Terça-Feira, 25 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< Samba, rock e MPB integram show de Wado neste domingo Com 11 anos de carreira, cantor mostra ao público músicas de seu último disco, “Samba 808”

Publicada em 14/10/2012 às 00:27
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O cantor já realizou shows em diversos festivais brasileiros (Foto: Divulgação)
O Anfiteatro do Sesc Sorocaba recebe neste domingo (14), às 18 horas, show do cantor  alagoano Oswaldo Schlikmann Filho, o Wado, que mostrará ao público canções de seu último disco, “Samba 808”, além de outros sucessos. Acompanhado de instrumentos como guitarra, contrabaixo e bateria, o artista apresenta seu repertório com elementos de samba, rock, MPB e influências de música eletrônica, característica de seu trabalho mais recente, que contou com a participação de Marcelo Camelo e Zeca Baleiro na estruturação de algumas faixas. 

Entre as canções do disco novo que integram o repertório do show estão “Com a Ponta dos Dedos”, “Si Próprio”, “Surdos da Escola de Samba” e “Jornada”. “Samba 808” é o 6º álbum de Wado, que assina também “O Manifesto da Arte Periférica” (2001), “Cinema Auditivo” (2002), “A Farsa do Samba Nublado” (2004), “Terceiro Mundo Festivo” (2008) e “Atlântico Negro” (2009).

O cantor já realizou shows em diversos festivais brasileiros, como “Festival Eletronika” (Salvador – BA), “Circuito PMW” (Palmas – TO), “Festival Casarão” (Porto Velho – RO) e “Cidade Sonora” (São Paulo – SP). Também fez apresentações internacionais em Buenos Aires (Argentina), Nuremberg (Alemanha) e Paris (França).

Em 2003, um ano após o lançamento de seu segundo disco, Wado foi convidado a se apresentar no “Tim Festival” (Brasil). Em 2004, o músico participou do Projeto Pixinguinha, que tem como objetivo difundir a música popular brasileira. Um ano depois, foi convidado a representar o país no “Ano do Brasil na França”. Ele também se apresentou no festival “Popkomm” (Berlim – Alemanha), em 2006.

Em 2008, Wado foi convidado por Zeca Baleiro a gravar a música “Era”. No mesmo ano, fez uma apresentação ao lado do cantor no festival “Femusesc” (Alagoas). Sua música “Uma Raíz, Uma Flor” foi trilha sonora da novela “Caminho das Índias”, da Rede Globo, em 2009. Já a composição “Com a Ponta dos Dedos” ganhou o prêmio “Vídeo Music Brasil” (VMB) da MTV em 2011 e foi eleita a quarta melhor canção do mesmo ano pela revista Rolling Stone. No mês de maio deste ano, sua obra foi premiada no “Festival Música Pra Todo Mundo”, uma iniciativa do selo Oi Música. Além de seu trabalho solo, Wado também integra a banda Fino Coletivo, que em 2007 foi premiada pela Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA), na categoria “Grupo Revelação”. 

Ingressos: R$ 8 (inteira), R$ 4 (usuário inscrito no Sesc e dependentes, maiores de 60 anos, professores da rede pública de ensino e estudantes com comprovante), R$ 2 (trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo matriculados no Sesc e dependentes). Informações pelo telefone 3332-9933


Bloco ‘Cordão dos Bichos’ traz alegorias de animais de papelão 

O bloco “Cordão dos Bichos” se apresenta neste domingo (14), às 15 horas, na Área de Convivência do Sesc Sorocaba. Tradicional de Tatuí (SP), o bloco reúne 35 integrantes que desfilam com alegorias de animais feitas de papelão e cola sobre armações de bambu ou ferro. A entrada é franca.

Conhecido por desfilar no Carnaval e em festas de Tatuí, o “Cordão dos Bichos” nasceu em 1928, a partir da iniciativa de Vicente de Almeida e Aladim Ponce. Na época, o bloco, que se chamava “Arca de Noé”, começou com apenas três animais: um elefante e dois cavalos, confeccionados de materiais recicláveis como arame, bambu, jornal, papel e cola. Os integrantes desfilavam ao som de tradicionais marchinhas carnavalescas.

O bloco teve seu auge na década de 1950. Em 1982, o grupo chegou a ter 75 bichos, mas após um incêndio muitos deles se perderam e o “Cordão dos Bichos” ficou três anos sem ir às ruas. Anos mais tarde, a partir da iniciativa de Moacir Peixoto, então presidente de honra do bloco (falecido no ano passado), várias peças foram restauradas.

Atualmente, aos 84 anos de existência, o “Cordão dos Bichos” tem 45 integrantes. O bloco tem se apresentado em diversas cidades do Estado de São Paulo e é tido como patrimônio cultural pela Secretaria de Cultura de Tatuí, por ser um elemento folclórico da região. 


‘Domingo no Parque’ oferece programação especial a crianças

A edição de hoje do projeto "Domingo no Parque", no Parque Carlos Alberto de Souza, no Campolim, será especialmente voltada ao público infantil. Entre as atrações programadas, destaque para a “Esquadrilha da Risada", que se apresenta a partir das 11 horas. Também estão previstas diversas brincadeiras, jogos, cama elástica e balão pula-pula. As atrações são abertas ao público e acontecem das 9 às 18 horas.

Romão e Catarino dormem tranquilamente quando, de repente, o rádio-relógio os desperta. Começa a interação dos dois com o locutor da rádio, que os chama atenção por estarem atrasados para ir trabalhar. Como os dois são bastante atrapalhados, a voz do locutor vai orientando-os para que se aprontem. Desta forma, Romão e Catarino vão se transformando em palhaços diante do público. Por fim, depois de vestidos e maquiados, colocam o mais importante: seus narizes vermelhos. A partir daí, os palhaços passam a interagir com a plateia, com um esquete de hipnotismo e outras brincadeiras com a participação das crianças. E assim, a trupe da  Esquadrilha da Risada" promete encantar o público, com o espetáculo infantil " Acorda!".

A outra apresentação artística, a partir das 16 horas, ficará a cargo dos integrantes do projeto "Juninos do Brasil", que apresenta seu show didático/musical baseado na contextualização de música instrumental e vocal, com foco na improvisação tão difundida na música popular do começo do século passado.

O visitante também poderá apreciar a exposição fotográfica "O peso do contraste", por Fábio Augusto. O projeto também oferece, das 9 às 13 horas, uma oficina de pintura pela Associação Cultural Pintura Solidária. Durante todo o dia, há ainda literatura de graça com a unidade móvel do Projeto Vai e Vem, onde as pessoas podem emprestar livros para ler no próprio local ou levar para casa, gratuitamente. Redes de descanso também ficam disponíveis para o público.

  

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar