Sexta-Feira, 3 de Abril de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Lippi reivindica ao Estado construção de novas moradias

Publicada em 18/10/2011 às 21:50
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Lippi destacou que os beneficiários serão selecionados entre as famílias que se encontram em áreas com risco de inundações e deslizamentos (Paulo Ochandio/Secom)
O prefeito Vitor Lippi reuniu-se na segunda-feira (17) com o secretário de Estado da Habitação, Sílvio Torres, para conversar sobre o andamento dos projetos habitacionais apresentados pela Prefeitura de Sorocaba. Em 2012, o governo do Estado deve iniciar a construção de 910 novas moradias na cidade, destinadas a famílias com renda entre zero e três salários mínimos. O encontro deu-se no gabinete do secretário, na Capital, e reuniu ainda o secretário de Habitação e Urbanismo de Sorocaba, José Carlos Comitre; o gerente-regional da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado de São Paulo (CDHU), Benedito Carlos Pereira Paschoal; e o presidente do Memorial da América Latina, Antônio Carlos Pannunzio.

Atualmente, encontram-se em tramitação na CDHU os processos para a implantação dos conjuntos habitacionais Sorocaba “S” (no Cajuru do Sul, com 155 apartamentos), “T” (em Aparecidinha, com 124 apartamentos) e “U” (no Jd. Bethânia, com 355 apartamentos). A Prefeitura elaborou os projetos, doou os terrenos e será responsável pela infraestrutura dos empreendimentos, que serão dotados de redes de água, esgoto, telefonia, energia elétrica, asfalto e área de lazer e convivência. Cada imóvel terá aproximadamente 45 metros quadrados de área, com dois dormitórios, sala, cozinha, área de serviço e banheiro, com aquecimento solar no chuveiro. 

Lippi destacou que os beneficiários serão selecionados entre as famílias já cadastradas pela Prefeitura, dando-se prioridade às que se encontram em áreas com risco de inundações e deslizamentos. O prefeito ainda solicitou a Sílvio Torres a possibilidade da construção de mais moradias em Sorocaba, além dos projetos já apresentados pela Prefeitura. “O secretário nos adiantou a possibilidade de parceria com a Caixa Econômica Federal para ampliar o número de unidades previstas, o que, obviamente, nos interessa. Algumas etapas já foram vencidas e saímos daqui com mais alguns desafios, já que Sorocaba vem crescendo bastante e o apoio do governo do Estado para a habitação popular é fundamental”, ressalta. 

A Prefeitura espera que, em 2012, também se inicie a construção da Vila Dignidade, no Jardim Tulipas. A Prefeitura já doou o terreno para o governo do Estado, onde serão edificadas 20 casas térreas destinadas exclusivamente para pessoas com, no mínimo, 60 anos. Os imóveis contam com diversas adaptações, como portas mais largas, rampas de acesso e barras de apoio em paredes. 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar