Terça-Feira, 17 de Setembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Festa Junina termina com recorde de mais de 120 mil pessoas

Publicada em 18/06/2012 às 22:36
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Trinta e seis entidades assistenciais participaram da festa com suas barracas e atendimento tipicamente familiar (Foto: Emerson Ferraz / Secom)
Nos dezessete dias de celebração dos santos juninos, regados a comidas tipicamente interioranas, e vinho quente perfumado com suco e pedacinhos de frutas, além do quentão, que ajuda a aquecer as noites frias desta época do ano, mais de 120 mil pessoas passaram pelo Parque das Águas, durante a 33ª edição da Festa Junina Beneficente de Sorocaba, que, com dez minutos de fogos de artifício, encerrou mais um ciclo na noite de domingo (17).

Entusiasmado com o resultado, o secretário da Cultura e Lazer (Secult), Edmilson Chelles, antes de iniciar a contagem regressiva para disparo dos fogos, agradeceu a toda sua equipe o esforço empreendido ao longo do último mês para que o evento fosse um sucesso. Os agradecimentos também foram direcionados aos representantes e voluntários da 36 entidades assistenciais beneficiadas pela festa, que "fizeram a diferença no atendimento de um público tipicamente familiar que buscou a festa sorocabana com a certeza de que esse é o ambiente ideal para a diversão e a confraternização na paz, na tranquilidade", enfatizou.

De fato, essa foi a principal característica da Festa Junina para o prefeito Vitor Lippi que, tradicionalmente, no encerramento dos festejos, foi a todas as barracas instaladas na praça de alimentação cumprimentar os voluntários. "O que se vê aqui são pessoas de todas as idades, de todas as classes que trouxeram seus filhos pequenos, até de colo, seus pais e jovens para uma diversão saudável, segura", disse.

Segurança, aliás, foi um marco desta edição. De acordo com o comando da Guarda Civil Municipal (GCM), não foram registrados quaisquer casos de violência, depredação ou furto na área toda. Durante a festa, mais de vinte homens e mulheres foram mantidos no local. Além de circular entre os visitantes, os GCMs faziam o controle de acesso ao recinto e cuidavam do monitoramento externo usando viaturas.

O mesmo monitoramento foi realizado pela equipe de Fiscalização e Postura, da Secretaria de Segurança Comunitária (Sesco), no combate a ambulantes e estacionamentos clandestinos. Uma base móvel da GCM ficou o tempo todo à disposição, atuando ao lado do Conselho Tutelar. Outro equipamento que serviu de apoio e segurança à festa foi o monitoramento de vídeo feito em tempo real a partir do Centro de Operações e Inteligência (COI).

"Não tivemos qualquer problema, foi um evento tranquilo, onde as pessoas puderam se divertir sem qualquer preocupação", reiterou o comandante da GCM, Carlos Eduardo Paschoini.

 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar