Quinta-Feira, 14 de Novembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< DIG captura procurado pela Justiça com ajuda de denúncia da população

Publicada em 22/08/2012 às 22:47
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Cléber Oliveira Ramos foi detido em sua casa, no Jd. Europa, acusado de roubo (Foto: Fernando Rezende)
O setor de capturas da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) prendeu na tarde de terça-feira (21) um rapaz que era procurado pela Justiça por cometer vários roubos na cidade. Cléber Oliveira Ramos, 28 anos, foi detido em sua casa, na rua Capitão Bento Mascarenhas Jequitinhonha, Jardim Europa. Ele era considerado foragido desde janeiro passado, quando não retornou à Penitenciária de Campinas depois da saída temporária. A captura aconteceu com a ajuda de denúncia feita pela população.

De acordo com o delegado titular da DIG, José Humberto Urban Filho, o foragido, que tem pena de mais de sete anos a cumprir, estaria cometendo novos crimes na cidade para se manter, pois ele não trabalhava. Conforme as investigações, o rapaz agia sozinho e armado, porém nenhuma arma foi localizada durante sua prisão. Urban informou que, por ter fugido da cadeia, Ramos terá acréscimo em sua pena e perderá o direito a benefícios, como regime semiaberto, progressão de pena e saídas temporárias.

ÍNDICE DE CAPTURAS – Nos últimos 50 dias, o setor de capturas da DIG conseguiu localizar e prender 31 pessoas procuradas pela Justiça. As ações ocorreram por meio de denúncias anônimas de munícipes. Para Urban, na hora que a pessoa liga para fazer a denúncia ela está ajudando a polícia a retirar das ruas um indivíduo que continua ativo no crime. “Tirando o procurado da rua, o índice de criminalidade vai cair”, salientou.

Conforme o delegado, existem três tipos de procurados, que são a especialidade da DIG. O primeiro é o procurado por mandado de prisão preventiva, ou seja, aquele que ainda não está condenado, mas deve ficar detido; o segundo caso é o daquele que respondia ao crime em liberdade e foi condenado pela Justiça; e a terceira situação é a do procurado que precisa ser capturado por ser considerado foragido. 

A explicação do titular aponta também que o indivíduo preso preventivamente é encaminhado ao CDP, local destinado aos presos em trânsito; os já condenados seguem para a cadeia pública de São Roque e depois para o presídio de cumprimento de pena; e o capturado retorna para o local em que cumpria pena. 

Deste grupo de 31 pessoas capturadas, que são cinco mulheres e 26 homens, 70% estão condenados por roubo; o restante responde por tráfico, homicídio e tentativas. “O maior número de denúncias trata de procurados e em segundo lugar são para falar do tráfico de drogas”, revelou. 

Quando a DIG recebe uma denúncia de procurado pela Lei Maria da Penha ou por pensão alimentícia, envia a informação para as delegacias responsáveis por esses casos. Também delegacias de outras cidades informam sobre procurados que podem estar em Sorocaba e ajudam nas capturas.

Denúncias sobre possíveis indivíduos procurados pela Justiça podem ser feitas pelo telefone 181 e 190; além dos da DIG, que aceitam ligações a cobrar: (15) 3224-2160 ou 3224-1595. Para ajudar a polícia, é importante que a pessoa passe as informações com a maior clareza possível. “A riqueza dos detalhes das informações ajudam e muito.”

  

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar