mais proteção e mais atenção às alterações na pele. A prevenção inclui ainda o uso da chamada "barreira mecânica", que são os chapéus, bonés, óculos escuros, sombrinhas e camisas de manga comprida. A maior incidência dos raios ultravioleta - que tornam o sol mais nocivo - ocorre entre as 10 e 16 horas, por isso, é indicado que todas as pessoas evitem a exposição nesse horário.

 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar