Terça-Feira, 20 de Agosto de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Crianças carentes soltam balões repletos de sonhos e desejos Entre os pedidos, saúde e paz para as famílias e brinquedos

Publicada em 18/11/2011 às 20:10
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Pedro ansiava por ganhar um carrinho de controle remoto (Foto: Fernando Rezende)
“Eu desejo a Paz para todas as famílias, pois existem muitas que só brigam.” Esse foi o desejo que Graciane Tolesquini, 12 anos, escreveu em um papel e amarrou ao balão de gás que foi solto ontem, na praça Nilson Lombardi, no Jardim Ipiranga. Junto ao dela, os desejos e sonhos de mais crianças assistidas pela Pastoral do Menor de Sorocaba também foram levados pelo vento em papéis contendo o desejo de cada criança, endereço e telefone da Pastoral para o caso de alguém querer tornar o pedido realidade.

Ao mesmo tempo em que os balões eram soltos na praça por mais de 150 crianças, a ação acontecia em outros pontos da cidade e também em outros países. Os balões foram soltos por crianças no Jardim Ipiranga, Parque Manchester e por grupos da Vila Astúrias, na região de Brigadeiro Tobias, e do Parque das Laranjeiras, Habiteto e Jardim Nova Esperança. 

Denominado “Crianças ao Redor do Globo - Seus Sonhos e Desejos”, o evento foi conclamado pelo Bice (Bureau International Catholique de l'Enfance), com sede na França. E idealizado na cidade pela Pastoral, representada pela Associação Bom Pastor e Centro Social São José. “É a primeira vez que realizamos um evento assim na cidade e as crianças estão gostando muito”, disse o coordenador arquidiocesano da Pastoral do Menor, José Roberto Rosa.

De acordo com ele, as crianças que participaram do lançamento dos balões fazem parte dos Projetos Querubim (5 a 7 anos), Molecada I (8 a 10 anos) e Molecada II (11 e 12 anos), promovidos em vários bairros. As atividades são oferecidas às crianças da periferia da cidade que enfrentam diversas dificuldades em suas vidas. Elas participam das atividades de segunda a sexta-feira, fora do horário de aula. Conforme o coordenador, quase mil crianças são atendidas e já existe uma lista de espera. 

Segundo a monitora Iolanda Gonçalves, os desejos das crianças foram transcritos por ela e outras monitoras para os papéis amarrados nos balões. Ela disse que houve pedidos de todos os tipos, como saúde da família, paz para o mundo, felicidade para as pessoas, além de brinquedos e roupas. “Um pediu para que a irmã cresça logo para brincar com ele, e outro pediu pela saúde da irmã deficiente”, revelou. “Fiz eles diferenciarem o desejo do sonho, pois o sonho só Deus pode realizar.”

Danilo de Oliveira Lucena, 11 anos, fez um pedido diferente, conforme ele mesmo descreveu. “Quero ir para o céu com Deus e que minha mãe tenha uma casa linda como um castelo. Esse é meu sonho e meu desejo”, escreveu. Já Pedro Gustavo da Silva Martins, de 6 anos, resolveu arriscar pedindo um carrinho de controle remoto. “Vou brincar no quintal da minha casa”, disse. Conforme a avó Lourdes da Silva, que assistia ao lançamento dos balões junto ao neto, ele merece esse presente. “Ele fez aniversário ontem (quinta-feira) e não ganhou nenhum presente ainda. Quem sabe agora ele ganhe.”

Antes de lançar os balões, as crianças orientadas por José Roberto fizeram em coro a oração do Pai-Nosso e do Santo Anjo, para que as preces chegassem a mãos caridosas e empenhadas em realizar os mais diferentes pedidos. 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar