Sábado, 30 de Maio de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Dia das Comunicações Sociais destaca importância do silêncio na missão comunicativa

Publicada em 20/05/2012 às 07:02
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

 Neste domingo, 20 de maio, na solenidade litúrgica da Ascensão do Senhor, a Igreja celebra também a 46ª Jornada Mundial das Comunicações Sociais, instituída em meio ao Concílio do Vaticano II pelo papa Paulo VI. Para este ano, o papa Bento XVI escolheu como tema deste Dia Mundial das Comunicações Sociais "Silêncio e Palavra: caminho de evangelização". Nela, o Papa procura analisar a cultura da comunicação para oferecer sugestões ao homem de hoje e para orientar a ação pastoral da Igreja.

A Arquidiocese local, através da Pastoral da Comunicação, assinala a passagem de mais este Dia Mundial das Comunicações Sociais reunindo jornalistas e demais profissionais envolvidos com os Meios de Comunicação de Sorocaba e de cidades da região para uma missa de ação de graças que será celebrada amanhã, dia 20, às 19 horas, na igreja matriz de Nossa Senhora Aparecida, no bairro da Vossoroca, em Votorantim.

Nos últimos anos, o papa Bento XVI tem sido, aliás, muito atencioso com os processos e dinâmicas da comunicação, especialmente no contexto de transformação cultural provocada pela evolução tecnológica. E assim, em sua mensagem deste ano para esta comemoração no Domingo da Ascensão, volta a enfatizar sua atenção para um elemento clássico da comunicação, o `silêncio', ou melhor, o emparelhamento silêncio-palavra, numa profunda reflexão humana sobre a importância do silêncio no coração da comunicação. "O silêncio fala, nosso silêncio pode exprimir a nossa proximidade, a solidariedade e a preocupação com os outros. O silêncio é uma maneira poderosa de expressar o nosso respeito e nosso amor pelos outros. No silêncio, ouvimos o outro, damos prioridade à palavra do outro. O silêncio é uma atitude ativa. É o nosso silêncio que permite e dá espaço ao outro para falar", analisa o Santo Padre a certa altura de sua Mensagem.

Lembrando, de outro lado, que o silêncio torna-se cada vez mais importante no contexto daquele fluxo de perguntas, que em certo sentido é o motor da cultura moderna da comunicação, Bento XVI também adverte que "em nossa cultura há o risco de não se ouvir a pergunta do outro e de querer impor respostas prontas", quando no silêncio é "onde pode florescer um diálogo entre aquele que faz a pergunta e o que busca responder. Nisto há um diálogo, uma interatividade, e é uma busca real da verdade".

Na leitura da mensagem do Papa para este 46º Dia Mundial das Comunicações Sociais, sugere-se, assim, que no cerne deste fluxo de perguntas há uma questão fundamental, que é a busca da Verdade, e daí vem novamente a importância do silêncio como o lugar privilegiado onde o sujeito humano encontra-se diante de si mesmo e diante de Deus".

 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar