Terça-Feira, 19 de Novembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Arrecadação de multas em 2012 já ultrapassa os R$ 3 milhões Maior parte vem de motoristas que dirigem acima da velocidade permitida

Publicada em 12/07/2012 às 22:01
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Até abril foram aplicadas mais de 34 mil multas (Foto: Fernando Rezende)
De janeiro a abril deste ano já foram recolhidos R$ 3.450.021 em multas no trânsito da cidade. Foram aplicadas 34.550 autuações. Em 2011, a arrecadação ultrapassou os R$ 13 milhões totalizando 126.439 infrações registradas.     
                                                                  
De acordo com a Urbes – Trânsito e Transportes a infração mais comum cometida pelos condutores de carro e motos são pelo excesso de velocidade superior em até 20% permitido na via que totaliza 48,38% dos registros de janeiro a abril. Em seguida, dirigir falando ao celular soma 10,15%; estacionar o veículo em locais ou em horários proibidos equivale a 5,98%. 

Avançar o sinal vermelho do semáforo equivale a 4,20% do total registrado até abril. Segundo a empresa pública, o número de autuações de motoristas que dirigem embriagados compete à Polícia Militar.

As autuações por ultrapassagem de semáforo com sinal vermelho e ficar na faixa de pedestres, somente no primeiro mês somaram um total de 1.242 e uma arrecadação de R$ 237.892,68.

A Urbes informa que nos casos de recurso da multa aplicada, o condutor deve fazer no prazo inferior a 15 dias, contados da data da notificação de autuação, conforme Resolução n° 149, de 19/07/03 do CTB, Art. 3°, §2°; já para recurso em 1° Instância não será inferior a 30 dias, contados da data da notificação da penalidade, conforme Art. 282, §4° do CTB; 

Para recorrer, o condutor deve ter em mãos uma cópia do RG ou CNH com foto, uma cópia do documento do veículo, uma cópia da notificação de autuação/penalidade e requerimento de Defesa/Recurso escrito de forma legível com assinatura e uma cópia do contrato social da empresa (quando Pessoa Jurídica). O formulário pode ser acessado no site www.urbes.com.br.

De acordo com a empresa pública, de 2011 até agora foram apresentados 441 recursos (somando defesas prévias e recursos em 1ª instância), ou seja, somente 5,10% dos autuados recorrem; de 441 recursos, 15,36% são deferidos.

Infrações prováveis 

Algumas infrações de trânsito já fazem parte do dia a dia dos motoristas, que desconhecem que tais atitudes são ilegais e passíveis de multa. Veja algumas:

- Passar em poças d’água: uma cena muito comum nos dias de chuvas é a formação de imensas poças d’água nas vias, e ainda mais comum é ver os motoristas passando por estas poças, arremessando água para todos os lados. Por mais comum que pareça, essa atitude pode descontar 4 pontos na CNH, além de multa de R$ 85,13;

- Arremessar bituca: para os fumantes jogar a bituca pela janela pode render uma multa leve, que custa R$ 53,20; o mesmo vale para quem jogar algum tipo de líquido pela janela;

- Seguir ambulância: motoristas que seguem as ambulâncias para saírem do congestionamento pode ser autuado como infração grave, ou seja, o motorista ganha 5 pontos na habilitação, além de multa de R$ 127,69. A regra vale também para viaturas de polícia e carros de bombeiros.

- Não uso do limpador de para-brisa: o Contran julga não usar o para-brisa como prática grave e, por isso, o motorista que for pego dirigindo na chuva sem utilizar o limpador, terá acréscimo de cinco pontos na habilitação e pagamento de multa de R$ 127,69.

- Abaixo da velocidade permitida: dirigir abaixo do limite permitido para a via é considerado infração média e custa R$ 83,13. Só é permitido conduzir um veículo abaixo do limite quando as condições climáticas ou de trânsito impuserem isso.

- Braço para fora: é comum, principalmente nos dias mais quentes, ver motoristas dirigindo com o braço esquerdo para fora da janela. Dirigir deste modo pode custar R$ 85,13, além de 4 pontos na habilitação.

 - Falta de combustível: caso o carro pare na rua por falta de combustível, conhecida como pane seca, além da infração leve ir para a habilitação, o motorista terá de pagar multa de R$ 53,20.

- Não usar a seta: muitas pessoas criticam os sorocabanos por não usarem as setas. Esta atitude pode custar R$ 127,69 para o condutor e cinco pontos na carteira de habilitação.

- Conversa com motorista vizinho: quem dirige em fila dupla para conversar com o motorista do carro vizinho é autuado sob infração leve com multa de R$ 53,20.

 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar